quarta-feira, 8 de junho de 2016

Ivan, a mascote do Bairro do Oriente



No seguimento do trabalho que tenho realizado junto dos jovens com necessidades de educação especiais, trago-vos novamente aqui o exemplo de Ivan Baptista, o primeiro "crack-baby" nascido de pais que nunca deram no "crack". Um mistério que tem intrigado a ciência, este, em que um mamífero vertebrado aparentemente normal tem a inteligência de uma pulga marinha (aquelas que pulam na areia das praias fluviais e cheiram a marisco, conhecem?). Como se pode ver pela aparência agitada da criatura, o Ivan Baptista está sempre a choramingar, e NUNCA se cala. O Ivan debita disparate à mesma velocidade que uma libélula bate as asinhas. A diferença entre um chimpanzé hiper-activo e o Ivan Baptista é a fralda, que o chimpanzé não precisa. Desconheço a idade do Ivan Baptista, mas se soubesse fazia a conversão para semanas e começava um "lobby" para permitir a interrupção voluntária da gravidez para esse número. O Ivan Baptista é um cobarde, um queixinhas e aposto que se lambuza todo com os burriés que pesca do nariz. Vamos ver mais um exemplo da boçalidade do Ivan Baptista, a mascote do Bairro do Oriente.


Naquele comentário ali em cima, o rapaz demonstra uma espécie de fixação homo-erótica pela minha pessoa, o que naturalmente me incomoda bastante. A ideia de ter moscas a pousarem-me em cima é "relaxante" comparada com o amor platónico que o Ivan Baptista nutre por mim. O Ivan Baptista comunica num idioma derivado da língua Portuguesa e com fortes influências do disléxico-analfabeto. Segundo o Ivan Baptista, eu "acredito acreditando", algo que "posso podendo", e ando numa "contante" procura de afirmação, e de seguida imputa-me afirmações que nunca proferi, esse descendente de uma enormíssima imputa. Termina dizendo que "procuro destabilizar ou criar instabilidade", e de facto essa é um dilema que enfrento todas as manhãs quando acordo, ainda está o Ivan Baptista a ressonar na casota: será que hoje vou destabilizar, ou criar instabilidade? E finalmente pergunta se vale a pena "trocar mimos" com...epá ó seu assanhado, vai procurar um cabo de vassoura que te alivie o prurido anal, querem lá ver o que tenho que aturar? E hoje foi isto:


Encontrei estes dois comentários no artigo de ontem O mito dos zero refugiados - parte II, que já agora aproveito para referir que foi um estrondoso sucesso, e espero que tenham reflectido sobre as evidências que ali apresentei, e que ao contrário do que o caracol mental do Ivan Baptista diz, nenhuma delas é sequer elaborada por mim. Agora vamos lá ver uma coisa, se o Ivan Baptista me der um nome, um que seja, e comprovadamente autêntico, de alguém a quem eu "aticei ódio" contra, então faço a devida retracção (O FireHead não conta, porque se ele tiver algum problema diz-me, e tanto eu como ele sabemos quem é o outro. Vergonha, Ivan Baptista. Bad dog). Caso contrário transmito à mãe dele o quão aborrecido estou com o seu comportamento, quando a encontrar aí pelas esquinas a atacar.  Mas aquela frase dava para emoldurar num quadro e espetar no muro da sem-vergonha-nenhuma-na-cara, mesmo com aquela palavra, "tombem", que não deve ser o tempo do verbo "tombar", mas antes "também":
"Tombem" há pessoas xenófobas e homofóbicas e mais etc e tal que "tombem" sabem do que falam. 
Ivan Baptista, 8/6/2016
E quando eu pensava que não se podia bater mais fundo, eis o Ivan Baptista a polvorizar o recorde mundial da imbecilidade. Aquilo que o Ivan Baptista chama de "ilusionismo" é aquilo que tanto ele como os seus amiguinhos NAZIS temem: que lhes caia a boina das SS e se lhes descubra a careca. Para o NAZI do Ivan Baptista, que mesmo que tenha esse nome ninguém sabe de quem se trata, e por isso se diverte a provocar pretos e outras minorias nas redes sociais, sabendo que não leva logo na boca e depois de se mijar todo desata a choramingar e a chamar a mãezinha (procurando pelas esquinas onde...ah, já disse), interessa que a opinião pública se convença de que "a Arábia Saudita recusa-se a receber refugiados", e por essa razão mais ninguém os deve receber, que fiquem lá pela m...onde pertencem e bem podem todos fritar, pqp. Vejam a reacção de outro NAZI:


Isto é colírio para os meus olhos. O que eu não queria que a minha avózinha visse agora, que ficava tão orgulhosa de mim. Chuif, chuif. Ah, mas voltando ao Ivan Baptista, esse paradigma da retardação e inépcia mentais, no final do seu comentário...


...tece estas considerações que comprovam um tipo de esquizofrenia inédito: tenta atacar-me e ataca-se a si próprio, convencido de que é a mim que está a atacar. Parece confuso, mas nada comparado com o que vai na cabecinha de alfinete do Ivan Baptista. Olha lá, ó roto, eu não sou "dono da razão", sou o "transmissor da verdade", que é uma apenas, e qualquer pessoa tem acesso. E isto da "razão" não é um baloiço que eu estou a usar há duas horas enquanto tu estás a fazer birra porque "também queres brincar". Tu é que sabes se és um "borrego de merda" (?), e sim, és um fdp, e ainda bem que admites. O pior é que a senhora tua mãe, apesar de andar a atacar etc., etc. não tem a culpa do NAZI FDP do filho que tem. Agora reparem nos vídeos que este bardamerdas deixou, e que supostamente devem deixar-me "de rastos". Como isto já está demasiado longo, e ainda vai a criatura pensar que eu quero "trocar mimos" com ele (yuck), vou tratar daquele de baixo, apenas:


Estes NAZIS são burros que mete dó. Agora resolveram divulgar um vídeo que se pode ver TER MAIS DE TRÊS MESES como se fosse uma "nova evidência da situação insuportável dos refugiados na Europa". A Nazi Productions, de tanto falsificar factos, deturpar notícias e fabricar vídeos, "esquece-se" de fazer a coisa credível pelo menos a alguém menos retardado que o Ivan Baptista. "Ah mas é mentira, é? Só vês as coisas de uma perspectiva nha nha nha". De facto vejo de uma só perspectiva sim, porque a outra tresanda a NAZI, seus cabrões. Este vídeo é para atrasadinhos mentais, pois tudo o que está ali é uma tipa a contar um conto do arco-da-velha, sem provar porra nenhuma, e o que me faz suspeitar que é MENTIRA são os pequenos detalhes, além da previsibilidade do argumento, e a "pressa" com que estes tipos incitam as pessoas contra as minorias -num dos comentários em baixo do vídeo lê-se "porque é que as autoridades e os políticos da Europa dão protecção aos muçulmanos?", que como se sabe é o que qualquer pessoa normal pensa quando sabe de uma notícia de uma criança que foi agredida, e onde nem se especifica sequer a religião dos agressores. Contudo esta tipa bastante suspeita diz que o filho "foi agredido por requerentes de asilo" (asylum seekers) - deviam estar a preencher o pedido enquanto cascavam no puto. E mais: pensavam que a polícia alemã era dura, fria, pragmática e eficaz? Na, esta diz-vos que "nem a atenderam", e só faltava dizer que lhe cuspiram em cima e falavam turco. E espera lá, onde é que eu já vi esta tipa?


É isso mesmo! Welcome creatures of the night, I'm Vampira! Ó Ivan Baptista, já pensaste em fazer outra coisa qualquer, sei lá, quem sabe praticar um desporto radical? E que tal a Eutanásia? Vai-te catar, palerma. Às vezes até penso que gostas mesmo de "levar". Livra!


2 comentários:

Ivan Baptista disse...


Se não fosse essa de mudares o sentido da frase e alterares uma ou outra letrinha ou palavrão... Admito que até podia achar engraçado !
Mas vá lá, para quem é do montijo e vive em Macau, é de enaltecer as boas ações e bons costumes do Luís Crepes.
Sempre solidário com os oprimidos de alguns elementos mas nada violentos, delinquentes de certas minorias, e sempre pronto a acolher um ou outro migrante económico = " refugiado", lá no montijo, perdão , em Macau.
E então ai em Macau ao pé da China, ou na China, ou sei lá onde isso é, cidade pronta para acolher mais uma vez, uma enorme vaga de "refugiados" lá do médio Oriente, e de todos os outros países bombardeados e ocupados por "yankees" .
Ok,já percebi a causa que o Luís Conas apregoa, é a de "transmitir a verdade" que é uma apenas, e qualquer pessoa tem acesso .
Dessa maneira, vamos todos ficar á espera que o messias Obama, ou o papa Chico, ou da Hillary Palitos, nos faça todos levar para o reino de jeová. E dessa maneira se houver paz no médio Oriente, haverá paz pelo mundo todo .
Não haverá mais criancinhas a morrer á fome em africa, não haverá mais guerras ás portas da Europa, não haverá mais guerras de nacrótráfico, e não haverá mais sofrimento neste mundo :) Viveremos todos em pax na graça do Señhor.

Ai sou das SS ? Olha que até me ri um pouco, mas és capaz de ter razão, pois se não dou a cara por causas justas como "transmitir a verdade" que vem nos média oficiais "imparciais" :), então é isso, pois é verdade.
E sim também porque a fonte que fui buscar, não há provas que seja verdade é tudo mentira. é uma mentira igual á quela do Mustafá do cais do Sodré, a diferença é que o mustafá andava ser filamado pelos agressores. Pois, fui tudo fabricado. Ok, e já agora o homem tambem é das SS por se defender das minorias opressoaras ! Fixe. Vai mandando mais postas.

Pssst, eu até acho que não és má pessoa, a tua mãe é que nunca deveria de ter nascido

Leocardo disse...

Essa última afirmação é provavelmente a única com que eu concordo, de entre mais um festival de dislexia e de tentativas patéticas de justificar o injustificável. Enterras-te cada vez mais ó infeliz .