quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Superstições


Está aí o Festival dos espíritos famintos (中元節), que se celebra na 15ª noite do sétimo mês do calendário lunar. Mais ou menos por esta altura do mês, é comum assistir aos cidadãos de orientação budista a queimar papéis votivos e oferecer comida para apaziguar os espíritos que saíram do Inferno porque - vá-se lá saber porquê - a porta está aberta. Um dos cuidados a ter durante este período é não apanhar dinheiro do chão, pois algumas moedas são atiradas para que os espíritos vão beberumas jolas e fiquem mais apaziguados. Outro dos cuidados a ter é não tropeçar no lixo espalhado um pouco por toda a via pública. Enfim, toca a respeitar. É uma tradição. Hoje pisei acidentalmente uma banana que tinha sido oferecida a um espírito zangado, e o melhor é consultar o meu mestre de feng shui, não vão as coisas começar a correr para o torto.

Por falar em feng shui, a milenar arte chinesa da comunicação com os espíritos do além está agora ao serviço do magnata Stanley Ho. Ho escorregou em casa no início do mês, e encontra-se internado em Hong Kong, rodeado dos melhores especialistas que o dinheiro pode comprar. O seu estado de saúde é uma verdadeira incógnita, pois a família mais próxima diz que o patrão da SJM se encontra "bem", enquanto a imprensa mais ou menos cor-de-rosa do território vizinho continua a especular. Eu sinceramente desejo-lhe as rápidas melhoras.

Voltando ao feng shui, o mestre Yu Chi Lun encontrou um túmulo na China onde enterrou alguns pertences pessoais de Stanley Ho onde terá eregido um túmulo "in vitae", que supostamente permitirá ao magnata sair do hospital antes do Festival do Bolo Lunar (4 de Outubro, Domingo), mas ainda lhe garante boa saúde pelo menos durante os próximos três anos. Mais uma vez a família não confirmou, mas tanto a imprensa chinesa como o Ponto Final grantem que o túmulo existe. Alegadamente Stanley Ho não acredita em feng shui, mas terá sido um mestre desta complicadíssima arte que lhe sugeriu em tempos que construísse a ala nova do antigo Hotel Lisboa.

Yu Chi Lun é conhecido por ter tratado a também Nina Wang, viúva presumida do magnata Teddy Wang, falecida há dois anos de cancro. Segundo Lun, as mezinhas com a bilionária das tranças foram "um sucesso". Então porque morreu Nina Wang? Porque "estava envolvida numa disputa judicial com a família do marido por causa da fortuna, e tinha que escolher entre o dinheiro ou a vida", segundo o próprio mestre. Logicamente escolheu o dinheiro, que lhe fazia falta. É uma pena que Stanley Ho, a figura de Macau por excelência, tenha que viver rodeado de oportunistas, interesseiros e charlatões, até aos últimos dias da sua vida. E quem disse que o dinheiro é tudo?

1 comentário:

Pedro Macau disse...

isso ja parece rtp em que cada feriado tem que progama dito especial (que por sinal nao e nada...) a apresentar o evento