quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Microsoft faz photoshop



As diferenças entre a fotograifa de cima e a fotografia de baixo são óbvias. A segunda está escrito em polaco, e em vez do sr. africano, mostra um indivíduo com cara de idiota que deve ser polaco. A ideia da Microsoft era levantar a moral das tropas, mas a sucursal polaca está agora a ser acusada de racismo. Provavelmente porque na Polónia nunca se viu um negro, resolveram editar a imagem para que aparecesse...um caucasiano. Foi fácil, foi só mudar a cabeça. Mais do que racismo, isto trata-se de um caso de idiotice, senão vejamos:

1) A Microsoft na tentativa de ser politicamente correcta fez merda. Para quê preocuparem-se em arranjar uma mulher, um negro e um asiático para ninguém se sentir descriminado? A mensagem é "Empower your people with the IT tools they need", o que se calhar traduz-se para "Não se preocupem! Aqui na Microsoft temos negros, asiáticos e mulheres".

2) A Microsoft polaca também não fica bem na fotografia. Então sempre se pode justificar que um branco se identifica melhor com aquela nação do centro da Europa do que um afro-americano. Mas e o asiático? Quantos asiáticos vivem na Polónia?

3) A polémica podia ter sido perfeitamente evitada se tivessem arranjado três modelos de biquini. Afinal a intenção não era levantar a moral dos funcionários?

Já parecem as Testemunhas de Jeová. Não sei se já viram a capa de algumas edições da "Despertai!" ou da "Sentinela", onde aparecem imagens do paraíso e famílias de negros, brancos e asiáticos a brincar com as renas e a fazer festas aos leãozinhos. Em todo o caso a Microsoft polaca já pediu desculpas.

1 comentário:

Maldonado disse...

Como se costuma dizer, é pior a emenda que o soneto...