quinta-feira, 10 de julho de 2008

O que há num nome?


Nota prévia: esta posta é apenas uma opinião pessoal, uma questão de gosto, e não visa ofender ninguém. Posto isto...

Uma menina encontra um rapaz:
- Olá! Como te chamas?
- Sonasol, e tu?
- Eu? Maria...
- Ahah, isso não é nome de bolacha?


Uma das maiores decisões que se têm que fazer na vida é dar um nome aos filhos. Nunca é fácil, atendendo à quantidade de palermas que conhecemos durante a vida e cujos nomes não gostávamos de chamar a ninguém. Para um rapaz torna-se muito mais difícil, e eis um conjunto de regras que convém observar, e nomes a evitar:

- Nomes demasiado bíblicos (Isaías, Lucas, Mateus, Moisés)
- Nomes “queques” (Bernardo, Diogo, Lourenço, Rodrigo)
- Nomes cuja abreviatura seja “Beto” (Adalberto, Alberto, Roberto)
- Nomes que ficam muito melhor na versão feminina (Elso, Heleno, Madaleno, Mariano, Sandro, Vando)
- Nomes de heróis míticos ou históricos (Aníbal, Hércules, Ulisses, Xerxes)
- Nomes que tenham outro significado no dicionário (Albino, Benedito, Cândido, Clemente, Patrício)
- Nomes com que se façam versos parvos (“Joaquim tira a mão do pudim”, “Orlando de vez em quando”)
- Neste último caso, cuidado com os clássicos (“Ó Evaristo tens cá disto”, “Teodoro olha o sonoro”)
- Nomes que dêem azo a piadolas toscas (Américo, Camilo, Frederico)
- Nomes de jardineiros, motoristas e outros serviçais (Alfredo, Heitor, Jonas)
- Nomes de grafia ambígua (Victor/Vitor, Filipe/Felipe)
- Nomes do “sabor do mês” (Elvis, Marco Paulo, e, lá está, Cristiano Ronaldo)
- Nomes de acordo com a época do ano (Inverno, Natalino, Pascoal, Setembrino)
- Brasileirismos e outros estrangeirismos (Angus, Cléber, Décio, Gérson, Williams, Wilson)
- Pior que estrangeirismos, traduções dos mesmos (Donaldo, Franquelim)
- Nomes russos que estiveram muito na moda depois do 25 de Abril (Igor, Ivan, Pavel, Vladimir)
- Nomes ciganos (Levi, Romero, Romeu)
- Nomes sólidos e respeitáveis mas que já ninguém usa (Abílio, Sidónio, Teófilo)
- Nomes completamente escusados que vão levar a que o seu filho nunca mais o perdoe (Anacleto, Asdrúbal, Hilário, Hipólito)

Quanto às meninas, a missão torna-se muito mais fácil, especialmente para um pai. Mas mesmo assim, eis um grupo de nomes que não gostava que uma das minhas filhas ostentasse:

- Nomes de beatas (Maria dos Anjos, Maria Custódia, Maria da Graça, Maria da Purificação)
- Nomes das avós (Adelaide, Adélia, Clotilde, Gertrudes, Hermínia)
- Combinações explosivas (Cátia Vanessa, Rute Rita, Sónia Raquel)
- Nomes da moda; foram as Carmen Miranda e as Marisol nos anos 60, as Carolinas e as Estefânias nos anos 80, e agora começam a aparecer as Letícias e as Floribelas.
- Carla e Isabel são nomes aceitáveis, não havendo necessidade para as Carlotas e para as Isabelas.
- Nomes que ficam melhor no masculino (Albertina, Antónia, Antonieta, Fábia, Joaquina, Miquelina)
- Nomes de pedras preciosas, frutos ou crepes franceses (Esmeralda, Ágata, Tâmara, Clementina, Suzete)
- Estrangeirismos, brasileirismos e afins (Cássia, Jeanette, Xénia)

Caso o erro seja irremediável, sempre se pode pôr a culpa nos avós/tios/padrinhos. Pense bem no nome do seu filho ou filha, evite o uso de dicionários onomásticos que normalmente dão ideias muito malucas, e lembre-se: esse é o nome que as crianças vão carregar para o resto das suas vidas.

14 comentários:

Gotícula disse...

Conheço uma Deliciosa, talvez você também a conhece. É o nome mais intrigante que jamais ouvi, ponho sempre a pensar o porquê dos pais dela lhe terem dado esse nome???

Leocardo disse...

Claro que conheço. Bem, há sempre uma ou outra extravagânca, que são apenas excepções, felizmente. Abraço.

Anónimo disse...

João beija-me a mão!
José beija-me o pé!
Ramalho, porque foges?

Anónimo disse...

Eu conheço um Dombelo Crescente, que de belo não tem mesmo nada, nem muito menos de crescido. E de certeza que nunca deve ter tido (nem no momemto em que nasceu era belo).

Anónimo disse...

Pois eu conheço um casal em Portugal chamado Páscoa Feliz (ela) e Natal Alegre (ele).

Anónimo disse...

talvez porque os pais ja previam que ela viria a ser uma delicia...

Anónimo disse...

Também conheço muitas deliciosas, embora não conheça nenhuma Deliciosa. Quanto a outros nomes, convém referir que em Portugal é que é o cabo dos trabalhos. Se se seguir os bons conselhos que o Leocardo deixa e se optar por um nome original e decente, vai-se ao registo e chega-se à conclusão que não deixam pôr esse nome. No entanto, lá está, aposto que o Natal Alegre e a Páscoa Feliz nasceram em Portugal. Eu sei disto, que nasceu-me uma filha em Portugal (infelizmente foi em Portugal) e por isso não lhe pude dar o nome que desejava porque não constava dos registos. Enquanto for um grupo de idiotas a decidir que nomes podemos ou não podemos pôr aos nossos filhos, dar um nome será uma tarefa bem árdua. Mas também, quem me mandou a mim mandar nascer a minha filha em Portugal?

Anónimo disse...

Sabem que, em Portugal, não se pode registar um filho com o nome de "David" mas sim "Davide"?

Tem piada que quem tenha publicado isto atenda pelo nome de Leocardo...

Leocardo disse...

É um lindo nome, não é?

Anónimo disse...

Mas devia ser Leonardo !!!

Anónimo disse...

Conheço uma Sra de nome Adelina Terrível.
Uma simpatiquissima lady.

Anónimo disse...

Conheço uma Esperança Milagre e por razões óbvias.

Anónimo disse...

Leonel também é bonito!

MISHA MISHA disse...

Natacha Joana, é muito bom (o meu...). Estão a ver o que rima com Natacha, certo ? Ai tanto bullying.