segunda-feira, 30 de maio de 2011

Bar Gay e extorsão


1) Uma reportagem de Gonçalo Lobo Pinheiro na edição de hoje do Hoje Macau dá conta que Macau não é uma cidade "gay-friendly". E ainda bem, com tanta porcaria que já aqui anda, só cá faltavam os gays. Não me levem a mal, eu até gosto de ouvir os Scissor Sisters e tudo, mas bares e outras coisas gay numa cidade onde reinam o jogo e a prostituição? Os dois pombinhos entrevistados pelo GLP (hmmm...), uns tais letão e lituano (sempre disse que a Letónia e a Lituânia não deviam ficar juntas), vieram visitar Macau, gostam e tal, mas querem encontrar outros gays. Agora pergunto eu: para quê? Quando vou visitar outros locais com a minha mulher não nos apetece conhecer outros heteros, e contudo não me queixo que tal cidade não é "hetero-friendly". Depois querem ser considerados casais normais. Mas isso são contas de outro rosário. De facto chegou a existir um bar gay algures perto do Forum, uma ideia original, mas cedo foi invadido pelos curiosos heteros, que fizeram os gays perder o interesse. Os gays em Macau são até bem recebidos, não temos notícias de ódio motivado pela sexualidade, e podemo-nos orgulhar disso (acho). A ideia de um bar gay ou lésbico sempre me fez uma enorme confusão. Não podem ir os gays aos mesmos bares que os heteros? Can't we all be friends? Pensem lá nisso.

2) O que aconteceu num restaurante do Fai Chi Kei este fim-de-semana é um vergonhoso caso de extorsão perpetrado por profissionais do conto do vigário. Quatro indivíduos turistas da China continental chegaram a pedir uma indemnização por uma eventual intoxicação alimentar, uma vez que souberam que duas mulheres foram observadas no hospital depois de terem lá comido o pequeno-almoço. Com medo sei lá do quê, o proprietário (assumo) do estabelecimento entregou-lhes cinco mil patacas. Não chamou a polícia, não lhes partiu uma cadeira nos cornos, nada, entregou-lhes o dinheiro para a mão. Sem dúvida que precisamos de ter cuidado com algum tipo de turistas da China continental, mas também precisamos de uma população mais esperta.

19 comentários:

Anónimo disse...

E assim continuam os chineses de Macau a serem comidos por certos espertalhões do Continente. Depois ainda são capazes de dizer que o governo de Macau é que tem a culpa, que esta parece que não pode nunca ser imputada à Mãe-Pátria...

Anónimo disse...

CONTINUO A NÃO PERCEBER ESTE ÓDIO AOS GAYS.EU SOU HETEROSEXUAL,SÓ GOSTO DE MULHERES E SOU A FAVOR DOS GAYS,CASAMENTO ENTRE OS GAYS,BARES PARA OS GAYS ETC.PORQUE QUANTO MAIS GAYS EXISTIR NO MUNDO MAIS MULHERES ESTÃO LIVRES E DISPONIVEIS,SERA QUE OS BURROS AINDA NÃO PERCEBERAM ISSO???

Anónimo disse...

Este caso de extorsão no restaurante Fai Chi Kei fez me lembrar de um famoso burlão portugues da decada de 90 em que ele usava sempre o mesmo truque para almoçar e jantar de borla em vários restaurante em portugal.O gajo levava sempre uma mosca morta para o restaurante e quando a refeição estava já quase no fim o gajo punha a mosca morta no prato com a comida e ia chamar o empregado e protestar.E assim pronto não tinha que pagar a conta

Anónimo disse...

Em Macau o que nao falta é paneleiragem. O leocardo é um deles porque tem a habitual namorada thai de chicote. Depois há aí os famosos ladyboys que so servem eh para meter nojo na rua.

Leocardo disse...

E ele a dar-lhe. Tenho namorada, por isso sou "paneleiragem". Interessante, isto.

Anónimo disse...

1) Concordo com o Leocardo. A paneleiragem tem a mania que é diferente. Será que não conseguem socializar sem ser com os da mesma espécie? Se querem ser tratados como os outros, é bom que esta raça para com as suas "triques" de diferenciação.

2) O caso do Fai Chi Kei é medonho e mostra a estupidez de algumas criaturas da terra ou então, o proprietário do estabelecimento reconheceu à partida que foi ele o causador do acidente gástrico, e no final de contas os turistas do continente até estão inocentes.

AA

Anónimo disse...

Ó Leocardo, conheces por acaso a série Little Britain? Tem lá uma personagem que é exactamente como tu! "I am the only gay in the village". Tens é mesmo que alguém te roube o namorado!

Leocardo disse...

Tenho é mesmo o quê? Make sense, stupid ;)

Bolhas disse...

Boa reportagem. Ser gay ou não cada um é que sabe desde que as pessoas se respeitem que é coisa que não acontece em Macau...

Anónimo disse...

E como que sabes que em Macau não respeitam os gays?Lá porque não há bares para gays não quer dizer que não respeitam os gays.Um bar para gays não é propriamente uma coisa normal.

Anónimo disse...

Os gays devem ir é passar férias a Portugal, onde as "saunas gay" proliferam como cogumelos. Portugal, sobretudo na era Sócrates, é muito "gay-friendly". Aqui, desculpem lá qualquer coisinha, mas continuamos a preferir as saunas "mainstream".

Anónimo disse...

Eu já disse ontem aqui,eu vivo em Portugal e quanto mais gays existirem aqui melhor para mim,não que eu seja gay mas sim porque assim há mais mulheres disponíveis para mim comer.Não sei se existem saunas gays em Portugal porque não vou as saunas mas o anónimo das 16:13 está muito bem informado sobre as saunas gays de Portugal :)

Anónimo disse...

Pois estou bem informado. Tenho televisão e leio coisas.

Anónimo disse...

Pois,pois,andas bem informado realmente sobre os gays :)

Anónimo disse...

Anónimo 13:19

Quando falei de respeito referia-me no geral

"Um bar para gays não é propriamente uma coisa normal"???

E uma sauna para os homens experimentarem um "happy end", é???

Anónimo disse...

Um bar para gays é um gueto. Ou um gayto, neste caso.

Anónimo disse...

Uma Sauna para homens foderem com mulheres é normal.Em Macau é normal.Agora Sauna para gays não é normal.

Anónimo disse...

Que bando de otários que só dizem baboseiras...

Anónimo disse...

Quem? Os gays? Também acho.