terça-feira, 31 de maio de 2016

Provedor do leitor - epílogo: Ivan Baptista (coitado...)


Recebi do Ivan Baptista - nome que pode muito bem ser tão autêntico como "Afonso de Portugal", "Firehead", "José João Horta Nobre", "Lepra no Grelo" ou outro qualquer membro do Gangue das Batinas - mais um comentário, e este chegou mesmo há poucos minutos na secção reservada para o efeito no post Malabarismos (patético...) . Aliás não recebi apenas um, mas vários, e só este que reproduzo ali em cima chegou em duplicado. Isso não seria sequer digno de menção não fosse pelo pequeno senão do rapaz me ter assegurado há uns dez comentários atrás que não mandaria mais nenhum. Temos aqui um bom exemplo do artolas que faz a festa, atira os foguetes e apanha as canas. Vamos por partes.

O fireHead até pode ser um fanático como tu o dizes.
Mas também tem o seu direito ao contraditório, por enquanto ainda existe essa liberdade .

Esta é a resposta ao primeiro comentário do post, que não é da minha autoria, e apesar de eu não ter procuração para responder pelo seu autor - e nunca poderia ter, uma vez que os notários ainda não passam procurações dando plenos poderes para intervir por anónimos - permite-me que te elucide quanto às tuas intenções:  estás a cantarolar à janela errada, rapaz. Finda essa primeira frase, o FireHead ia logo aos arames por lhe teres chamado de "fanático", e se calhar com mais afinco a isso que ingenuamente consideras ser a sua defesa, do que ao comentário propriamente dito. E eu próprio não acho que ele seja fanático, atenção. Anda perdido nos bosques do degredo intelectual, coitado, aliciado pelos "lobos" que se aproveitaram de um jovem "puro e casto" (lol) à procura de referências. Mas ainda há esperança, deixa lá. Agora, que "contraditório" é que ele exerce, se não o vejo a refutar nada de concreto, mas em vez disso a "fabricar" tontices que até tinham o seu charme, não fosse pelo tremendo mau gosto de que estão impregnadas? Ah pois, quer dizer, está tudo na paz dos anjos, e vem um tipo agitar com a iminência de "invasões", com "o fim da civilização", a "Eurábia", e com o único fim (pelo menos o único detectável) de incutir receios infundados em pessoas contra outras que podem muito bem ser inofensivas, baseando-se apenas em "variáveis", não aplicadas a pessoas, mas antes do domínio da zoologia (o gato faz miau, o cão faz ão ão, o islâmico faz bum!)? E olha que ele bem dá com aquela água mole na pedra dura, convencido que qualquer dia fura. Contraditório? Recomendo a consulta dessa palavra no dicionário, ó tótó. E para encerrar este capítulo da nossa conversa (tenho mesmo uma paciência infinita, bolas), vou "saltar" uma parte do teu comentário, e já lá volto depois:

A diferença do firehead da sua, é que ele discute opiniões,ideias e não pessoas como tu o fazes.

Ó amigo, tu leste o post onde deixaste este comentário? É que isto salta a trincheira do contraste e vai a correr e a saltitar todo nu pelos prados do paradoxal, emitindo gritinhos histéricos. Olha aí a forma como ele "discute ideias" - depois de as mutilar, lá está. Tens noção do ridículo? Ah e eu "discuto pessoas"? Quais pessoas, pá? Mas isso leva-me à parte onde escreves isto:

E quanto a si ó Sr. leocardo, as pessoas de bem não teem o direito de serem chantageadas, intimidadas, censuradas, difamadas e etc.. gratuitamente ou só porque acha que sim.

"As pessoas de bem" têm um "bom nome", vós nem um nome tendes. As pessoas de bem dão a cara em nome dos princípios que defendem dessa forma que vós defendeis, por mais equivocadas que podeis estar. Vós escondei-vos enquanto espalhais negrume e desagravo. Cobardes, é o que sois. Quereis ver um bom exemplo de uma tentativa frouxa e desprezível de chantagem, intimidação e ameaça? Ide ao post mais comentado na semana passada do blogue aí do seu amigo que é um "exemplo de coerência e rectidão", e vide com os vossos próprios olhinhos, se é que a ramela já não chegou ao ponto de vos impedir de constatar o óbvio. "Difamar"? Outro que pensa que esta é uma "palavra cara", e que ninguém sabe o que é, mas "parece grave". Difamar implica atentar contra um NOME. Remeto-o à mesma caixa de comentários, e contai quantos NOMES lá vê, e de quem. A propósito, mandastes os meus cumprimentos àquele "meu familiar" com que falastes ontem, e que vos afiançou que eu trabalhava "na função pública lá no Montijo"? Ah mas isso não foi nenhuma tentativa a nada de maldoso, como aquelas figuras que ali referis. Foi só vossa senhoria a comportar-se como um tremendo idiota, como é vosso apanágio. Entende-se.

Por minha ignorância( a não ser que sejas do SIS ou outra coisa parecida ), não sei se podes fazer, stalking ou cyberstalking - http://observador.pt/2014/09/04/stalking-cyberstalking-e-casamento-forcado-vao-ser-crimes/


A sua ignorância é de facto assombrosa, e atinge patamares nunca imaginados possíveis de atingir pelo comum dos mortais. Penso que com isto se refere à forma desleixada e imprudente, própria dos imbecis que você e os seus amigos são, com que deixam múltiplos comentários anónimos contendo ameaças e derivados, querendo dar a impressão que são "muitos" e não o mesmo, ou apenas dois ou três? Bom, não sou do SIS, mas sou cliente da Blogger, que entre outras coisas permite-me aceder às estatísticas do meu próprio blogue, quem está e esteve "online" e a visualizá-lo, a que horas e durante quanto tempo. Depois é só somar dois mais dois, e seria uma incrível coincidência que as mesmas pessoas que tinham o blogue aberto à sua frente exactamente à mesma hora em que são publicados os comentários, fossem "outras" que não as que comentaram, não acha? No seu mundinho de estupor deve ser possível, mas eu prefiro, sei lá, confiar nas evidências? Podem até estar outras a ler o blogue a essa hora, mas há os IPs que se repetem, helas. E o que é o IP address? É uma identidade composta por números atribuídos primeiro conforme a localização do usurário, depois pelo serviço de internet de que é assinante, e finalmente pelo próprio computador. Portanto não podem existir dois exactamente iguais. Mas espera lá, estou a falar com quem, se este tipo é um completo idiota? Ó fresquinho, pede a um técnico de informática ou alguém com um dos hemisférios do cérebro funcionais que te explique devagarinho, e recorrendo a desenhos, ok? Posso-te adiantar que não há nada de ilegal ou de "stalking" neste serviço, já o mesmo não posso assegurar quanto à ideia de "retirar todas as fotografias" de um usurário da net, e "publicar um blogue com essas imagens acompanhadas de insultos". Onde é que eu já vi isto antes? Bem, adiante.

Vê lá , se queres ver a minha conta bancária ou NIB, olha dava-me imenso jeito depositares alguns Euros. É que a minha conta não chega até ao fim do mês, sou sempre um teso , tenho sempre despesas para pagar, infelizmente não tenho é tanta força na verga, e se assim fosse, hoje seria rico.


Olha, e já pensaste em ir trabalhar, ou isso, em vez de andar aí a choramingar ou a pedir esmola, ó desocupado? De tudo o que ali está, só há uma oração passível de se poder considerar para memória futura, mas peca por defeito: não tens força NENHUMA na verga. Nem nada que te possa incluir no reino dos vertebrados. Vai-te apagar, pá. Triste.


1 comentário:

Ivan Baptista disse...

Tens de perceber de que muito daquilo que as pessoas dizem, pode nada ter haver com o significado de certa determinada frase.
Nem toda a gente tem um vocabulário para perceber e/ou interpretar, agente como sendo agente da policia por exemplo.
Olha , esses ofensas não me fazem corar, para mim isso é andando e cagando, toou-me a cagar, não é novidade nenhuma que sou limitado na minha forma de exprimir. E dai? Isso não me impede de ter ou dar uma opinião, nunca aprendeste que a razão nem sempre está no lado de uma boa argumentação ? Toda a gente tem a sua razão, mas nem toda a gente gosta de discutir ou de arranjar conflito.
E o que eu disse, é que as pessoas teem o seu direito ao contraditório, não me refiro é na sua forma jurídica por exemplo lol .
Eu disse é que as pessoas, também teem o seu direito a opinar . Agora essa de te passares por ofendido ou até mesmo vitima, é fixe . Eu meti-me contigo para comunicar, trocar ideias ou outra coisa. Não estou aqui para competir contigo, ou demonstrar que tenho mais ou menos razão.
Acredites ou não, eu até achei piada ao teu blog, mas quando percebi que isto aqui, não passa de mais um blog de deboche pornográfico com pichas, cús e broches á mistura. Pensei eu de que, seria divertido falar contigo, mas com prudência, não vás tu sentires-te ofendido com o teu mau feitio.
Pá, e foi assim que tudo começou, mas pelo que percebi, não vale a pena.

Olha, já tou como o outro, vou dar-te um concelho (ou conselho), de
amigo. Peça ajuda, anda a ser manipulado.

Abraço