segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Bairro do Oriente 2016 (e Provedor do Leitor)


Leocardo, após ter sobrevivido o ano de 2015

Tirando o problema do retrocesso civilizacional por que Portugal tem passado nos últimos meses devido à crise dos refugiados (ainda com muito que se lhe diga, aliás), tenho deixado aqui o barracão meio abandonado, é verdade, e estamos em pleno Fevereiro,  e este é o primeiro "post" de 2016. De 2015 nem cheguei a fazer a minha (habitual) lista de melhores e piores do ano! Do-ma-fucking-age! A verdade é que andei por aí a passear, também é importante para explicar o baixo número de actualizações no blogue - não estive em Macau durante quase metade do mês de Dezembro, e disso vou falar nos próximos artigos. Nonetheless, guardei o tempo para espreitar a caixa de comentários, outros tempos vomitório do mais insalubre verbatim, mas praticamente às moscas desde que se passou a requerer moderação e teve fim o regabofe. Mesmo assim, vide o que fui lá encontrar, no artigo Portugal Unido...é isto? :


Obrigado pelo seu comentário, que em termos de diplomacia chega a ser, digamos, "excessivo". Não sei se quis dizer que não gostou, ou que reprova o estilo do blogue, mas não era necessário besuntar o seu discurso com tanto mel como quem não quer dar a entender que é algum Pidezinho 2.0, porque é exactamente isso que você é - ainda pedia desculpa pela sinceridade, mas como deve ter entendido, é isso mesmo que daqui se leva. Indo directamente à polpa dessa fruta que está aí a vender, entendo bem onde quer chegar, mas quer as opiniões aqui reproduzidas, quer os erros ortográficos, bem como todo o resto que as referidas personalidades tornam públicas nas redes sociais, são isso mesmo: públicas. Não andei a colocar escutas nos telefones de ninguém, não recorri a "spyware" para aceder a postagens privadas, nada, mas mesmo nada de nadica disso. As pessoas que expressaram as opiniões que a meu ver são censuráveis - e você está no direito de me censurar e eu no direito de retorquir - não são menores de idade ou inimputáveis, nem creio que tenham sido obrigadas a escrever o que não quiseram sob ameaça ou com um revólver encostado à cabeça. E era o que faltava, poderem emanar todas as flatulências verbais que lhes desse na gana sem que alguém não pudesse exercer o direito ao contraditório. Portanto é assim mesmo, e nisso dou-lhe toda a razão: viva a liberdade. Ah sim, "piça" para ti também, "broda". 

E este já está. Há muitos mais comentários que mereciam resposta, mas fica para outra altura (isto é, se me apetecer). Quanto às centenas - mais que centenas, dezenas! - de leitores e "gente que se preocupa comigo" que me tentou contactar pelo Facebook, bem, como já devem ter entendido, tirei um período sabático de abstinência daquele instrumento do demo durante mais de um mês, e de qualquer forma existem OUTROS MEIOS para me contactarem, caso fosse MESMO urgente. Pelos vistos não era. Seja como for, estou de volta! Buh! Bem vindos ao Bairro do Oriente 2016! 


2 comentários:

Ivan Baptista disse...

" Não andei a colocar escutas nos telefones de ninguém, não recorri a "spyware" para aceder a postagens privadas, nada, mas mesmo nada de nadica disso "

Hã ?!?! Mas o que é que o meu comentário tem a ver com isso ?

" Não sei se quis dizer que não gostou, ou que reprova o estilo do blogue, mas não era necessário besuntar o seu discurso com tanto mel como quem não quer dar a entender que é algum Pidezinho 2.0, porque é exactamente isso que você é "

Não estou de acordo com tudo o que descreve, e fora a ofensa gratuita, acho piada ao seu sentido de Humor e gosto da maneira como analisa .
E essa é boua , com que então sou um Pidezinho 2.0 !
Não sabia nada disso! Então ando para ai a censurar as pessoas em nome da liberdade de se poder exercer o direito ao contraditório e fazer disso uma bandeira, isso é ser da pide :|

Olha, fiquei a saber .

Ivan Baptista disse...

( " Não andei a colocar escutas nos telefones de ninguém, não recorri a "spyware" para aceder a postagens privadas, nada, mas mesmo nada de nadica disso "

" Hã ?!?! Mas o que é que o meu comentário tem a ver com isso ? " )

Há pois, já percebi, foi por eu ter dito - " Cá para mim, liberdade de expressão não me parece que seja o Bullying gratuito estilo little brother "
Não sou nada bom a Tuguês, mas acho que a minha frase foi só metafórica ou então, foi só uma metáfora .

" As pessoas que expressaram as opiniões que a meu ver são censuráveis "

E porque é que não lhes censura ou diz isso publicamente na cara ? Quer dizer, as redes sociais não servem para isso ? Face, fórum, blog, twiiter ? Secalhar até é ou até fica mais esclarecedor .
As pessoas que expressaram opiniões censuráveis, podem ser deparadas no no sitio certo , podem é não gostar e banir, mas isso faz parte .
Nem toda gente conhece o seu Blog, ou nem toda gente é seu "broda", ou " sóice ", ou da sua "onda" :|