quinta-feira, 30 de junho de 2011

Sem cinto, sem desculpa


Realiza-se hoje no Feijó, Almada, o funeral do teen-idol Angélico, falecido na terça-feira depois de um trágico acidente de automóvel no último sábado em Estarreja. A morte do artista é uma notícia aparentemente insignificamente aqui em Macau entre as elites e restante malta entradota na idade, e os “Morangos com Açúcar” não passam na TDM, mas em Portugal a notícia cai que nem uma bomba nos pré-adolescentes, alguns jovens adultos e até umas velhinhas que achavam que o Angélico era um angelical moço. Foi uma perda sentida e triste entre mesmo muita gente, e nem quero imaginar quantos milhares de cópias vai vender o seu disco ainda no prelo. É como se estivesse encontrado o Michael Jackson português, com as devidas distâncias.

Foi curioso ver nas notícias de hoje as implicações legais que terá o acidente que vitimou o Angélico, de quem foi a culpa e quem é que vai arrotar com as indemnizações e restantes despesas. Não sei de quem será a culpa que exista quando o que está em causa é a morte de Angélico e de outros dois jovens, mas algo de positivo brotou desta tragédia: o único sobrevivente era o único que usava o cinto de segurança. Depois disto tenho a certeza que muito mais gente se vai lembrar de colocar o cinto de segurança, aquela fitinha preta com uma roldana e um fecho, que se usa para, sei lá, não morrer em caso de acidente ou travagem brusca?

Nunca pensei que o cinto de segurança fosse um incómodo, e como sempre lhe achei muita graça desde pequenino, nunca me importo de usar. É um pouco como o preservativo, enfim. É pena que se tenha de sacrificar um Angélico para lembrar a importância do cinto de segurança. É verdade que não é 100% seguro (outra vez, como o preservativo...), mas na maior parte dos casos o pior que pode acontecer é um ombro deslocado ou uma ou duas pernas partidas, entre as inevitáveis nódoas negras e um caganço do caraças. Já cheguei a fazer travagens e até a derrapar, mas graças ao cinto só fiquei com o nariz encostado ao volante. Nada de grave, uma vez que sem o cinto podia ter sido simplesmente atirado com as trombas a toda a velocidade contra o vidro e morrido. Mais uma vez: faça um favor a si mesmo e aos seus, use sempre o cinto de segurança.

Baby Megatron


Um futuro pai lançou uma campanha no Facebook para poder chamar ao seu filho "Megatron", um dos personagens do universo dos Transformers. Se esta página obtiver um milhão de "likes", a sua mulher aceita chamar ao bebé "Megatron". Como a rede social é constituída por gente muito cruel, a petição já recolheu mais de 400 mil assinaturas. (Não é possível encontrar a página no FB, uma vez que já apareceram centenas de imitadores e engraçadinhos e é impossível encontrar o original). O homem escreveu no seu mural que apostou com a mulher que conseguiria que um milhão de pessoas gostariam da ideia de chamar à criança um nome de boneco, e a parva aceitou, em vez de o mandar dar banho ao cão (porque é que não compra um cão e chama-lhe 'Megatron'?). Numa mensagem mais recente, o homem prometeu que apresentará provas como fotografias e uma cópia da certidão de nascimento se conseguir o seu objectivo. Coitada da criança, que nascerá a 12 de Agosto e pelos vistos chamar-se-á..."Megatron".

Uma desgraça nunca vem só


Carson Yeung, empresário honconguense e proprietário do clube de futebol inglês Birmingham City foi detido ontem à noite na RAEHK, suspeito de branqueamento de capitais. Um porta-voz da polícia de Hong Kong não confirmou o nome do suspeito, mas adiantou que se tratava de "um empresário local de 51 anos de idade", pendendo sobre ele cinco acusações de branqueamento de capitais relacionados com o mercado imobiliário. Yeung foi detido na sua casa num bairro luxuoso de Hong Kong, foram apreendidos vários documentos e o empresário apresentou-se em tribunal esta manhã, e foi libertado mediante fiança. As acções do Birmingham City, cotadas na bolsa de Hong Kong, foram suspensas durante o dia de hoje. O clube inglês venceu este ano a Taça da Liga inglesa, qualificando-se para a Liga Europa da próxima época, mas não conseguiu evitar a despromoção ao Championship, a segunda divisão da pirâmide de futebol de Inglaterra.

Macau compromete mundial


Notícia chocante: Macau está praticamente arredado do mundial de futebol de 2014 no Brasil. O onze macaense jogou ontem em Ho Chi Minh frente ao Vietname em jogo da fase preliminar da região asiático e perdeu por seis bolas a zero. O avançado Cong Vinh Le, que alinhou em Portugal pelo Leixões, foi o autor dos três primeiros golos dos vietnamitas, orientados agora pelo alemão Falko Götz. O jogo da segunda mão realiza-se no Domingo no Estádio de Macau, na Taipa, o que se espera que seja um passeio dos jogadores vietnamitas à RAEM. Outros resultados da primeira mão da primeira fase: Cambodja 4-2 Laos; Nepal 2-1 Timor Leste; Sri Lanka 1-1 Filipinas; Mongolia 1-0 Myanmar; Afeganistão 0-2 Palestina; Bangladesh 3-0 Paquistão; Malásia 2-1 Taiwan.

Manuel José sem fair-play


Disputou-se ontem à noite no Cairo o maior derby do futebol egípcio entre o Zamalek e o Al-Ahly, que como se sabe é orientado pelo técnico português Manuel José. As equipas estavam separadas por cinco pontos, e uma vitória do Zamalek poderia relançar o campeonato a três jornadas do fim. E os locais até estavam no bom caminho, chegando ao intervalo a vencer por duas bolas a uma e optando por uma postura mais defensiva na etapa complementar. Mas ao minuto 82 um jogador do Zamalek lança a bola para fora para que um jogador da sua equipa pudesse ser assistido, e o Ahly aproveita a confusão para fazer o empate por intermédio do mauritano Dominique da Silva. Gerou-se uma grande confusão junto dos dois bancos, e o técnico do Zamalek, Hossam Hassam, foi pedir satisfações a Manuel José, que se prepara para ser de novo campeão do Egipto.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Deus ajuda. É mesmo?


Estava na segunda-feira a ver o programa TDM Desporto onde se falou, naturalmente, do título conquistado pelo Ka I. Uma das coisas que me chamou a atenção foi a entrevista com o jogador brasileiro William Gomes, avançado da equipa campeã (e que marcou nove golos só no último jogo), e fiquei surpreendido com a reverência que o jogador faz a Deus. Já tinha sido assim a semana passada quando foi entrevistado por Vítor Rebelo nos estúdios da Xavier Pereira: para tudo "foi Deus". Um golo, Deus. O título, Deus. Deus quis que a semana passada perdessem e esta semana ganhassem e fossem campeões, Deus escreve direito por linhas tortas. Onde é que vou estar para o ano? Na China ou em Hong Kong? Deus é que sabe, Deus é o agente de viagens. Espero não estar a mandar a mensagem errada, de maneira alguma quero insultar ou sequer menosprezar a fé do jogador, mas temos que admitir que não é muito habitual. Mas é engraçado como muitas vezes, mesmo sem querer, depositamos tanta confiança num eventual Deus.

Primeiro conheço miríades de gente em todo o lado que dá "Graças a Deus" por tudo e por nada. Para quem é um bom cristão, fica sempre bem ser agradecido ao divino pelas boas graças, mas é estranho que o contrário não seja também verdade. Por exemplo há quem diga qualquer coisa como: "Parou de chover, graças a Deus". Estas pessoas certamente não gostam de chuva, mas porque é que foi "graças a Deus" que parou de chover? E quem mandou a chuva? Deus só tem a capacidade de fechar a torneira? Foi um anjinho maroto que a abriu? Mistérios do divino que não encontram explicação. Quando alguém esteve doente e depois melhora, diz que foi "graças a Deus". Será portanto parte do plano divino Dele que esta pessoa tenha ficado primeiro doente, para só depois recuperar. Deus não teve nada a ver com a gripe ou com a perna partida, mas foi parte indispensável da recuperação. A sério, isto deixa-me seriamente preocupado. Quem é que nos anda a tramar e a dar tanto trabalho a Deus?

Muita gente gosta de falar com Deus, ora através da oração silenciosa ora conversando mesmo em voz alta sozinho (ou com Deus, depende da perspectiva). Não se espera é que Deus responda, pois nesse caso seria "mau sinal" - quando se calhar até seria "bom sinal", não se percebe muito bem. Voltando aos jogadores de futebol, acho o caso do internacional brasileiro Kaká fascinante. Quando o branquelo marca um golo, levanta as mãos ao céu e agradece. Quando falha um golo, não vejo desiludido ou a pedir explicações ao criador: se não marcou golo, foi porque "Deus não quis". Deus é imprevisível, e a Sua vontade aleatória. E para onde Lhe dá. Quando se reza por alguém, é normalmente um caso perdido. Quando alguém morre mesmo depois de muitas rezas, correntes e até promessas, baixa-se a cabeça e resigna-se à "vontade de Deus". Na eventualidade (muito rara) da pessoa sobreviver ou até recuperar totalmente, nunca foi devido à medicina ou à ciência. Foi, adivinharam, graças a Deus. Daí os tais pagadores de promessas, que por vezes se sujeitam a andar à volta de santuários gigantescos de joelhos como agradecimento à alegada influência divina. Este "sacrifício" parece dar a Deus "extra bonus points".

Deus é visto como uma autoridade real, e não imaginária, que nos está constantemente "a ver" (sim, até no chuveiro). Diz-se daquelas pessoas que são uns cabrõezinhos da pior espécie mas por culpa da sociedade (ou do Diabo?) são ricos e famosos, que "têm contas a ajustar com Deus", que Deus "não dorme". Duvido que quem mate, roube ou cometa fraude e enriqueça esteja muito preocupado com isso. Deus é usado como moeda de troca. Quem pede "pelo amor de Deus" está mesmo a apelar. Se resultasse mesmo não existia desemprego, bastava pedir um emprego "por amor de Deus", e ficava o problema resolvido. Quem pede esmola "por amor de Deus" é a maior parte das vezes recusado com um "tenha paciência". Este "tenha paciência" é a "safe-zone": Deus não fica chateado se atirarmos com esta frase mágica, que nos livra da obrigação caritária da esmola. Acho piada aos mentirosos que juram "por Deus" estar a dizer a verdade. Quem usa Deus como desculpa só pode estar mesmo a brincar.

"Deus" é mesmo uma palavra banalizada. Já ouvimos milhões de vezes expressões como "Deus queira", "Deus é que sabe", ou a sua variante niilista "Só Deus sabe", "Deus me livre", e muitas outras. A minha preferida é "Até amanhã, se Deus quiser". Isto demonstra uma dose de pessimismo especial. Nunca me passou pela cabeça não estar vivo amanhã, ou depois de amanhã, ou para a semana que vem dependendo exclusivamente da vontade de um ser divino. Assim não marcava consultas, não comprava bilhetes para concertos, não cumpria qualquer compromisso, não fazia nada. Ficava deitado à espera que Deus finalmente me resolvesse levar para junto Dele, o tal "destino final" que todos aguardam. E porque não havia Deus de querer que haja um amanhã para todos? Vá lá, pronto, fico por aqui. Vão com Deus, mas não abusem.

Sai daí, Sandra!


Fiquei parvo com o que acabei de ver na televisão. A repórter Sandra Felgueiras estava em directo de Atenas para o Jornal da Tarde, e chorava baba e ranho enquanto fazia a reportagem e a polícia dispersava manifestantes com gás lacrimogénio. E era mesmo muito gás, que fazia com que a repórter mal pudesse respirar, quanto mais fazer o seu trabalho. Quer dizer, isto roubou todo o interesse da reportagem. Nem sei o que a Sandra disse sobre o raio da crise na Grécia. As suas lágrimas e ar de desespero de quem mais parecia que lhe tinha morrido alguém distrairam-me completamente. Sem querer criticar a jornalista, que foi verdadeiramente heróica no desempenho do seu dever, mas havia mesmo necessidade de ficar ali a levar com os gases gregos? Não era melhor ficar no hotel e esperar até mais tarde para fazer a reportagem? Porque é que o Carlos Daniel não a "mandou para dentro"? "Sai daí Sandra! Esses gajos são malucos! Olha que te constipas!" Se calhar a ideia é mesmo essa, e depois ganha-se um grande prémio qualquer de reportagem, coiso e tal, estilo "repórter de guerra". Sempre é melhor que um saco-azul, enfim.

Um gosto cavalar


Se gosta de sumo de maçã com semen de cavalo e por acaso está em Wellington, na Nova Zelândia, passe pelo Green Man Pub para satisfazer o seu gosto exótico. E despache-se, pois a promoção é apenas por um período limitado de tempo. O chefe deste bar diz que a bebida é mesmo uma especialidade, "sabe a natas", e sabem que mais? "As mulheres adoram!". O Green Man Pub está a participar no concurso de comida "radical" organizado pela Monteith Beer & Wild Food. O sumo de maça com semen é servido com pato frito, carne de porco e crepes chineses.

Olhó Programa do Governo


Aqui está a alegada salvação: o Programa do XIX Governo Constitucional. Veja no Expresso o programa completo em formato .pdf e ainda mais um vídeo no final do texto.

Morreu Angélico Vieira


O cantor e actor Angélico Vieira morreu hoje em consequência das "graves lesões provocadas pelo acidente de viação de que foi vítima", anunciou fonte hospitalar.

Segundo a fonte do Hospital de Santo António, no Porto, onde Angélico se encontrava internado, "o óbito foi declarado após a confirmação do estado de morte cerebral".

O estado de saúde do cantor e ator, de 28 anos, havia piorado nas últimas horas, na sequência do grave acidente de viação que sofreu no sábado.

Na sequência do acidente ocorrido na autoestrada A1, no sentido Porto-Lisboa, junto à saída para Estarreja, Angélico sofreu um traumatismo crânio-encefálico "muito grave".

terça-feira, 28 de junho de 2011

Macacos de imitação (me so horny)


Mais um bando de virgens ofendidas fez chegar a sua voz à AL através do deputado Mak Soi Kun, entregando-lhe uma petição contra certas imagens proficuamente divulgadas no território, alegadamente obscenas, noticiava o Hoje Macau na sua edição de hoje. O grupo de moradores do NAPE está especialmente ofendido pelos folhetos de publicidade de saunas e prostitutas por conta própria (os tais panfletos que o José Drummond usa para fazer arte). Estes folhetos mostram meninas em trajes menores ou semi-nuas, com números de contacto, preçários e até palavras obscenas para acicatar o apetite de potenciais clientes (com palavrões? não vejo como).

Ora bem, este negócio da prostituição em Macau já existe há bastante tempo. Amigos macaenses mais velhos contaram-me que quando eram jovens não existiam tantas casas de passe quanto hoje, e que chegava a haver uma prostituta apenas para dezenas de soldados portugueses, por exemplo (blergh). Macau antigo à parte, existem locais para todos os gostos e todos os bolsos, quem prefere um serviço VIP vai a uma sauna ou a um clube nocturno, quem prefere uma coisa mais barata ou mais badalhoca "engata" nos hotéis ou nos bares do NAPE ou vai a um bordelzito no Porto Interior. Não sinto que estes estabelecimentos tenham proliferado tanto quanto os casinos nos últimos anos. Continuam a ser tantos como antes, só que alguns mudaram de sítio.

É claro que hoje existe mais publicidade, mas isto não é um fenómeno exclusivo das casas de putaria. Todas as indústrias mais lucrativas do território inundam tudo quanto é sítio de publicidade. Até um táxi nos leva a uma sauna se pedirmos "que nos leve a um sítio onde se foda bem" (experimentem, eles levam mesmo). Basta abrir o jornal Ou Mun, o jornal mais lido do território, para ser massacrado por publicidade de saunas, clubes nocturnos e serviços ao domicílio, sempre acompanhada de fotografias assaz sugestivas. Que se saiba qualquer jovem pode comprar o jornal Ou Mun, ou até masturbar-se com as imagens, sabe-se lá (isto alinhando na teoria do caos aqui apresentada). O Ou Mun não é vendido nas traseiras de uma livraria embrulhado num plástico preto com uma etiqueta "XXX". E já é assim há vários anos.

Isto tudo para dizer que não existe realmente o perigo de "induzir os jovens a embarcarem em comportamentos inapropriados", como diz o sr. deputado. Os adultos de hoje eram também jovens há dez ou vinte anos, e que se saiba não houve por aí a depravação total de uma geração inteira. Hoje são adultos normais, e penso que convivem bem com mais esta indústria do território. Não vai ser acabar com os panfletos que vai tapar os olhos dos jovens para o fenómeno da prostituição. E esse "relaxar do acompanhamento do desenvolvimento das crianças, motivado pela vulgarização dos agregados familiares em que tanto o pai como a mãe passam o dia a trabalhar, consequência do rápido crescimento da economia" (isto mais parece uma teoria da treta), a existir, é apenas culpa dos paizinhos. Não das saunas ou das empresárias do sexo por conta própria. Haja dó.

Hong Kong não é uma priva-cidade


O dept. de protecção da privacidade de Hong Kong está a investigar três queixas apresentadas por artistas da TVB Pearl que se queixam dos paparazzi estarem a invadir a sua vida privada. Bosco Wong, Vincent Wong e Yoyo Chen apresentaram uma queixa oficial. Bosco, um cantor popular na RAEHK, queixa-se de uma série de fotografias suas completamente nu que foram publicadas na revista Sudden Weekly - cujo proprietário é Jimmy Lai - há duas semanas.

O artista explicou que não gosta de fechar as cortinas da sua casa "para deixar entrar a luz do sol", e que normalmente "anda todo nu pela casa depois de tomar banho". "Como celebridade já estou à espera de não ter muita privacidade, mas fotografias tiradas de dentro do meu quarto passa dos limites", disse Bosco, visivelmente zangado. As fotos mostram ainda a namorada de Bosco, Myolie, que se mudou recentemente para o seu apartamento em Fo Tan, a partilhar refeições com ele. Numa das fotografias vê-se o casal a trocar beijos.

Os paparazzi também passaram três dias a fotografar Vincent Wong e a sua namorada Yoyo Chuen através da janela do apartamento de ambos em Tsueng Kwan O. Entre abraços e beijos, as fotografias publicadas noutra revista cor-de-rosa em Hong Kong continham legendas que insinuavam que o casal "fodeu sem parar" durante 72 horas. Aparentemente calmos, os artistas esperam que a comissão tome medidas para proteger a sua privacidade: "Somos pessoas e temos sonhos", disse Bosco, que está presentemente a trabalhar numa série de televisão. "As nossas vidas pessoais são assunto nosso, e não devem ser partilhadas com o público". Vincent Wong diz que "compreende que os fotógrafos precisam de trabalhar para viver, mas o que se passa em casa, fica em casa". Yoyo Chen não fez quaisquer comentários durante a conferência de imprensa que durou duas horas.

O comissário Allan Chiang diz que o seu departamento vai investigar se a publicação das fotografias viola a lei de protecção da privacidade e dos dados pessoais: "Temos que encontrar um balanço entre a privacidade e os media; se por um lado temos que proteger a privacidade, não podemos ignorar a liberdade de imprensa". Se as revistas forem consideradas culpadas, poderão ter que indmemnizar os ofendidos, e se não o fizerem encorrem em ofensa criminal. No início de Junho a TVB emitiu um comunicado dizendo que as publicações foram banidas da TVB City e não poderão entrevistar quaisquer artistas com contrato com a empresa durante dois meses.

Conto da vigária


Zhang atrás das grades.

Um jovem na China submeteu-se a uma operação de mudança de sexo porque acha que é assim é mais fácil obter dinheiros dos homens. Zhang Hailong, então estudante secundário, fugiu de casa depois de uma discussão com os pais. Foi trabalhar num bar em Suzhou, mas não estava satisfeito com o pagamento. Foi então que decidou "transformar-se" numa mulher, pois observava que as "meninas" no bar conseguiam pelo menos 500 yuan por noite. Zhang fez a operação de mudança de sexo e mudou de nome para Juan Juan. Voltou a trabalhar no mesmo bar com a cumplicidade do dono, que lhe pagou a cirurgia. Mas Zhang não aguentou o olhar esquisito dos clientes, e preferiu ir trabalhar num local onde ninguém conhecesse a sua verdadeira identidade.


Zhang no papel de Juan Juan, uma mulher fatal.

O ano passado foi viver com um amigo que conheceu na internet, Wang Laiqing, de 27 anos, mas o dinheiro que ambos faziam não chegava para as despesas. Foi aí que Wang planeou um golpe em Zhao Bin, um empresário rico que se "apaixonou" por Zhang. Quando o empresário e o transsexual estavam num quarto de hotel, Wang entrou por ali dentro e agrediu Zhang, dizendo ser seu "marido". Enquanto Zhang fingia chorar, Wang exigiu dinheiro de Zhao Bin, surrupiando-lhe um colar no valor de 6 mil yuan e mais a carteira do empresário, que continha 500 yuan. Zhao Bin, assustado, ainda pediu ao seu senhorio para mandar 3000 yuan para pagar a chantagem de a Wang, que se encontraria com ele na praça Yanchangqiao. Só que trinta minutos depois Zhang telefonou ao empresário pedindo-lhe mais 1000 yuan para lhe devolver a carteira, e foi aí que Zhao Bing resolveu dar parte à polícia, que deteve Zhang, mas o seu comparsa Wang conseguiu fugir. Zhang, agora com 21 anos, foi condenado a quatro anos de prisão e multado em 3000 yuan por roubo.

Hipócrita


Teresa Morais esteve contra a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo e à lei de identidade de género, mas é a nova secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade.

'tadinho do cavalinho


A actuação de João Moura Jr. nas festas Sanjoaninas 2011, nos Açores, ficou marcada pelo falecimento de um dos seus cavalos, vítima de um ataque cardíaco. O cavaleiro ainda tentou reanimar o animal em plena arena, mas "Belmontim" acabou por morrer.

Perform this way


Weird Al Yankovic está de volta com uma nova paródia. O primeiro single do seu novo disco "Alpocalipse" é este "Perform This Way", uma homenagem bem ao estilo de Weird Al de "Born this way", de Lady Gaga. Incisivo e oportuno, sem dúvida.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

O homem invisível


1) O escritor e fotógrafo Joaquim Magalhães de Castro acusa o cônsul-geral de Portugal na RAEM, Cansado de Carvalho (a sério...) de boicotar uma exposição fotográfica dedicada ao Navio Escola Sagres. Como é sabido este navio da armada portuguesa foi impedido de aportar em Macau o ano passado por questões legais, e aparentemente até as fotografias são persona non grata. Navio-escola Sagres, nem vê-lo pintado ou fotografado, portanto. A história está contada no artigo, em que podem clicar acima nas letras a negrito, e não me cabe dizer quem tem ou não razão, e na verdade estou-me nas tintas. Contudo não me surpreende mais esta reacção do sr. Cônsul, quando mais uma vez diz que não sabe, não conhece, não viu e ninguém tem nada a ver com a forma como ele faz, assa ou coze. Já sei que o posto diplomático é suposto ser não-sei-quê, mas se é por isso então já estou farto de conversas sobre o cônsul e o Consulado. Se só servem para emitir BI’s e passaportes, então para quê tanta expectativa depositada nele(s) para fazer o que seja pela comunidade portuguesa? É que a esmagadora maioria da comunidade portuguesa é também residente de Macau, e com os residentes de Macau como tal não se toca nem nem com uma vara comprida, e pronto, lavam-se aqui as mãozinhas. É verdade que um posto consular vale o que vale, mas era preciso um pouco de sensibilidade histórica. Macau é de longe o consulado que mais passaportes portugueses emite no mundo em percentagem de população, e espera-se muito mais dele do que servir como “representação da República Portuguesa”, assim e pronto. Só fico com pena do Joaquim, porque aquele é o seu trabalho e tal, e quando se brinca com o trabalho, não há patriotismo que resista.

2) Macau está a tornar-se uma cidade cada vez mais violenta. Ontem suicidou-se mais um agente policial, hoje uma trabalhadora da construção civil cortou os pulsos e um turista da China continental foi encontrado morto, e suspeita-se de homicídio. Sem falar com a boca cheia de preceitos legais a este respeito, digo que isto se está a tornar numa bela merda em termos sociais e de segurança. Curiosamente não sinto pessoalmente que a cidade esteja mais perigosa agora do que estava há vinte ou há dez anos. Existe outro tipo de pressão e um tipo mais variado de crimes, e quase sempre relacionados com a indústria do jogo e a sua expansão nos últimos anos. O caso dos polícias suicidas começa a levantar sérias questões sobre a qualidade das Forças de Segurança. O que se passa com os agentes? Porque cedem tão facilmente à pressão? Fala-se ainda de dívidas de jogo. Mas ao ponto que isto chegou, meus senhores. Quanto aos homicídios, não têm sido assim tão frequentes, mas acontecem sempre relacionados com agiotagem e afins, pelo que se pede que se “aperte” um pouco mais com os casinos. Não pode ser tudo “deixa fazer, deixa passar”, só em nome da economia, pois não?

Quem quer casar com um milionário?


Uma versão diferente do mercado de feira. Foi organizado um evento onde jovens chinesas solteiras e bonitas podem encontrar o homem dos seus sonhos: rico. O concurso "Encontrem o Herói Rico" foi realizado em Wuhan no último sábado, e atraíu centenas de jovens beldades de toda a China. Depois de várias eliminatórias, foram encontradas as 60 que vão conhecer o seu milionário de sonho. Para concorrer a uma destas febras é preciso ter um património de pelo menos 30 milhões de yuan, ou um rendimento anual de mais de um milhão. Os concorrentes compraram um bilhete de 99999 yuan para participar no encontro, que foi grátis para as meninas.

Chineses assustam alentejanos


Os nossos cumpadris alentejanos estãm priocupados com os chinêsis. Ai pois, que abri mais uma loja de chinêsis, e isto quer dizeri que vai fechar mais uma loja de portugueses, e os moços fiquem desempregados, camano. Se calhari os cumpadris nã percebem que se estãm a abriri mais lojas de chinêsis em Beja, é porque os bejenses comprem más cosas nos chinêsis, e nãn nos portuguesis. Porra. Assim na há reforma agrária que resista. E cumé que se diz Catarina Efémia em chinês? E Vidiguêra? E chaparro? E bolota? Ai, é melhor ir aprenderi.

Umas chicotadas ficavam-lhe bem


Uma notícia igualmente chocante, mas num tom mais ligeiro. Um ex-taxista em Singapura apresentou-se hoje em tribunal acusado de molestar uma adolescente. Leow Hock Soon, aquele indivíduo desprezível na imagem, de 61 anos, é acusado de tocar de forma imprória uma jovem de 18 anos durante 10 minutos no seu táxi em Setembro do ano passado. O seu advogado pediu um adiamento de três semanas, e o julgamento realizar-se-á a 18 de Julho. Leow está em liberdade mediante fiança, e o seu passaporte foi confiscado. Se condenado, poderá cumprir tempo de prisão e/ou multa. Como tem mais de 50 anos, não se habilita às famosas chicotadas. Se calhar é isso mesmo que anda a precisar...

Adolescente na India violada por 200 homens


Uma adolescente de 17 anos de Kerala, India, forçada pelo pai a ter relações sexuais com mais de 200 homens, contou a sua história à imprensa. A polícia deteve o pai e mais 29 outros suspeitos por abuso de menor e violação na forma continuada. A jovem disse às autoridades que o pai ameaçou matar a família inteira caso alguém contasse à polícia. A jovem foi violada pelo pai, que a fazia passar fome e ter relações com outros homens. As autoridades estão à procura dos restantes violadores, que alegadamente pagaram ao homem pelo sexo com a sua filha. Uma unidade especial foi designada para encontrar pelo menos 70 homens já identificados pela vítima. Entre os suspeitos encontram-se construtores, produtores de cinema e até polícias. "O meu pai violava-me quando a minha mãe não estava em casa. Mais tarde levou-me a outros sítios onde me encontrava com vários homens, com a promessa de que faria uma carreira no cinema", disse a adolescente a um canal de televisão. A jovem disse à polícia que o pai, que foi figurante em alguns filmes malaios, começou por abusar dela, e depois permitiu que os seus amiguinhos da indústria cinematográfica e outros desconhecidos fizessem o mesmo. Quando a mãe descobriu, o homem ameaçou matar toda a família caso não guardassem silêncio. O chefe da polícia de Kerala, Oommen Chandy, prometeu encontrar os suspeitos e levá-los à justiça: "A polícia está na pista destes suspeitos. O governo não vai deixar que escapem sem castigo". A vítima está agora a ser tratada a uma série de doenças venéreas e depressão. M.K. Muneer, ministro da segurança social, diz que o Governo vai fazer o possível para reintegrar a jovem na sociedade: "Ela quer completar os estudos e viver uma vida normal. Isto é difícil para quem diz que foi violada por mais de 200 homens. É chocante e gela a consciência", afirmou.

Angélico ligado à máquina


A família de Angélico ainda não decidiu se autoriza que a máquina que mantém o cantor vivo seja desligada. O jornal "Correio da Manhã" avança hoje que o cantor está em morte cerebral e a família teme uma cedência do coração.

Vettel só sabe ganhar


Sebastian Vettel parece imparável na conquista do bi-campeonato mundial de Fórmula 1. O piloto alemão da Red Bull venceu ontem o GP da Europa, disputado no circuito cidadino de Valência, Espanha, e somou a sexta vitória em oito corridas do campeonato deste ano. Vettel dominou a seu bel-prazer, e deixou o segundo classificado Fernando Alonso a dez segundos. Mark Webber, também em Red Bull foi terceiro, à frente de Lewis Hamilton, Filipe Massa e Jenson Button. Nico Rosberg, Jaime Alguersuari, Adrian Sutil e Nick Heidfeld também pontuaram. Vettel lidera o mundial com 186 pontos, mais 77 (!) que Mark Webber e Jenson Button, o que siginifica que o alemão pode ficar sem pontuar durante pelo menos três corridas e mantém o primeiro lugar. A tendência é que continue a ganhar...

River Plate faz história (pela negativa)


O River Plate, o maior clube argentino a par do Boca Juniors, fez história pela negativa, ao baixar pela primeira vez na sua história à Série B, a segunda divisão argentina. Os "Milionários", como são conhecidos, precisaram de disputar um play-off de manutenção contra o Belgrano, e depois de uma derrota fora por 0-2, não foram além de um empate a um golo no Monumental de Buenos Aires. O River Plate só se pode queixar de si próprio, pois até uma grande penalidade desperdiçou. Quem não ficou nada contente com a descida foram os adeptos, que como seria de esperar, causaram distúrbios graves que acabaram com o caos nas ruas da capital argentina, com um morto, 47 feridos e danos materiais ainda por calcular. Mais um episódio triste na história de fanatismo no futebol das pampas.

Corinthians e Liédson esmagam S. Paulo


O Corinthians de Liédson esmagou o líder S. Paulo por cinco bolas a zero em jogo da 6ª jornada do Brasileirão, a Serie A brasileira. O avançado brasileiro naturalizado português esteve em grande destaque, ao apontar um "hat-reick" na baliza do conceituado Rogério Ceni, um mito na cidade paulista. Os restantes golos foram apontados por Danilo e Jorge Henrique. O Corinthians beneficiou do facto dos paulistanos terem ficado a jogar desde os 40 minutos com dez elementos, devido à expulsão de Carlinhos Paraíba, quando o resultado ainda estava em branco. O Corinthians beneficiou da derrota do Palmeiras em Fortaleza, perante o Ceará (0-2) para subir ao segundo posto a dois pontos do S. Paulo, mas com menos um jogo realizado. O campeão Flamengo "acordou" depois de quatro empates consecutivos, e derrotou em casa o At. Mineiro por quatro bolas a uma, com Ronaldinho a apontar mais um golo. Resultados completos: Flamengo 4-1 At. Mineiro; At. Paranaense 0-2 Bahia; Cruzeiro 2-1 Coritiba; Corinthians 5-0 S. Paulo; Botafogo 2-1 Grêmio; Avaí 0-1 Fluminense; Ceará 2-0 Palmeiras; Inter PA 4-1 Figueirense; At. Goianense 0-1 Vasco da Gama. Classificação: S. Paulo-15 pontos, Corinthians-13, Palmeiras, Botafogo, Vasco da Gama-10, Flamengo, Figueirense-10.

domingo, 26 de junho de 2011

Macau Sâm Assi


Aí está a grande novidade deste fim-de-semana: o videoclip de "Macau Sâm Assi", uma versão definitiva do clássico de Adé interpretada pelo grupo Doçi Papiáçam di Macau e exibida o mês passado durante a nova peça "Qui Pandalhada!". O vídeo é novinho em folha no YouTube, e foi recomendado por um leitor na secção de comentários, e que desde já agradeço. Parabéns a Miguel Senna Fernandes e aos seus Doçi, e agora é preciso divulgar, divulgar. Vamos lá!

Leocardo vs. Vespa


Tolero praticamente todo o tipo de insectos domésticos, desde moscas a mosquitos passando por traças ou borboletas, e a ocasional barata voadora sempre dá para uns instantes divertidos de caça. Até cheguei a ter um grilo na varanda, e como não queria matar o bicharoco foi um ver-se-te-avias para que ele parasse aquele concerto de serrote e voltasse aos verdejantes bosques da Penha.

Mas se há coisa que não aguento, são abelhas e vespas. Ser picado por abelhas ou vespas é uma daquelas coisas que me faz morrer – portanto já renasci duas vezes, pelo menos. Enquanto os outros insectos fogem de nós quando lhes damos um piparote, a abelha e a vespa são estúpidas, e deixam-nos um ferrão, mesmo que isso lhes custe a própria vida. Este ferrão contém veneno, mais no caso da vespa, e provoca uma reacção alérgica e dolorosa na pele, e um enorme inchaço.

Que alguém seja picado por uma abelha ou vespa no campo, no bosque ou na colmeia, ainda se admite, até merece, mas o pior é quando se vive em apartamentos, o que fica um bocado estúpido. Quando vinha há pouco a voltar da rua com as compras, entrei muito calmamente no elevador, e quando vou a meio do caminho reparo que tenho uma vespa no ombro da camisa. Fiquei aborrecido, mas pensei que quando chegasse lá acima a puta voasse pela janela e me deixasse em paz. Puro engano.

Saio do elevador sem fazer movimento bruscos, caminho lentamente até à porta de casa, e nesse espelho verifico que a vespa continua no meu ombro. Pior: começava a andar à volta da gola da camisola, cada vez mais perto do meu pescoço. Pouso as compras, enfio de novo a chave no bolso e respiro fundo: é agora ou nunca. Tirei a camisola o mais rapidamente que podia, amassei-a atirei-a ao chão enquanto praguejava contra a puta da vespa. Quando parou a comoção olhei à minha volta, e vi-a ali no chão a espernear, qual tartaruga, à espera do pisão final. E foi o que aconteceu, e aqui está a fotografia para o vosso deleite. Leocardo-1 Vespa-0. Resultado final.

Windsor Arch Ka I bi-campeão de Macau


O Windsor Arch Ka I sagrou-se hoje bi-campeão de Macau em futebol ao esmagar o lanterna-vermelha Pau Peng por treze bolas a zero (13-0). William Gomes foi o marcador de serviço, ao apontar nove golos. Com este resultado o Ka I acaba a Liga de Elite com mais um ponto que o Monte Carlo, que ontem "entregou" o título ao perder por 1-2 com os sub-23 da AFM. A semana passada o Ka I tinha hipotecado as chances de renovar o título ao perder 2-3 com o seu adversário directo. Pode-se mesmo dizer que o título foi disputado até ao último jogo, pois o Ka I-Pau Peng encerrou a temporada na divisão principal do atribulado futebol macaense. O FC Porto de Macau perdeu também esta tarde frente à Polícia por 2-3 e terminou no 4º lugar.

Resultados:

Sexta:

Lam Ieng 1-4 Hong Ngai

Sábado:

Monte Carlo 1-2 Macau sub-23
Lam Pak 2-2 Hoi Fan

Hoje:

FC Porto Macau 2-3 Polícia
Windsor Arch Ka I 13-0 Pau Peng

Classificação final:

1 Windsor Arch Ka I 18 15 0 3 88 24 +64 45
2 Monte Carlo 18 14 2 2 80 16 +64 44
3 Macao U23 18 10 6 2 34 16 +18 36
4 Porto 18 9 5 4 45 30 +15 32
5 Lam Pak 18 9 2 7 46 30 +16 29
6 Polícia 18 7 3 8 21 33 -12 24
7 Hong Ngai 18 6 1 11 41 57 -16 19
8 Lam Ieng 18 4 2 12 29 55 -26 14
9 Hoi Fan 18 2 4 12 28 69 -41 10
10 Pau Peng 18 0 3 15 22 104 -82 3

Ah...Paris (lê-se párri)


Adoro Paris no verão. É encantador passear a pé entre a Bastilha e os Campos Elísios de mão dada com a pessoa amada, passando por Notre-Dâme e pelo Louvre, andando sempre pelas margens do Sena. É um passeio que demora uma tarde toda, e depois pode-se sempre voltar de Metro para o hotel. Quando vejo aqueles barquinhos cheios de turistas a fazer um “cruzeiro” pelo Sena, gosto de lhes mandar chauzinhos e beijocas. Alguns respondem, mandam também chauzinhos, no caso das mulheres e dos gays mandam também beijinhos, é super-divertido. Se calhar alguns fazem-me mangitos ou dizem palavrões, mas como estão dentro de um barco no meio do rio e eu estou com os pés firmes em terra, não quero mesmo saber. Para mim só conta os que respondem da mesma moeda. Como são também turistas, pensam que se calhar é “mesmo assim”, é parte da experiência de visitar Paris mandar adeuzinhos e beijocas a um maluco qualquer na margem do rio. Dá-me uma imensa tesão. Quem não acha assim muita graça é a minha mulher, que me dá sempre um safanão, apesar de lá no fundo achar aquilo bastante divertido, ver os parvos a mandar adeuzinhos de dentro do barco. Digo-lhe sempre que “viva a vida”, que ali ninguém nos conhece e podemos ser quem quisermos. E é assim mesmo. Recomendo ao leitor que aproveite para fazer este passeio se for a Paris este verão, e mande adeuzinhos e beijocas aos turistas dos barcos do Sena. E já agora aproveite e dê pãozinho aos patos. Bon apétit.

O maior par


A norte-americana Annie Hawkins-Turner tem o maior par de tetas do mundo, com um tamanho 102ZZZ. Durante 12 anos consecutivos esta modelo e actriz pornográfica (?) de 53 anos tem o nome gravado no Guiness, como tendo o maior par de seios naturais do mundo. Mais conhecida pelo seu pseudónimo Norma Stitz, as suas tetas pesam mais de 25 quilos, e a clivagem mede 90 cm. Veja aqui a galeria completa desta artista (não recomendável a menores de 18 anos).

Michael Jackson morreu há dois anos


Bai Shuying tem 65 anos e é a maior fã chinesa de Michael Jackson. A idosa apareceu em Maio no concurso "China Got Talent" e ontem, passagem do segundo aniversário da morte do cantor, voltou a fazer o "Moonwalk" nas ruas da sua cidade natal, Pequim. Apesar da idade, Shuying faz justiça ao seu ídolo, que se calhar gostava de estar agora no lugar dela...vivo.

Liang Shi chumbou outra vez


Lembram-se de Liang Shi, o homem que ia fazer o exame de acesso à universidade pela 15ª vez? O empresário de 44 anos foi fazer o exame, mas obteve apenas 64 pontos, quando a marca para passar eram 416 pontos (a pontuação máxima eram 750 pontos). O sonhador diz que a sua memória "ainda está boa", mas "não consegue acompanhar a matéria" (Porque será?). Desta vez Liang Shi diz que está a pensar em desistir do seu sonho de entrar na universidade, mas isso é "por enquanto, que o seu espírito está em baixo". Depois ele arranja coragem. Querem apostar?

Sealed with a kiss


Rapaz de 16 anos estava prestes a saltar de uma ponte em Shinsen, na China, quando uma jovem que não o conhecia o salvou... com um beijo. Veja o vídeo.

Angélico (quase) com os anjinhos


O cantor e actor Sandro Milton Vieira Angélico, conhecido por Angélico Vieira, encontra-se em "estado muito grave" no Hospital de Santo António, no Porto, após ter sofrido esta madrugada (5h00) um despiste ao quilómetro 254 da auto-estrada do Norte A1 perto de Estarreja, no sentido Porto-Lisboa, avança o site do 'Correio da Manhã'. (Com vídeo)

É da coca...


O ministro venezuelano dos Negócios Estrangeiros revelou que Hugo Chávez está a "batalhar pela sua saúde" em Cuba, onde foi operado de urgência a um "abcesso pélvico".

Espanha ganha mais um título


szólj hozzá: Switzerland 0-2 Spain
A Espanha juntou mais um título ao seu já extensivo currículo dos últimos anos no fuebol: o campeonato europeu de sub-21. Os jovens "toros" (eheheh) bateram a Suíça na final por duas bolas a zero. Os golos foram apontados por Ander Herrera, aos 41, e Tiago Alcântara, aos 81 (um golo genial, vale a pena ver). O jogador Adrián López, do Deportivo, foi o melhor jogador do torneio. A Espanha promete continuar a ganhar no futuro, pois esta jovem selecção contém já muitas certezas do futebol espanhol.

sábado, 25 de junho de 2011

Faltam 6 meses para o Natal

É o destino, pá!


Um homem na China que procura noiva através de uma agência de casamentos foi "emparelhado" com a mesma mulher seis vezes. Li, director de uma companhia em Jiangsu, foi a um cybercafé na última sexta-feira conhecer a sua potencial noiva. Quando se viram, olharam um para o outro e exclamaram em uníssono: "Tu outra vez???". A agência já marcou seis encontros "às cegas" entre o casal, mas estes ainda não conseguiram levar a relação até ao próximo nível. Li tem 50 anos, é divorciado e tem uma filha que estuda na universidade, e procura uma mulher jovem, bonita e com uma carreira de sucesso. Segundo Li a mulher que a agência lhe escolheu obedece aos dois primeiros critérios, mas não tem um emprego fixo. Ela procura simplesmente um homem rico que lhe dê segurança. Como parece que são feitos um para o outro, pode ser que consigam...uma das vezes.

Caril de tomates e cebola


Não é bem um feito de que alguém se possa orgulhar, mas Kailash Singh, um agricultor de 65 anos da India, não toma banho há 37 anos. Kailash não se lava nem corta o cabelo desde que se casou, em 1974. Explicando a sua decisão, Kailash diz que um místico lhe revelou que teria um bom filho e herdeiro se não tomasse banho - o que só por si não faz muito sentido. Apesar do cheiro, Kailash conseguiu convencer a mulher a fazer-lhe filhos, mas a previsão do místico não deu resultado: teve sete meninas, e nenhum herdeiro. Kailash passa os dias a pastar vacas debaixo de um sol de 47º C, e a sua higiene resume-se a um "banho de fogo" todas as noites, que inclui fumar marijuana, rezar a Shiva e dançar à volta de uma fogueira. A sua família sofredora diz que já tentou levá-lo a tomar banho no rio, mas Kailash conseguiu fugir. A sua mulher Kalavati Devi, de 60 anos, diz que "Já tentámos obrigá-lo a tomar banho, mas ele diz que prefere morrer a tomar banho". A pobre senhora acrescenta que "só tendo um filho homem ele volta a tomar banho" - o que se afigura difícil agora - mas que "já está habituada ao cheiro". Kalavati chegou a ameaçar não dormir com ele caso não tomasse banho, mas acabou por ser leal e levar com o caril de tomates e cebola.


Além de pastar vacas e fumar erva, Kailash trabalha nos campos perto da cidade sagrada de Varanasi, nas margens do Ganges, onde as temperaturas chegam a atingir os 50º C. Apesar da natural zombaria dos colegas e vizinhos (amigos não terá, certamente), Kailash diz estar a cumprir um desígnio divino: "As crianças insultam-me quando passo de bicicleta na aldeia. Há muita gente com mau carácter; não entendem que esta decisão não é minha, mas de Deus". A sua filha mais nova Pooja, de 16 anos, diz que ter um pai assim tão cheiroso torna-a popular na sua escola (pudera): "Os meus colegas pedem-me para conhecer o meu pai. Alguns não acreditam que é possível viver tantos anos sem tomar banho, e querem ver com os próprios olhos". A única água que Kailash vê é a que bebe, naturalmente, e aquela com que lava as mãos e a boca (vá lá...). "Não tive um filho herdeiro, portanto acho que nunca vou tomar banho. Talvez noutra vida...". Pois é, nesta vida já não há mesmo nada a fazer, a não ser fugir do senhor.

Um adeus diferente


Um casal que namorou durante quatro anos resolveu separar-se dando uma festa de despedida. Xu Minyu, estudante de arquitectura e Xiao Ying, estudante de gestão, conheceram-se enquanto estudavam na Universidade de Ciência e Tecnologia, e agora resolveram terminar a relação, pois vão ficar separados por 1200 km. Enquanto Xu vai cumprir o serviço militar em Hangzhou, Xiao vai trabalhar para uma empresa em Pequim. Para comemorar o seu amor impossível, organizaram uma festa de separação no seu campus na noite de quinta-feira. Rodeado de velas em forma de coração e segurando um bouquet com 99 rosas, Xu pediu Xiao Ying "em separação" (eheh). Os amigos de ambos que assistiam à cerimónia aplaudiam e incentivavam Xiao: "diz sim! diz sim!". Depois de perto de dois minutos de silência Xiao Ying aceitou as flores e o pedido de separação. Xiao dizia-se adepta das propostas românticas, então Xu resolveu fazer a sua separação memorável. Aqui está uma bela história para não contar aos filhos que nunca vão ter.

Drogada com ketamina e violada em grupo


Uma jovem de Guangxi, China, foi drogada com uma cerveja contendo ketamina e violada por um grupo de 15 homens, noticiou a Xinhua na quinta-feira. Dez dos 15 violadores foram detidos na terça, e os outros cinco continuam a ser procurados. Um dos suspeitos, de apelido Huang, era amigo da vítima, de apelido Tian, de idade não revelada. A 16 de Junho Tian visitou Huang e dormiu na sua casa, e três dias depois foram a um bar onde alguns amigos de Huang colocaram ketamina na bebida de Tian, que perdiria os sentidos. Huang e os amigos colocaram-na numa carrinha, levaram-na até um descampado e violaram-na. A polícia recebeu a queixa na madrugada de terça-feira e prendeu os dez suspeitos nesse mesmo dia.

Mais um profeta (bêbado)


Um auto-proclamado profeta em Taiwan foi condenado a uma multa de 40 mil dólares de Taiwan (cerca de 10 mil patacas) por ter causado pânico com uma profecia do fim do mundo. Wang Chao-hung, mais conhecido por professor Wang, violoi as leis de Manutenção da Segurança e Ordem Pública quando previu que a ilha ia sofrer um terramoto de dimensões dantescas. Wang anunciou que à 10:42 dp doa 11 de Maio ia-se dar um terramoto com a magnitude de 14 pontos na escala de Richter, seguido de um tsunami com ondas de 170 metros de altura que "engoliria" Taiwan. Centenas dos seguidores de Wang mudaram-se para Nantou, acampando em contentores. Quando nada aconteceu depois do "countdown", Wang foi forçado a admitir que fez aquela previsão sob a influência do álcool. Apesar de tentar culpar os media por terem "exagerado" a sua previsão, o juíz deliberou de Wang "alimentou-se do medo da nação".

Tiroteio entre ciganos no CCC


Quatro pessoas ficaram feridas na sequência de um tiroteio dentro do centro comercial Colombo, em Lisboa. A informação foi avançada ao tvi24.pt por uma fonte do Comando Metropolitano da PSP. «Terá sido uma desordem entre indivíduos de etnia cigana no centro comercial Colombo, na zona do Fun Center, com recurso a armas de fogo», salientou, referindo que o alerta chegou às autoridades às 22:30 através de chamadas feitas para o número de emergência 112.

Mistério resolvido


Um vídeo que mostra o que realmente aconteceu aqui. A tecnologia ao serviço da verdade.

Obituário



Morreram nos últimos dois dias o croata Tomislav Ivic, 77 anos, ex-treinador do FC Porto e Benfica, tendo ganho quatro troféus pelos dragões em 1987/88 e Peter Falk, actor norte-americano, 83 anos, mais conhecido pelo papel de virulento Inspector Columbo, numa série dos anos 70.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Vídeo da semana


Realizou-se a meio da semana uma jornada do campeonato russo, que por razões óbvias realiza-se no verão. A equipa do brasileiro Roberto Carlos, o Anzhi Makhachkala, venceu fora o Krylya Sovetov (literalmente "estrelas sovietes") de Samara, penúltimo classificado, e reparte o quarto lugar com o Dinamo de Moscovo. No último minuto do encontro os adeptos da equipa da casa mandaram uma banana para dentro do campo perto da zona onde se encontrava Roberto Carlos, o brasileiro considerou aquilo "racismo" e abandonou o campo.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Macau welcomes you (em inglês)


Fico satisfeito que os comerciantes de Macau voltem aos bancos da escola para aprender inglês. Acho isso bastante positivo, pois antes de mais nada, o saber não ocupa lugar. Quanto ao inglês propriamente dito, "i couldn't care less". Não é língua oficial, portanto é uma língua estrangeira. Irrita-me quando estou com aquelas pessoas portuguesas que falam inglês com outros portugueses só para que os estrangeiros presentes não pensem que estamos a falar mal. Patético.

Quando cheguei a Macau no início dos anos 90 pensei que a maioria da população falaria português (ingenuidade minha) ou inglês. Puro engano. Já devo ter escrito isto no blogue centenas de vezes, mas mais uma vez: "o que andam a ensinar a estes gajos na escola?". É que nem os mais jovens falam inglês. O inglês não é útil, ninguém está realmente interessado em meter-se com estrangeiros, e idas ao estrangeiro só de "tour".

Compreendo que seja complicado para um chinês a viver na China aprender inglês. É uma língua muito mais articulada que o chinês, cujas palavras são basicamente compostas por monossílabos. Depois há o problema do "erre", que os mandarins conseguem ultrapassar mais ou menos bem, mas os cantonenses nem por isso. Depois existe o factor da memória e do RAM, pois quando é preciso aprender milhares de caracteres chineses desde os três ou quatro anos de idade, não sobra espaço para muito mais.

Reparem como nem uma temporada no estrangeiro parece resolver o problema, e para isso basta olhar, por exemplo, para as nossas elites. O próprio CE, Chui Sai On, estudou no Hawaii e no Texas, mas está longe de falar um excelente inglês. O mesmo se passava com o anterior CE, Edmundo Ho, que estudou no Canadá. Isto não os desvaloriza um cêntimo, não têm obrigação nenhuma de saber inglês, e só o usavam normalmente para ser simpáticos com a imprensa estrangeira. Mas isto é bem demonstrativo do desinteresse: falar inglês em Macau não é decisivo para uma carreira de sucesso.

Além disso o Mandarim é falado por 1200 milhões de pessoas, o que já é de si mercado suficiente para encher a barriga, mas logo em cima temos o inglês com 1800 milhões de falantes, e precisamos de olhar para cima. Depois do falhanço do esperanto (o que estavam aqueles gajos a pensar?), o inglês "ficou" simplesmente como a língua internacional, como a língua franca, e é de esperar que alguém minimamente educado e sofisticado consiga expressar-se pelo menos um pouco na língua dos bifes e dos camones.

O objectivo desta iniciativa é, obviamente, tornar Macau uma cidade mais internacional, e isso passa, claro está, pelo turismo e pelo comércio local. Os hotéis, casinos, bancos, agentes de viagens e consultórios de dentista já estarão bem dotados de falantes de inglês, portanto agora isto passa mais pelo contacto da população com os estrangeiros que visitam o território. Esta iniciativa faz lembrar um pouco uma semelhante levada a cabo em Pequim por altura dos Jogos Olímpicos de 2008, e que não parece ter tido efeitos permanentes. Era bom que resultasse em Macau, pelo menos um bocadinho.

Haima não passou por cá



Muita chuva, vento e a TDM de tanga, foram os efeitos da passagem do tufão Haima (cavalo marinho, em mandarim) por Macau. O sinal nº 3 chegou a ser içado, mas o mais próximo que a tempestade esteve de Macau foi durante a madrugada de ontem, com fortes rajadas de vento que abanavam a simpática RAEM. A chuva foi o maior enfado durante o dia de hoje, caíndo ocasionalmente em potes, molhando a roupa e ensopando os sapatos de quem precisava de atravessar uma simples rua. A situação pode não melhorar, e prevê-se muito mais chuva até ao fim-de-semana. Sempre atenciosa e simpática, e a Casa de Portugal providenciou guarida para o arraial de S. João, prevendo-se desde logo um dia na piscina com sardinhas molhadas e sangria aguada. É caso para dizer que o S. Pedro não quer mesmo dar uma ajudinha ao S. João. O cúmulo de mais este dia de verão tropical em Macau aconteceu há uma hora, quando a TDM não exibiu o Telejornal, devido a "problemas técnicos". (O vento nas antenas...sussurrou, devagar...vê como eu danço, suspenso no ar...). Passado quase meia-hora, lá saíu o boletim informativo, e ficámos todos mais descansados. Todos os sinais foram baixados, e como sempre o povo já diz e com razão: "já está outro tufão a vir...". Pois é, agora vamos ver se esse nos faz uma visita.

Menina troca membrana por iPhone 4


Aí está uma grande oportunidade, ó garanhões cá do burgo. Uma jiulinghou (nome com que são designados os jovens nascidos nos anos 90) escreveu no Weibo (outra vez, o twitter da China) que "queria muito ter um iPhone 4, mas o pai não lhe compra um". Foi então que se lembrou de vender o corpo para obter o aparelho da Apple. A jovem de Cantão publicou a sua fotografia e mais alguma informação pessoal, e diz que está "disposta a dar a virgindade" a quem lhe comprar um iPhone 4.

O seu post recebeu um feedback negativo nos nobres taiconautas do ciber-espaço, apontando-lhe o dedo e dizendo que "um telemóvel não vale o que ela dá em troca". Outros mais cépticos acham que alguém "pirateou" a conta da menina e está apenas a pregar-lhe uma partida. Em Abril do ano passado um jovem de 17 anos de Anhui vendeu um rim para comprar um iPad, em troco de 22 mil yuan. Os sociólogos culpam o crescendo do materialismo que se verifica entre os jovens da China, que não lhes permite encontrar limites para obterem o que desejam.

Bebé no microondas


Uma mulher de 29 anos nos Estados Unidos foi acusado de homicídio do seu bebé de seis semanas. Ka Yang, de Sacramento, Califórnia, está detida sem direito a fiança, depois da perícia médica ter concluído que a morte da criança se deveu a queimaduras provocadas por um forno de microondas. O bebé, Mirabelle Thao-Lo, foi encontrada morta a 17 de Março. Norm Leong, porta-voz do dept. de polícia de Sacramento, diz que o caso "é inacreditável", e que "até os detectives ficaram chocados". O bebé sofreu feridas do quarto grau, causadas, segundo a investigação, "por um utensílio doméstico, muito provavelmente um microondas". A detenção desta infanticida só foi feita três meses depois do incidente, pois os detectives precisaram de comparar o caso a outros semelhantes, ocorridos no Texas, Ohio e Virginia. Os três filhos de Yang, todos com menos de sete anos, foram entregues aos cuidados da segurança social. A agente Laura Peck diz que o motivo para este acto tresloucado é desconhecido: "não sabemos o que se passou; só ela (Yang) e o bebé sabem o que aconteceu".

Got rat?


Um homem no Utah, Estados Unidos, foi acusado de crueldade contra animais por ter comido um rato vivo e publicado o vídeo no Facebook (sempre o Facebook...). Andy Ray Harris aparece no vídeo a colocar um rato bebé na boca antes de o mastigar e engolir. Depois de comer a ratinho, Harris bebe um líquido de um caneca gigante através de um palhinha para "empurrar a refeição". Harris foi acusado de crueldade contra animais em Abril, depois de ter sido denunciado pela PETA. Martin Mersereau, da PETA, diz que a associação de defesa dos direitos dos bicharocos resolveu apresentar queixa depois de receber várias mensagens de membros enojados.

Gorila dançante


Para quem pensava que já tinha visto tudo, aí está um gorila a dançar o "break dance". O símio de 9 anos, de seu nome Zola, é uma das atracções do zoo de Calgary, no Canadá. Na sexta-feira passada, o animal foi filmado a brincar numa poça de água, juntou-se música electrónica e voilá, aqui temos um macaco dançante, muito "gangsta". Há quem diga que esta Zola oferece semelhanças a Kanye West...

Santos vence Libertadores


O Santos é o novo campeão sul-americano, ao bater no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho o Peñarol de Montevideu, do Uruguai, por duas bolas a uma. Na primeira mão realizada no Estádio Centenário ambas as equipas tinham empatado a zero. Os golos foram todos apontados na etapa complementar, pelos santistas marcaram Neymar e Danilo, enquanto os uruguaios reduziram por Durval, de grande penalidade. O Santos conquistou a terceira Taça dos Libertadores na sua história, e a primeira vez sem Pelé, e vão disputar o campeonato mundial de clubes em Dezembro próximo.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Pois é, pois é...


Aviso: este post contém “spoilers”.

A TDM transmite de segunda a sexta-feira a novela da Rede Globo “Viver a Vida”, entre as 22:15 e as 23:00. Como passo normalmente o serão na sala a escrever no blogue, acompanho sempre a novela, depois vou para o banhinho e recolho aos meus aposentos, ora bem, não interessa. Esta é uma novela mais ou menos recente (2009), e recheada de actores de nomeada. Foi um sucesso no Brasil, aparentemente, e existe mesmo um website muito interactivo que podem encontrar aqui. Penso que a representação e a realização são de altíssima qualidade, como seria de esperar da Globo, mas o argumento é uma desgraça. “Viver a Vida” é uma novela absolutamente condenável, que prima pelo deboche e por comportamentos anormais e tragédias em catadupa, que nem sei por onde começar.

Basicamente os personagens principais são Marcos (José Mayer), Helena (Taís Araújo), Luciana (Aline Moraes), Tereza (Lília Cabral) e os gémeos Jorge e Miguel, ambos interpretados por Mateus Solano. Marcos é um milionário meio falido e mulherengo, que acaba por se apaixonar por Helena, muito mais jovem, e eventualmente casam. Helena, uma modelo de sucesso, é rival de Luciana, que por acaso é filha de Marcos e da sua ex-mulher Tereza, por acaso também ex-modelo, uma mulher seca a amargurada com a separação. Luciana divide as atenções do seu namorado Jorge, um arquitecto filho da puta, e do seu irmão gémeo Miguel, um médico pândego e irritante, aquilo que os brasileiros chamam “um cara-de-pau”.

Numa digressão pelo norte de África, Luciana sofre um acidente e fica tetraplégica, o que abre portas a um clima constante de tragédia, traição, promiscuidade e decepção sem redempção, que se extende a todos os personagens e enredos. Primeiro considero que a tetraplagia é um tema muito delicado, e esperava um argumento destes de um filme de Almodovar, e nunca de uma telenovela brasileira. Enquanto Luciana recupera (primeiro spoiler: vai recuperar totalmente), os dois irmãos brigam, com Jorge possesso de ciúmes, que leva a que se verifique “confrontação física entre irmãos gémeos”, algo interdito a menores de 18 anos. Jorge tem uma namorada, Renata (Bárbara Paz), uma jovem alcoolica, sem que no entanto se perceba muito bem as razões porque bebe. Será porque é filha de uma cartomante amadora?

Entretanto o acidente de Luciana cria um clima de tensão em toda a família, uma vez que Helena é apontada como principal culpada. Tereza quase que enlouqece, e passa a viver para a filha Luciana, que poderá nunca voltar a andar. Isto preocupa a mãe dos gémeos, Ingrid (Natália do Vale), que não quer ver o filho (ou um deles, ou os dois) casado com uma mulher entravada, e que não lhe pode dar netos. Entre conversas cruéis sobre abortos e afins e alguma tensão física, Marcos e Helena acabam com amantes. Marcos com Dora (Giovana Antonelli, como sempre uma grande vaca), e Helena com Bruno (Thiago Lacerda, que é de origem portuguesa, ouvi dizer).

Dora é a personificação da degradação feminina. Dorme com qualquer um e dá a entender que é muito boa na cama. Apesar de Marcos ser o marido da sua melhor amiga, é vê-la a estalar de desejo como se fosse uma cadela no cio. Dora é divorciada de Lucas (Rogério Romera), um indivíduo horrível saído de um filme de terror, e de quem tem uma filha, uma adorável e inocente criatura que é obrigada a assistir a orgias entre adultos. Dora engravida na mesma altura em que anda a fornicar com Marcos e chega a ter relações com um velho argentino para quem trabalha, um tal Maradona (Mário José Paz), numa noite em que se embriagou (spoiler número dois: o filho é do argentino). Degradante, existem mesmo mulheres assim? (E onde estão elas?).

Helena é uma falsa púdica, e entrega-se completamente a Bruno, que nem precisa de lhe tocar com a língua no clitoris para a deixar ensopada (peço desculpa, mas é assim mesmo). E por falar em mulheres burras e degradadas, existe um argumento paralelo envolvendo a irmã de Helena, Sandra (Aparecida Petrowky) que engravida de Benê (Marcello Melo Junior) um marginal da pior espécie, daqueles das favelas. O padrasto de Sandra, Ronaldo (Paulo César Melo), topa o malandro à distância, mas tanto Sandra como a sua mãe Edite (Lica Oliveira) são a favor de “dar uma oportunidade” ao marginal, tudo porque “afinal é ele o pai do filho de Sandra”, uma paneleirice pegada. Nada disto pode ser verdade, as mulheres não são tão burras assim. Este Benê é um personagem com evidentes problemas mentais e de integração, e mesmo quando é simpático tem cara de quem vai matar alguém. Acho que em alguns países é legal dar um tiro em pessoas assim.

Noutro argumento paralelo, Isabel (Adriana Birolli), outra filha de Marcos e Tereza, é uma víbora provocadora e racista que cada vez que abre a boca insulta horrivelmente alguém. Quem pensou num personagem destes? Existem ainda pessoas assim que não tenham sido atropeladas numa passadeira ou fuziladas contra uma parede? Enquanto Isabel insulta, consegue também atrair homens, e tece com a sua irmã adoptiva Mia (Paloma Bernardo) considerações sobre relações sexuais e orgasmos. Mia é virgem (isto é relevante nesta novela), e portanto quer saber como é, enfim, mais degradação e matéria para psicanálise profunda (spoiler número três: no fim Isabel conquista um americano rico, o que deve ser o prémio por ser tão puta e bruxa).

Os únicos momentos de boa disposição são trazidos por Gustavo (Marcello Airoldi) e Betina (Letícia Spiller, lindíssima, e que fez 38 anos no último domingo), um casal que tem, adivinharam, amantes, e que chegam a pensar que estão com outra pessoa enquanto fazem amor um com ou outro. Se isto fosse noutros tempos a novela passava à uma da madrugada e com uma bolinha no canto do ecrã. Mesmo esta boa disposição implica traição, deboche e porcaria, e a sério, porque é que os dois não se sentam à mesa, divorciam-se e depois vão lá fornicar quem quiserem à vontade?

Claro que tudo isto é apenas a minha opinião, e não quer dizer que a telenovela seja má. Como já disse é executada com mestria, entrega o que promete (“Viver a Vida” de deboche e putaria), e estão todos de parabéns. Só que falta aquele jeitinho brasileiro, aquele humor e descontração. Não percebo porque é que tem que ser tudo sobre desgraças e encornanços. Salva-se a musiquinha do genérico, da autoria de Tom Jobim e Chico Buarque. “Pois é, pois é...”.

Apanhado na rede


Um oficial do dept. de saúde de Liyang, na província de Jiangsu, foi suspenso do seu posto e está sobre investigação, depois de ter sido apanhado a namorar com uma mulher casada no seu microblogue. De acordo com o dept. de publicidade, o oficial que era conhecido como Weileni5123 na rede Weibo, a versão chinesa to twitter, e a mulher não-identificada não sabiam que as suas mensagens eróticas era visíveis por todos os utilizadores, pensando que era uma plataforma privada de conversação. Descobriu-se então que o tal Weileni5123 era Xie Zhiqiang, director do dept. de saúde. A primeira mensagem foi mandada a 7 de Abril, num tom ligeiro. Mas enquanto se iam correspondendo, Xie e a mulher começaram a ter conversas mais íntimas, e o director propôs-lhe um encontro sexual, mesmo sabendo que a mulher era casa e tinha um filho. Nos seus tweets liam-se coisas como "uma relação não consomada fisicamente não é perfeita", e que estava à espera do "momento sagrado" (oh, oh, oh). Quando contactado pela imprensa, Xie terá dito qualquer coisa como: "Como é que viram o meu microblogue? Isto é impossível!". Impossível não foi, e aqui tivemos um salgado-molhado engravatado apanhado na rede.

Dor e desespero


Um pai de duas gémeas siamesas de 15 anos na India pede desesperadamente que as ajudem - ou que as deixem morrer com dignidade. Saba e Farah Shakeel estão juntas pela cabeça desde qu nasceram, e têm sofrido dores de cabeça, dores nas artroses e estão a perder a fala. As meninas chegaram a receber tratamento de um especialista graças à intervenção do príncipe de Abu Dhabi, mas o pai das jovens, Mohammed Shakeel, não pode pagar a continuação dos tratamentos. Shakeel trabalha numa loja de chá, e ganha pouco mais de 800 patacas por mês, que mal lhe chega para alimentar uma família de oito (!). Shakeel considera que a condição das suas filhas é tão miserável que o governo indiano devia permitir o direito à eutanásia neste caso particular.


Há cinco anos, o Sheik Mohammed bin Zayed, dos Emiratos, depois de saber da situação das gémeas através da impensa, visitou-as e levou com ele alguns médicos, incluíndo o Dr. Benjamin Carson, norte-americano especialista em separar gémeos siameses. Na altura as jovens estavam bem de ânimo e de saúde. Só conseguiam andar "à caranguejo", mas gostam de jogar xadrez e ver filmes de Bollywood. Carson descobriu que as jovens partilham uma artéria vital na cabeça, e só têm dois rins no total, ambos no corpo de Farah. Seriam necessárias seis operações para separá-las, e em cada uma destas existia apenas uma em cinco possibilidades de sobreviverem. Perante isto, o pai recusou operar as meninas, apesar do príncipe árabe se ter oferecido para pagar. Passados estes anos, a condição das jovens piorou, e o pobre pai está desesperado sem saber o que fazer. Tamana Ahmad Malik, irmão mais velho das gémeas, diz que as irmãs sofrem "dores insuportáveis" enquanto estão acordadas, o que são pelo menos 15 horas por dia.

Herdeira de Matusalém


Besse Cooper, uma norte-americana de 114 anos, é a pessoa mais velha do mundo, sucedendo à brasileira Maria Gomes Valentim, que faleceu ontem. Sendo este um título muito efémero, a brasileira só deteve este título durante seis dias - e mesmo assim nem devia saber o que se passava à sua volta. Cooper é natural de Sullivan County, Tennessee, terminou os seus estudos em 1916 e foi professora no Tenessee e na Geórgia até aos anos 60. Enviuvou em 1963, tem 4 filhos, 11 netos, 15 bisnetos e um trisneto. Cooper já era a pessoa mais velha da Georgia desde Janeiro de 2009.

Penalty "à Panenka" foi há 35 anos


Cumprem-se 35 anos desde que o checo Antonin Panenka criou, na final do Europeu de 1976, o mais insolente de todos os penáltis.

War on drugs


Mais um excelente episódio da série "Penn & Teller: Bullshit", desta vez sobre a guerra ao tráfico de droga. Uma batalha que, como toda a gente com dois palmos de testa sabe, está completamente perdida, só beneficia barões da droga e políticos corruptos, e quem acaba na prisão são sempre os dependentes ou os intermediários. A não perder.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Só uma coisinha...


Fiquei comovido com o editorial do Hoje Macau de hoje, e nunca pensei que uma coisa destas fosse possível. O editorial, quer dizer. Sim, porque só posso assumir que se dirige aqui ao blogue, pois as “vozes iradas” não estão impressas em mais lado nenhum – e não acredito que se dedique um editorial assim a qualquer coisa que se ouviu no café ou na rua. Isto falando das tais “fontes” que o HM diz ter em relação a mais casos de abusos a estrangeiros. E porque só este é noticiado? E os outros? E porque foi este incidente completamente ignorado pela restante imprensa? Não bate a bota com a perdigota, pelo que são tudo questões que eu gosto de levantar ao jornal que leio e em que acredito.

A questão étnica também não é aqui chamada para mim também, nem sou o autor da célebre frase: “O Hoje Macau sabe que casos como este, sempre com insultos aos “estrangeiros”, têm vindo acontecer um pouco por toda a cidade, fazendo temer quem não é de etnia chinesa pela segurança no território”. Se o problema fosse “a agressão selvática a uma senhora de 59 anos”, seria antes “fazendo temer quem é uma senhora de 59 anos pela segurança no território”. Continuo a afirmar: nada temo nem alguma vez temi por ser de etnia que não chinesa. Se eu andar aí à porrada com alguém, não vai ser com toda a certeza pela questão étnica.

A “selva” de que fala, no sentido lato da palavra, deve ser uma achega à questão da “série de murros selváticos” de que a senhora foi vítima. É de estranhar, digo eu, que que os efeitos de uma “série de murros selváticos” sejam apenas aqueles que a fotografia documenta. Quanto à questão da fotografia propriamente dita, quando digo que é “impublicável” digo-o no sentido específico do termo. Sem rodeios de espécie nenhuma. Uma queixa na polícia e a manutenção da dignidade era o mínimo que se pedia.

Quando diz que a notícia foi “bem recebida”, a interpretação é diversa, até a julgar pela secção de comentários da notícia de sexta-feira na edição electrónica do jornal. Conheço quem tenha achado sobretudo piada, há quem tinha ficado chocado e há quem simplesmente tenha ignorado – a esmagadora maioria. Ah sim, e agressões destas acontecem praticamente todos os dias, sim. Macau ainda é uma cidade normal.

1000


Este é o posto nº 1000 do ano de 2011, e queria que fosse feliz, com música. Aqui ficam os Train com "Hey, Soul Sister". Enjoy!

Villas-Boas nas boas


Estava a evitar comentar esta notícia até ter mesmo a certeza, e aí está: André Villas-Boas vai treinar o Chelsea, um dos maiores clubes do mundo. Esta é a notícia da semana na actualidade desportiva, e a notícia do século no mercado de transferências de treinadores de futebol. Aos 33 anos, André Villas-Boas é o treinador mais caro da história, e vai do FC Porto para o Chelsea accionando uma claúsula de rescisão de 15 milhões de euros. O jovem treinador que venceu este ano quatro competições vai ganhar cinco vezes mais no clube de Roman Abramovich. Isto nem é para jogar - é só para pensar e mandar fazer. Grande emprego. André Villas-Boas era um virtual desconhecido há dois anos, passou pela Académica, foi pretendido pelo Sporting e foi parar ao FC Porto num relâmpago. Aposta pessoal do presidente Pinto da Costa, que ficou inchado de orgulho do jovem treinador mas não conseguiu agora evitar a sua saída. Quanto a Villas-Boas, não me interessa se vai ter sucesso ou não, nem sequer lhe preciso de desejar boa sorte, porque o dinheiro compra a sorte toda. O que me irrita no meio de tudo isto é que este gajo, que é bem mais novo que eu, tem já a vida garantida graças a este mundo dos futebóis. Qualquer dia substituem-se as universidades por escolas de treinadores de futebol, exportam-se os espertalhões todos por essa Europa fora e fica tudo resolvido.

Um dia normal lá no banco...


Um homem que se dizia presidente de um banco, atirou um molho de notas aos trabalhadores de um hotel depois destes lhe terem recusado um quarto. O homem furioso ainda atirou uma cadeira à recepção do hotel, ferindo dois funcionários. Tudo aconteceu na semana passada às 2:10 da madrugada, em Fuzhou, Fujian. O homem foi ao Best Western Premier Fortune Hotel com dois amigos, dizia-se presidente de um banco e queria dois quartos, apresentando apenas a sua identificação. Quando lhe pediram o documento para o outro quarto, o homem mostrou o BI de uma mulher, e aí foi-lhe dito que a pessoa teria que estar presente no momento do check-in, segundos as leis da RP China.


Ao ouvir isto, o homem ficou enlouquecido. Esmurrou o balcão da recepção com os punhos fechados várias vezes, e desatou a gritar palavras feias aos empregados do hotel. Subitamente tirou dos bolsos um molho de notas de 100 yuan (a maior denominação na China), e começou a atirá-la aos empregados, que jaziam gelados de medo. De seguida tirou os chinelos (vinha de chinelos, o presidente do banco) e atirou-os contra a porta antes de sair. Poucos segundos depois, entrou de novo, pegou na cadeira e atirou-a contra o pessoal. Varreu tudo de cima do balcão da recepção, pegou numa lâmpada de mesa e atirou-a aos trabalhadores. Os seus amigos seguraram-no, e saíram todos dali. A polícia deteve o homem, que se veio a saber ser apenas assistente do presidente de uma sucursal de um banco (muito longe de "presidente", portanto). Se calhar foi um dia em que se esqueceu de tomar os comprimidos.

Tratando da saúde


Um homem desempregado nos Estados Unidos foi preso por ter alegadamente roubado um dólar (8 patacas), tudo porque queria receber cuidados de saúde na prisão. Richard James verone, de 59 anos, da Carolina do Norte, entregou a uma empregada de um banco um bilhete a pedir-lhe que lhe entregasse dinheiro, alegando que tinha uma arma. Mais não fez, e ficou simplesmente à espera que a polícia chegasse para o levar. Verone, já detido, disse à imprensa que disse à empregada "Vou-me sentar aqui no sofá à espera da polícia". A polícia deteve Verone e encontrou-o desarmado. O homem diz que fez o que fez porque precisa de cuidados médicos, pois tem um tumor no peito e duas hérnias nas costas. Verone diz que espera ser condenado a três anos de prisão para poder completar o tratamento. "Sou uma pessoa lógica, e esta é a minha lógica", concluíu Verone, que roubou apenas um dólar, para mostrar que o seu interesse não era financeiro. Verone vai comparecer perante o juíz no dia 28, mas dificilmente será condenado a mais de um ano de prisão.