terça-feira, 31 de maio de 2011

Ácidos


1) A Associação de Advogados de Macau (AAM) vai apresentar queixa-crime contra um cidadão que ameaçou agredir um causídico com ácido durante o programa da manhã da Rádio Macau, o Ou Mun Kong Cheong. Suponho que será uma queixa por ameaça grave contra desconhecidos, uma vez que as pessoas que ligam para esse programa identificam-se apenas pelo apelido. É como se toda a gente fosse simplesmente o sr. Silva ou o sr. Antunes. Como se sabe um advogado português foi atacado com ácido na semana passada, tendo sofrido queimaduras graves no pescoço e no peito. Preocupa-me isto do ácido, que está ao alcance de qualquer maluco. Podem-se comprar livremente produtos corrosivos um pouco por toda a cidade, desde ácido sulfúrico a soda cáustica, normalmente vendidos em drogarias. Conheço uma na Praia do Manduco que tem garrafas de produtos líquidos corrosivos à porta. Uma verdadeira loucura. Já sei que também se vendem facas no supermercado, e cada um faz o uso que quer, mas isto são coisas que não devem ficar à mão de semear.


2) Falando de coisas mais ou menos líquidas que fazem mal, dezasseis pessoas morreram na Alemanha por causa de uma bactéria encontrada em pepinos originários da Espanha. Eu não estou preocupado com nada porque nem gosto de pepinos. Os pepinos daqui são muito piores que os de Portugal, por exemplo, e nem lá eu era grande adepto daquela coisa sensaborona. Parecia que estava a mastigar água sólida. Quando acho uma melancia pouco doce, digo sempre que “já comi pepinos mais doces que esta melancia”, mas estou a mentir. Não comi pepinos nenhuns. Aqui cheira-me que o problema deve ser da Alemanha, pois tenho a certeza que os pepinos espanhóis andam aí um pouco por toda a parte e nunca houve problema de maior. É por isso que os alemães são uma super-potência: quando fazem merda, culpam os outros.


3) Longe dos pepinos mas perto das lojas da Comebuy andam os oumunyan, adeptos daquelas porcarias de bebidas feitas com goma, cheias de corantes, conservantes e açucar. Devido à interdição da Comebuy em Hong Kong e em Taiwan devido à descoberta de um aditivo perigoso nas bebidas, as lojas de Macau estavam hoje às moscas, quando normalmente estão apinhadas de gente até encher o passeio. Aqui em casa a mulher e os miúdos gostam daquela mixórdia, uma espécie de chá com leite com bolinhas de gelatina de “herbal tea”, que chamam de chan chu lai cha, mas raramente bebem. Hoje deu-me para gozar um bocado com eles, dizendo-lhes que lhes ia comprar a bebida de que tanto gostam (há uma loja mesmo aqui ao pé de casa). Pode ser que com este exemplo os nossos oumunyan se tornem um bocadinho mais espertos e não andem por aí a comer porcarias.

Parabéns JTM


A conta do Jornal Tribuna de Macau ultrapassou os mil "amigos". São agora exactamente 1014, e só se pode esperar que aumente. Parabéns, que é sem dúvida um jornal ao serviço das comunidades, da diáspora, etc., e trabalha lá muita gente boa e simpática. Fico satisfeito que o JTM tenha apanhado o comboio do tempo, e entrado em força nas redes sociais. Confesso que fiquei preocupado, pois já tinha ouvido daquele lado comentários pouco abonatórios quanto às redes sociais e especialmente quanto ao Facebook, do tipo "valem o que valem" ou "são maioritariamente constituídas por anónimos". É agradável ver a força do progresso derrubar o preconceito e desbravar os caminhos do futuro. Bem haja.

Hong Kong Flower - a heroína sexy da RAEHK



Uma mulher vestida com roupa sexy e usando uma máscara tem aparecido nas zonas mais pobres de Hong Kong. A "heroína sexy", como já é chamada, distribui comida e dinheiro pelos mais pobres, pelos mais velhos, pelos mais solitários. E aparece normalmente à noite. A mulher recusa-se a revelar a sua identidade, que deseja permanecer "um mistério" (é das minhas, pá). Chama-se apenas 'Hong Kong Flower'. Explicando a razão da sua existência, diz fazer o que faz "como forma de protesto" pelo falhanço do governo da RAEHK em eliminar a pobreza extrema. Especula-se que possa ser Wan Baobao, a neta de Wan Li, antigo vice-primeiro-ministro da RP China. A heroína não confirma nem desmente os rumores, mas diz apenas ser "de uma família abastada, conhecida em Hong Kong", e que tem visto tantas famílias a sofrer de problemas financeiros, que resolveu ajudar. Tem uma conta no Facebook (Hongkong Flower), e tem já 2145 amigos (incluindo eu próprio).

Renata Seabra do Bangladesh


Monju Begum, uma mulher de armas.

Uma mulher de quarenta anos no Bangladesh cortou o pénis do homem que a tentou violar na sua casa em Mirzapir, Jhalakathi, 200 km a sul da capital Daca. De acordo com a BBC, Monju Begum, casada e mãe de três filhos, contou à polícia que o seu vizinho Mozammel Haq Mazi entrou na sua casa no último Sábado e começou a abusar dela. Mazi, pai de cinco filhos, vinha assediando a vizinha há cerca de seis meses, mas nega as acusações, dizendo que ele e Monju "tinham um caso" e que ela sugeriu "que fugissem os dois para Daca", mas o homem recusou, dizendo que "não quer abandonar a mulher e os filhos".


This is not a saca-rolhas.

Uma versão completamente diferente da história é contada por Monju, que diz que Mazi a vinha assediando a algum tempo, e aproveitou uma altura em que ficou sozinha em casa. A mulher puxou de uma faca e cortou o problema pela raíz, e de seguida foi apresentar o abono de família de Mazi às autoridades "como prova". Monju apresentou queixa do vizinho por violação, e este será preso assim que tiver alta hsopitalar. Para piorar as coisas, o pénis de Mazi não pode ser re-implantado, uma vez que foi levado para o hospital várias horas depois do incidente. Parece que Mazi vai ser muito popular entre os outros presidiários...

Swansea na Premier League


O Swansea City A.F.C. conseguiu a promoção à Premier League inglesa, 28 anos depois da última presença no escalão maior do futebol inglês. A equipa do País de Gales bateu ontem o Reading por quatro bolas a duas, em jogo do playoff de promoção do Championship. O inglês Trevor Sinclair foi o herói dos "cisnes", ao apontar um "hat-trick". O Swansea foi treinado a época passada pelo antigo internacional português Paulo Sousa.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Bar Gay e extorsão


1) Uma reportagem de Gonçalo Lobo Pinheiro na edição de hoje do Hoje Macau dá conta que Macau não é uma cidade "gay-friendly". E ainda bem, com tanta porcaria que já aqui anda, só cá faltavam os gays. Não me levem a mal, eu até gosto de ouvir os Scissor Sisters e tudo, mas bares e outras coisas gay numa cidade onde reinam o jogo e a prostituição? Os dois pombinhos entrevistados pelo GLP (hmmm...), uns tais letão e lituano (sempre disse que a Letónia e a Lituânia não deviam ficar juntas), vieram visitar Macau, gostam e tal, mas querem encontrar outros gays. Agora pergunto eu: para quê? Quando vou visitar outros locais com a minha mulher não nos apetece conhecer outros heteros, e contudo não me queixo que tal cidade não é "hetero-friendly". Depois querem ser considerados casais normais. Mas isso são contas de outro rosário. De facto chegou a existir um bar gay algures perto do Forum, uma ideia original, mas cedo foi invadido pelos curiosos heteros, que fizeram os gays perder o interesse. Os gays em Macau são até bem recebidos, não temos notícias de ódio motivado pela sexualidade, e podemo-nos orgulhar disso (acho). A ideia de um bar gay ou lésbico sempre me fez uma enorme confusão. Não podem ir os gays aos mesmos bares que os heteros? Can't we all be friends? Pensem lá nisso.

2) O que aconteceu num restaurante do Fai Chi Kei este fim-de-semana é um vergonhoso caso de extorsão perpetrado por profissionais do conto do vigário. Quatro indivíduos turistas da China continental chegaram a pedir uma indemnização por uma eventual intoxicação alimentar, uma vez que souberam que duas mulheres foram observadas no hospital depois de terem lá comido o pequeno-almoço. Com medo sei lá do quê, o proprietário (assumo) do estabelecimento entregou-lhes cinco mil patacas. Não chamou a polícia, não lhes partiu uma cadeira nos cornos, nada, entregou-lhes o dinheiro para a mão. Sem dúvida que precisamos de ter cuidado com algum tipo de turistas da China continental, mas também precisamos de uma população mais esperta.

Penas pesadas pela segurança alimentar na China


As autoridades destroem lotes de leite falsificado.

O Supremo Tribunal da RP China ordenou a juízes em todo o país a aplicar sentenças mais severas, incluíndo a pena de morte, a pessoas condenadas por violações das regras de segurança alimentar, enquanto o Governo tenta "limpar" a imagem da indústria depois de recentes escândalos. O Supremo diz que as penas de prisão aplicadas devem ser mais longas, e que a pena capital deve ser aplicada nos casos em que se dão vítimas mortais. A directiva foi anunciada na sexta-feira através do website do tribunal, e vai contra os esforços da legislatura chinesa em reduzir o uso da pena de morte.


Um polícia em Shenyang acomoda um lote de frangos deteriorados, durante uma campanha pública de segurança alimentar.

A China executa mais prisioneiros do que o resto dos países do mundo juntos, mas a sua liderança está empenhada numa nova campanha para combater a contaminação de produtos alimentares - desde leite em pó falsificado a óleo de cozinha em segunda mão - que têm deixado os consumidores insatisfeitos. Como parte desta estratégia, o governo tem encorajado uma maior publicidade nestes casos, o que não é muito comum num país onde os media e a internet são rigorosamente controlados. O Supremo acrescenta que os casos envolvendo segurança alimentar devem ser publicitados atempadamente e com julgamentos abertos quando se lida com os casos mais graves.


Carne de porco "Azul Tron".

A directiva apela ainda a castigos mais severos para oficiais que aceitem subornos e protejam pessoas que pratiquem crimes contra a segurança alimentar, e penas mais pesadas a empresários que produzam produtos alimentares que não cumpram os critérios de qualidade. Há três anos a China viu-se envolvida num escândalo de leite contaminado com melamina, mas nas recentes semanas outros escândalos têm sido do conhecimento do público. A lista inclui bacon feito com porcos doentes; massas feitas com milho, tinta e parafina; arroz contendo metais pesados (arroz dos Moonspell, ah ah); salsichas feitas com carne podre e fertilizante; e carne de porco descrita como "Azul Tron", que brilha no escuro por causa das bactérias. O que não lhes falta mesmo é imaginação.

Na cama pela justiça


Zhang na cama do patrão, a dar uma de John Lennon.

Uma mulher chinesa recusou-se a sair da cama do seu patrão até este lhe pagar os dois meses de vencimento que lhe devia. O incidente deu-se a semana passada numa pacata aldeia perto de Nanjing. Ao aperceberem-se que algo se passava, os aldeões ocorreram a casa de Xu Qiang para saber o que se passava, por volta das duas da tarde. Ali encontraram Zheng Wenqing, uma mulher com pouco mais de 30 anos, que trabalhou durante alguns meses do ano passado no restaurante de Xu. Os vizinhos contam que o restaurador e a empregada tinham uma "relação especial", e que Xu despediu Zhang quando a sua mulher voltou à aldeia em Dezembro.


O momento em que Zhang é arrastada pelos cabelos.

A mulher de Xu ficou com ele até recentemente, quando voltou à sua aldeia natal. Mal a mulher saíu, Zhang apareceu. A mulher diz ter tido um relacionamento com Xu, e que o seu ex-patrão lhe deve dois meses de salário, no valor de 4200 yuan, e exige ainda um pedido de desculpas por ter sido despedida sem razão aparente. Xu negou todas as acusações, e chamou as autoridades. Com a ajuda da polícia e do senhorio de Xu, a mulher foi arrastada para fora da casa.

Quem policia a polícia?


O Vietname prepara-se para impôr regras mais rigorosas aos seus polícias, que são considerados "muito corruptos" e "preguiçosos" pela maioria da população. Assim em breve os agentes da autoridade vietnamitas não vão poder usar óculos escuros, conversar, fumar, comer ou meter as mãos nos bolsos enquanto estiverem de serviço. De acordo com os novos regulamentos do Ministério da Segurança Pública, os agentes devem "comportar-se adequadamente e manter-se na posição correcta". Isto quer dizer que os agentes de trânsito, por exemplo, estão proibidos de se esconder atrás de árvores para "caçar" infractores, como é seu hábito". Os agentes estão proibidos de ler livros ou revistas, fazer chamadas telefónicas não relacionadas com o seu trabalho, consumir bebidas alcoólicas ou comer nos restaurantes de rua. O ano passado a Human Rights Watch, sediada nos Estados Unidos, apelou ao Vietname que investigue a "crescente brutalidade peolicial", alegando terem existido 19 casos no ano passado, resultando em 15 mortes.

Emoção e golos na Bahia


Realizou-se a 2ª jornada do Brasileirão, a série A brasileira, com o campeão Flamengo a deslocar-se ao Estádio Governador Roberto Santos, em Salvador ba Bahia, e a empatar a três golos. Ronaldinho voltou a marcar com a camisola do "Mengo", num jogo com emoção até ao fim. O avançado baiano Jóbson esteve em destaque, ao apontar dois golos, o último deles o do empate, já em período de descontos. Destaque ainda para o excelente início do Vasco da Gama, que goleou no seu estádio o recém-promovido América Mineiro por três bolas a zero, e para o Atlético Mineiro, que foi a Florianópolis bater o Avaí por três bolas a uma. Também 100% vitoriosos estão o Corinthians de Liedson (2-1 c/Coritiba) e o S. Paulo (1-0 c/Figueirense). Resultados completos: Botafogo 1-0 Santos, Internacional 0-1 Ceará, Avaí 1-3 Atlético Mineiro, S. Paulo 1-0 Figueirense, Corinthians 2-1 Coritiba, Bahia 3-3 Flamengo, Atlético PR 0-1 Grêmio, Cruzeiro 1-1 Palmeiras, Vasco da Gama 3-0 América Mineiro, Atlético GO 0-1 Fluminense. Classificação: At. Mineiro, Vasco da Gama, Corinthians e S. Paulo-6 pontos, Flamengo e Palmeiras-4.

domingo, 29 de maio de 2011

Levaram a Bárbara (e o Rodolfo)


Tenho seguido com especial interesse o caso das duas jovens envolvidas na agressão de outra em Benfica, perto do Centro Comercial Colombo. Penso que não é preciso acrescentar mais nada à história, toda a gente sabe, e este vídeo fala de uma espécie de guerra entre gangues, uns de Belas, outros da Amadora e ainda outros de Queluz. Que mal que andam as coisas pela capital do império. Uma das agressoras, uma tal Bárbara, e o realizador do vídeo, um tal Rodolfo, vão aguardar julgamento em prisão preventiva. Os rufias que ainda há poucos dias andavam aos pulos que nem macaquinhos e a curtir uma “ganda cena” e “olha lá” vão agora apanhar sabonetes na choldra. Em Macau também aconteceu um caso semelhante, com uma aluna a ser agredida e a ficar a sangrar de uma vista, caso que já está a ser investigado pela polícia e pela DSEJ. É o bullying que está aí na moda outra vez.

Não concordo com o ponto de vista de um leitor na secção de comentários no outro dia, que dizia que "foi uma normal cena de porrada igual a muitas que tivemos (...) depois iamos jogar à bola". Eu próprio estudei numa ou duas escolas problemáticas, e nem aí tinhamos qualquer coisa de parecido. Sabíamos sempre quando devíamos parar, antes que alguém se magoasse a sério, e às vezes chegava uma biqueirada ou um safanão para meter alguém na linha. Mesmo na porrada entre raparigas havia uns puxões de cabelos, uns arranhões e depois iam choramingar para um canto qualquer. Estas duas pareciam duas stompers insaciáveis, e imaginem o que seria se por acaso a vítima, a tal Filipa, fosse pertencente a uma minoria. Era o elemento que faltava para que a salganhada fosse total.

Hoje os miúdos são muito mais agressivos, talvez devido às hormonas nos frangos, não sei. Se calhar a culpa é mesmo dos paizinhos, que em vez de os ensinar a ser uns homenzinhos ou umas mulherzinhas como deve ser, ensinam-nos a ser feios, porcos e maus, e a não levar desaforo para casa. As regras e as instituições que se lixem, até a proverbial porca torcer o rabo, claro, como acabou por acontecer. Não sei que lição se pode dar infligindo uma tareia daquelas a alguém, como também não percebo que statement se pode fazer de dentro de uma prisão. Agora podem ser condenados a penas até quatro anos de prisão, provavelmente saem depois de dois e qualquer coisa, mas pelo menos aprendem a lição. Parece-me um castigo adequado.

Tenho lido muitos comentários online sobre a notícia, alguns que falam em teorias da conspiração, de como a Bárbara é "um bode expiatório", outros com sede de vingança, que falam em "castigos exemplares", e ainda outros que atribuem a culpa aos pais. Não posso deixar de concordar com a análise do leitor do Expresso, RuyAF:

"(...)A forma com pontapeava nas costas, na cabeça, em qualquer sítio uma criança de 13 anos deitada no chão tentando prteger-se das agressões? Não reparou que era duas, bem mais velhas a bater numa bem mais fraca? Não reparou na desproporção de forças envolvidas? Não achou haver uma enorme desumanidade naquelas pessoas? Esta desumanidade merece castigo exemplar, para elas e para quem se atrever a fazer o mesmo. Obviamente há responsabilidade por parte dos pais, mas a Justiça deve dar sinal que existe. Choca-me ver aquela barbaridade e ouvir dizer, coitada só tinha 16 anos. Os 16 anos são de hoje, 2011. Sabem muito bem o que fazem! No meu tempo as lutas eram entre iguais, da mesma idade e da mesma estatura, e não se batia em quem estava no chão. (...)".

E não batiam mesmo. E agora? Levaram a Bárbara. E o Rodolfo, também. E que levem os outros todos que queiram passar a vida na marginalidade.

Vettel vence em Monte Carlo


O alemão Sebastian Vettel venceu um atribulado GP do Mónaco, terminado há poucos instantes no circuito de Monte Carlo, naquele principado francês. A corrida foi marcada por um espectacular acidente do Renault de Vitaly Petrov, à 72ª volta, que podia ter saído cara ao piloto russo, mas terminou sem consequências de maior. Já no sábado o mexicano Sergio Perez esteve envolvido num acidente grave, que atirou o piloto da Sauber-Ferrari para a cama do hospital. Atrás de Vettel ficou o Ferrari de Fernando Alonso, enquanto o McLaren de Jenson Button fechou o pódio. Mark Webber, também em Red Bull, não foi além do quarto lugar, enquanto o japonês Kamui Kobayashi, em Sauber-Ferrari, obteve um brilhante quinto lugar, o seu melhor resultado de sempre, à frente do McLaren de Lewis Hamilton. Adrian Sutil, Nick Heidfeld, Rubens Barrichello e Sebastian Buemi também acabaram nos pontos. A classificação do mundial de pilotos é liderado por Sebastian Vettel, que venceu cinco das seis provas, com 143 pontos, seguido de Hamilton com 85, Webber com 79, Button com 76 e Alonso com 69. Nos construtores lidera a Red Bull com 222, seguido da McLaren com 161, Ferrari com 93 e Renault com 50. A próxima prova do mundial de pilotos realiza-se a 12 de Junho no circuito de Gilles Villeneuve em Montreal, no Canadá .

Liga de Elite de Macau - 14ª jornada


Resultados:

Sexta-Feira:

Windsor Arch Ka I 2-1 Polícia

Sábado:

Hoi Fan 3-3 Pau Peng
Sub-23 da AFM 1-1 Lam Pak

Domingo:

Hong Ngai 0-8 Monte Carlo
FC Porto de Macau 0-1 Lam Ieng

Classificação:

1 Windsor Arch Ka I 14 13 0 1 69 16 +53 39
2 Monte Carlo 14 11 2 1 61 9 +52 35
3 Macao U23 14 9 4 1 30 11 +19 31
4 Porto 14 7 4 3 35 23 +12 25
5 Lam Pak 14 8 1 5 37 21 +16 25
6 Polícia 14 5 2 7 14 27 -13 17
7 Hong Ngai 14 3 1 10 28 52 -24 10
8 Lam Ieng 14 2 2 10 16 38 -22 8
9 Hoi Fan 14 1 3 10 21 58 -37 6
10 Pau Peng 14 0 3 11 18 74 -56 3

Volta à China


GANSU - O município de Jinchang vai gastar 200 milhões de yuan para construir um cidade em estilo romano, onde ficava localizada a antiga cidade de Liqian. Estudos provam que vários soldados romanos que sobreviveram batalhas na Ásia Central e não conseguiram regressar a casa estabeleceram-se em Liqian, mantendo-se como a maior força militar na região há 2000 anos, durante a dinastia Han.

GUANGDONG - Uma inspecção realizada recentemente demonstra que apenas um terço das roupas para criança vendidas nos supermercados cumpre os padrões de qualidade. Nas roupas em saldo essa percentagem baixa para os 15%. Os inspectores analisaram 80 grupos de amoastras, e encontraram uma presença elevada de químicos cancerígenos, como o metanal.

HUBEI - Os restaurantes de fondue chinês, vulgo ta-pin-lou, vão ser obrigados a revelar os aditivos químicos que usam na confecção de comida, molhos e bebidas. A nova regra entra em vigor no próximo mês, e os violadores podem enfrentar penas de prisão.

JIANGSU - A seca que afectou a província nos últimos meses matou várias árvores de chá, causando um aumento dos preços. Em Nanjing o preço de retalho do chá Yuhua e do chá branco Suyan aumento em 30%, e os especialistas dizem que os preços vão continuar a subir.

JIANGXI - Muitos condutores não arriscam pegar no volante depois de consumir álcool, uma vez que este mês foram introduzidos castigos mais severos para quem conduza depois de beber. Isto não impediu um certo condutor de arriscar a sua sorte a semana passada, mas foi detido depois de adormecer ao volante enquanto esperava que o sinal mudasse para verde. O condutor embriagado diz que "não esperava encontrar um polícia de serviço".

SHAANXI - As folhas de bambu usadas para embrulhar o zongzi - uma espécie de arroz glutinoso com carne, muito popular durante as festividades do Barco Dragão - são tratadas com sulfato de cobre de modo a manter a sua cor verde. Os comerciantes dizem que de outra forma as folhas adquirem uma cor castanha depois de cozidas. Os consumidores foram alertados a não julgar a frescura do zongzi pela cor das folhas.

YUNNAN - Uma comunidade do distrito de Guandu, em Kunming, tem operado desde uma cozinha sem fins lucrativos, que alimenta setenta idosos que vivem ali sozinhos. Por apenas três yuan os idosos têm direito dois pratos e uma tigela de sopa. O director do centro diz que poderá fechar a longo prazo, por falta de verba.

Kitchee comemora aniversário


Lembram-se do Villarreal? Aquela equipa que foi humilhada pelo FC Porto na Liga Europa mas obteve a qualificação para a Liga dos Campeões na liga espanhola, a mais competitiva e exigente do mundo? Ora bem, os gajos estiveram em Hong Kong na sexta-feira e bateram o Kitchee Sport Club por três bolas a zero, em jogo que assinalou o 80º aniversário dos campeões de Hong Kong. Mais de sete mil espectadores assistiram à vitória dos espanhóis na Canon Cup, inventada para a ocasião e patrocinada, obviamente, pela empresa multinacional Canon. O Kitchee tem seis jogadores espanhóis na sua equipa principal, todos com experiência de divisão principal em Espanha, e assegurou recentecemente os serviços do japonês Hidetoshi Nakata, retirado do futebol profissional desde 2006, mas que tem "apenas" 33 anos de idade.

Barcelona campeão europeu


O Barcelona sagrou-se campeão europeu pela quarta vez na sua história (e nos últimos 20 anos) depois de derrotar o Manchester United por três bolas em Wembley. Os catalães eram amplamente favoritos nesta final da Liga dos Campeões, e Messi, Villa, Pedro Rodríguez, Iniesta, Xavi e companhia não deram nenhuma hipótese aos ingleses, que ainda conseguiram chegar ao intervalo empatados a um golo. O português Nani começou no banco pelos campeões ingleses, entrou na segunda parte mas não foi feliz, tendo perdido uma bola que deu origem ao terceiro golo do Barça. Mais uma época em cheio para Pep Guardiola, que juntou o título máximo europeu ao tri-campeonato espanhol. Só a vitória do Real Madrid na Taça do Rei impediu que fosse mais um ano perfeito para os catalães.

sábado, 28 de maio de 2011

É Natal e Carnaval (e estamos quase em Junho)


1) Naquele programa de produção local muito giro que dá agora ao Sábado depois do Telejornal falou-se do Natal em Macau. Gostei muito de ver sim senhor, a farta mesa macaense, o aluar, o ladu, as famílias que todos conhecemos, muito giro. Fiquei sem perceber porque exibem este programa no final de Maio, um anacronismo estranho, mas não faz mal. No final ficamos a saber um pormenor fascinante através de uma legenda trilingue: "O Natal macaense comemora-se em Dezembro"! Porra. E eu que passei o dia a decorar a árvore e a fazer compras de Natal.

2) A associação dos brasileiros de Macau, cuja sede fica mesmo aqui ao pé da casa, organiza este fim-de-semana um Carnaval no Venetian, no COTAI, com a participação de alguns dançarinos da afamada escola Beija-Flor do Rio e tudo. Mas esperem...Carnaval...em Maio...brasileiro...no Venetian (Veneza?). Isto é muito confuso, prefiro ficar em casa. Depois vejo as fotografias no Facebook.

Pepinos fatais


Eleva-se para oito o número de mortos devido a uma bactéria na Alemanha. As autoridades de saúde anunciaram na quinta-feira que o surto infeccioso teve a sua origem em pepinos procedentes de Espanha.

Um colecionador especial


Ainda em Singapura. Um jovem de 18 anos foi ontem acusado de entrar ilegalmente no apartamento dos seus vizinhos e roubar lingerie feminina. Eugene Tan terá feito isto pelo menos sete vezes em apartamentos diferentes na sua unidade residencial em Sengkang. Foi detido na quinta-feira depois de um vizinho o ter visto pendurado na varanda de uma casa que não era a sua. Tan vai ser julgado por invasão de domicílio e roubo, e pode ser condenado a 14 anos de prisão. O jovem colecionador vai ser avaliado durante duas semanas no Instituto de Saúde Mental.

Singapura cheia de pressa


Priligy, o primeiro medicamento orientado para tratar a ejaculação precoce, esgotou apenas um mês depois de ter sido colocado à venda em Singapura. A primeira remessa chegou em Março, e era suposto ser suficiente para três meses, mas a procura foi maior do que o esperado. Os comprimido vêm em caixas de três, e só podem ser vendidos mediante receita médica. Cada caixa custa cerca de 90 dólares de Singapura (450 patacas), o que significa que cada comprimido custa 30 dólares (150 patacas) - mais do que o Viagra, que trata a disfunção eréctil. Deve-se tomar três horas antes da montada, e não se pode tomar mais que um por dia. O Priligy aumenta os níveis de serotonina, um químico que controla a ejaculação. Um em cada três singaporeanos sofre de ejaculação precoce, o que deixa as singaporeanas muito tristes.

MRPP contra todos


O Tribunal de Oeiras condenou hoje as televisões generalistas a realizarem debates frente a frente com todos os partidos concorrentes às legislativas até ao último dia da campanha, dando razão a uma providência cautelar interposta pelo PCTP/MRPP, o partido maoista (?) liderado pelo advogado Garcia Pereira. Isto significa que até à próxima sexta-feira a RTP, SIC e TVI têm que transmitir debates entre o MRPP e os restantes 16 partidos concorrentes às legislativas, ou pagam multa de mil euros por dia e incorrem em crime de desobediência qualificada. A RTP não quer sarilhos com a lei, e já marcou os 16 debates do MRPP contra os outros. Mais uma decisão exemplar da justiça portuguesa. LOL.

Vídeo da semana


Aconteceu na terça-feira em Manchester na homenagem ao defesa Gary Neville, que se retirou do futebol. Um adepto mais entusiasmado (bêbado?) inavdiu o relvado e correu que nem um maluco, para gaúdio dos espectadores, até ser placado por...David Beckham. Aqui está um dia que este adepto maluco nunca mais vai esquecer.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Laranja Mecânica faz 40 anos



Leocardão: Pois é, Leocardinho, o filme "A Laranja Mecânica" faz agora 40 anos, e epá, até parece que foi ontem.

Leocardinho: Pois, eu ainda não era nascido.

Leocardão: Pois é, eu era. Eu sou um gajo muita experiente e velho, assim, tás a ver, e já dei mais quecas que tu.

Leocardinho: Claro, claro, acredito...

Leocardão: Sim, e olha, lembro-me de ver o filme lá na Porcalhota, que agora se chama Amadora, sabes, e aquilo era uma censura do caraças - tu nem sabes o que isso é - e o cinema estava cheio, mas como eu sou um gajo mesmo muito bom, arranjei bilhetes.

Leocardinho: Ai sim?

Leocardão: É isso mesmo pá. Fui com o meu colega e amigo Zé Aníbal, que agora trabalha na Reboleira Sul, e durante o filme toda a gente ficou chocada com as imagens de violência.

Leocardinho: Imagino...

Leocardão: Isso mesmo. E depois disso fiquei ainda mais chocado com as imagens violentas que se seguiram, e nem me quero lembrar...

Leocardinho: Vá lá, faz um esforço...

Leocardão: Quando saí do cinema, vi um rapaz que deixou cair o gelado, e foi um berreiro enorme, ainda parece que o oiço...foi demais.

Leocardinho: Aposto que foi muito traumatizante.

Leocardão: E foi mesmo pá, mas o que é que tu sabes? Andavas ainda a balançar nos...

Leocardinho: Pois, pois, já percebi. Agora vamos pôr alguma música. Gostas da Rihanna?

Leocardão: Nunca ouvi falar. Não tens aí os batuques do Kalongo? Isso é que eu gosto!

Leocardinho: ...

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Cansado das batatas


Ando cansado das batatas. São batatas fritas aos palitos, às rodelas, chips, batatas cozidas, batatas assadas, batata doce, puré de batata, batata recheada, batatada na bola, narizes de batata, etc. Vou começar a comer mais arroz, ando a ficar embatatado.

O Consulado Geral de Portugal em Macau quer assinalar este ano o 10 de Junho de forma diferente, com um programa cultural que se estende durante todo o mês de Junho, e que inclui um ciclo de cinema português, uma noite de fados, e uma certa exposição sobre plantas onde o sr. cônsul Manuel Cansado de Carvalho - nome dado a trocadilhos - exercitou os seus dotes de pessoa culta. A exposição "A aventura das plantas" é sobre plantas que os portugueses levaram de um continente para o outro durante a época das descobertas. A certa altura, o sr. cônsul diz que a exposição é sobre "como os portugueses transportaram plantas pelo mundo, e fizeram d'alguma maneira, a nível vegetal, a (não sei se posso dizer) a misceginação". Que horror, "miscigenação", um palavrão horrível.

De seguida o sr. cônsul ilustra esta "miscigenação" (outra vez, que horror!) dá um exemplo brilhante: "Levámos a batata, por exemplo, da América para a Europa. Não havia batata na Europa sem esta migração". Isto tudo para dizer, portanto, que se os portugueses não tivessem levado a batata para a Europa, não havia batata na Europa! Nem do McDonald's, se calhar. Depois há ainda "outros exemplos". Permitam-me que eu prossiga na mesma lógica: se os portugueses não tivessem levado a manga da Malásia para o Brasil, não existiriam mangas no Brasil. Têm dúvidas? Somos mesmo os maiores. Estas citações são as palavras exactas do sr. cônsul Paulo Futre, perdão, Cansado de Carvalho. Se não acreditam podem ver aqui o vídeo, por volta do minuto 5:20. Não quero aqui chatear a representação consular portuguesa, onde respeito toda a gente, mas penso que isto é cair um bocadinho no ridículo. O que vão pensar as pessoas que estiverem minimamente atentas às palavras do nosso diplomata?

Nunca percebi muito bem o coro de elogios que se faz e que se fez aos cônsules que passam pelo território. Abrem as portas do Hotel Bela Vista nos dias festivos, assinam uns passaportes, representam a República quando (raramente) precisa de ser representada, e não se metem em nada que tenha a ver com a política ou a justiça no território, mesmo que envolva portugueses. Dava jeito acontecer alguma coisa de extraordinário, assim do tipo alguém correr até ao Consulado Geral e pedir asilo político ou qualquer coisa assim, para ver o que acontece. O mais interessante que alguma vez aconteceu foi quando um grupo de engraçadinhos hasteou uma bandeira da monarquia no edifício do antigo Hospital S. Rafael durante o centenário da comemoração da República, no ano passado.

Cada vez que chega uma novo cônsul tenho sempre a ténue esperança que pelo menos diga qualquer coisa sobre a vida do território, que tenha uma opinião, que abale as coisas de vez em quando, mas depois desiludo-me. Já sei que não é para meter o bedelho nos assuntos de Macau que vem para cá um cônsul, e que as pessoas têm sempre expectativas elevadas, mas eu cá gosto sempre de sonhar um bocadinho. Entretanto não se esqueçam de ir ver a exposição sobre as batatas, e orgulhem-se de como O MUNDO DEVE A BATATA AOS PORTUGUESES!

Aborto surdo com 17 anos assombra Joey Wong


Joey Wong está a ser assombrada pelo seu passado.

Agora uma história de fazer arrepiar os cabelos da piça: a filha abortada da actriz taiwanesa Joey Wong (Wong Cho-yin) voltou dos mortos para assombrá-la. Não é bem assim, mas anda lá perto. Joey, uma famosa actriz de Taiwan que nós não conhecemos mas é conhecida por dar escândalos, fez um aborto em 1994 num hospital de Taipé, quando estava grávida de sete meses. O bebé, uma menina, sobreviveu o parto forçado, e foi vendida a Fu Rui-jio, um famoso traficante de bebés de Taiwan (a sério...). Fu vendeu a menina a um casal de apelido Yeh, mas estes devolveram o produto quando descobriram que tinha "problemas auditivos". Então Fu despachou a pequena para um mulher solteira de apelido Du (isto torna-se cada vez mais interessante). Mais tarde Fu foi preso, e descobriu-se que era funcionário do hospital onde Wong fez o aborto. A tal senhora Du, com quem terminou a criança, diz que Fu confessou que o bebé era filho da actriz, e até apresentou fotografias da menina, muito parecido com Joey Wong. A menina, agora com 17 anos, estuda numa escola secundária em Taipé, e é surda. Uma história de horror incluíndo abortos, zombies, traficantes de bebés e uma actriz bem puta.

O Papa não sabe dançar, yo


O Papa Bento XVI mandou encerrar o mosteiro de Santa Croce em Gerusalemme, local onde se encontram algumas das maiores relíquias da igreja, e estão sepultados Michelangelo e Galileu. O Papa não gostou da devassa que vigora naquele local sagrado, onde freiras dançam ao som de música de discoteca e são convidadas personalidades VIP como Madonna (a cantora, entenda-se). A comunidade de monges cistercianos que reside no mosteiro há mais de 500 anos vai ser transfeida para outras igrejas em Itália. Uma das freiras pode ser vista no YouTube (se alguém encontrar o vídeo agradeço) a executar uma dança moderna com um crucifixo. A basílica é frequentada pelos Amigos de Santa Croce, um grupo aristocrático que é acusado de práticas pouco ortodoxas, que incluem danças de freiras junto do altar. Um dos abades da basílica, Simone Fioraso, um excêntrico desenhador de moda de Milão, já tinha sido expulso há dois anos. Bento XVI, líder dos 1100 milhões de católicos em todo o mundo, é também o bispo de Roma, e a basílica faz parte da sua diocese. Santa Croce, construída no século IV, é uma das mais antigas e prestigiadas igrejas em Roma.

Porto > Benfica


FIFA esclareceu que a Taça Latina, que o Benfica conquistou em 1950, "não merece o reconhecimento oficial" do organismo, pelo que o FC Porto é o clube português com mais títulos.

Benfica investigado


Polícia Judiciária esteve ontem no Estádio da Luz e levou os contratos de Roberto e Júlio César. Em causa estão possíveis crimes de branqueamento de capitais, fraude fiscal e burla.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Fábricas de canudos


Tive o prazer de ouvir hoje a repetição do programa “Contraponto” da Rádio Macau, com Carlos Morais José e Sérgio Terra, e em cima da mesa estiveram temas como o relatório do CCAC sobre o IPM, o protesto contra a CTM e a candidatura de José Miguel Encarnação pelo PNR ao círculo fora da Europa nas próximas legislativas.

Gostava hoje de me debruçar sobre o primeiro assunto, que me leva de novo a falar da qualidade, ou da falta dela, do ensino em Macau. Não importa muito se o IPM é mal gerido, ou se a Universidade de São José facilita nos exames, ou se as instituições de ensino superior da RAEM são autênticas fábricas de canudos, que não dotam os licenciados das qualidades técnicas que deviam. Os jovens de Macau, os oumunyan, tiram o tal canudo na UMAC ou noutro sítio qualquer, arranjam um emprego médio, e os especialistas ou estudam lá fora ou vêm mesmo do estrangeiro. E assim continua a funcionar a máquina, um pouco aos solavancos, nada de realmente preocupante.

O problema começa mais cedo do que se pensa: os jovens de Macau não aprendem nada durante os 12 anos de escolaridade pré-universitária. Sofrem de uma falta de cultura geral gritante, desconhecem o que se passa além das brincadeiras, das jogatinas, das compras e dos cosméticos que são o seu mundo. No outro dia lanchava com um grupo de amigas, e uma delas disse-me que “adorou Portugal”, e especialmente “aquela zona ali entre Cascais, Aveiro...”. Depois de lhe explicar que Aveiro é muito longe de Cascais, perguntei-lhe se sabia onde eram as províncias de Anhui ou de Gansu, e adiantou-me que “não conhecia a Geografia da China”.

Os oumunyan, apesar de serem chineses não sabem nada da China, não são capazes de apontar uma província no mapa e não sabem onde ficam as cidades mais importantes. Só sabem que nasceram chineses, aprenderam que têm que “amar a pátria”, e mais nada. Querem é distância dos gajos da China continental, e não querem ser confundidos. Têm nacionalidade portuguesa, mas Portugal para eles não chega a ser uma realidade diferente: não é uma realidade de todo. O passaporte português é para eles um mero documento de viagem. Sendo etnicamente chineses mas distanciando-se da China, e sendo portugueses de nacionalidade não se consideram portugueses em mais nada. Conclusão: são tecnicamente apátridas.

Quem é apátrida não tem identidade – e perdoem-me se isto soa um pouco a nacionalismo – mas quem não tem uma identidade e uma cultura própria, uma matriz, não pode ter uma visão que ambicione a ganhar uma bagagem cultural ou se interesse por qualquer tipo de especialidade. Qual é a carreira ou especialidade digna de um território como Macau? Croupier? Bate-fichas? Não é à toa que a internet é monopolizada, lenta e pouco difundida (pelo menos comparada com Hong Kong, dando o exemplo aqui do lado) – existe um sermão não encomendado de que a internet “pode ser perigosa”, e que é preciso “educar” a população sobre “os perigos da internet’. Para muita gente ainda é “uma coisa nova”. Está tudo dito. Quando o CMJ fala de uma “teoria da conspiração”, eu digo que terá um fundo de verdade.

Digo isto com todo o carinho do mundo, pois neste grupo de oumunyan que descrevo inclui-se a minha mulher. Não é que sejam realmente estúpidos ou que não queiram saber o que se passa no mundo. Foram estupidificados e mal pagos por um sistema de ensino desleixado, medíocre, dominado sobretudo pela igreja, que nunca os deixou pensar pelas próprias cabeças, ou sequer a distinguir o bem do mal. Tornou-os ignorantes de propósito, foi o que foi. Primeiro isto serviu bem ao regime colonial, que dirigiu um enclave de alienados, que no fundo estavam bem melhor do que se estivessem na China, e serve às mil maravilhas à nomenclatura actual, a quem não interessa nada repartir o bolo com gente que não a sua.

O que realmente lhes interessa? “Coisas que façam dinheiro”, dizem eles. E o que faz dinheiro? “Jogar na bolsa” ou “especular no imobiliário”, dizem eles, que não são parvos nenhum (ou são?). Só que jogar na bolsa ou especular é como o karaté: antes de aprender a partir tijolos com a cabeça, primeiro é preciso enchê-la de conhecimento. Conhecimento esse que foi adquirido pelos predadores das Américas, de Hong Kong e outros, que aproveitam para lucrar às custas de Macau, com a cumplicidade dos oumunyan que mandam nisto tudo, e que tal como os outros, acham que está tudo bem, desde que “haja dinheiro”.

Aí está, se “dinheiro” fosse uma nacionalidade, os oumunyan optavam por essa. Não estou aqui a ser redutor, claro que existe muita gente boa e competente de Macau e em Macau, mas não me surpreende nada a atitude permissiva das instituições de ensino, que tratam os canudos como uma mera “chave” para se conseguir um empregozito qualquer. E com esta tendência, Macau só pode ficar a perder.

Faça você mesmo


Uma mulher em Chongqing, na China, abriu a barriga com uma faca, numa tentativa de fazer uma operação nela própria. Wu Yanbi, de 53 anos, diz que fez isto porque não tem meio de pagar as contas hospitalares. Wu sofre de síndrome de Budd-Chiari, uma doença crónica que provoca a retenção de fluídos no abdómen. A mulher foi diagnosticada com a doença há 12 anos, e na altura a família economizou dinheiro suficiente para uma operação que lhe retirou um edema de 25 quilogramas da barriga. Recentemente teve uma recaída, mas a família é demasiado pobre para pagar os 50 mil yua (mais ou menos 5 mil euros) que custa a segunda operação - então Wu resolveu fazê-la ela mesmo. Depois da notícia que chocou a vizinhança, Wu foi levada para um hospital onde recebeu tratamento grátis. Contudo, Wu nunca comprou seguro médico, pois queria poupar dinheiro: "Se eu tivesse morrido, pelo menos poupava à minha família o trabalho de cuidar de mim", disse a mulher.

Au Au Hitler


Adolf Hitler tentou vencer a II Guerra Mundial com um exército de cães falantes, revela uma nova pesquisa. Hitler adorava cães, e acreditava que estes animais eram tão inteligentes quanto os humanos, e queria que comunicassem com os seus donos das SS. O fuhrer criou mesmo uma escola para treinar os cães na fala, leitura e escrita, acreditando que os podia usar como guardas nos campos de concentração, libertando assim mais soldados para a frente de batalha.

Um dos melhores alunos desta escola perto de Hanover era Rolf, um terrier que digitava letras com as patas, falava (?) de religião e aprendeu poesia. Rolf terá alegadamente perguntado a uma senhora "se sabia abanar" a cauda e respondia "Mein Fuhrer" quando lhe perguntavam quem era Hitler, e "pedia bolos" quando tinha fome. Outras experiências nesta bizarra escola incluía testes de telepatia entre humanos e cães.

Esta história tão surrealista foi contada pelo Dr. Jan Bondeson, professor da Escola de mecidina da Univ. de Cardiff, no País de Gales, no seu livro "Amazing Dogs: A Cabinet of Canine Curiosities". O dr. Bondeson, de 49 anos, diz que ficou "fascinado" com a quantidade de experiências que se faziam na Alemanha Nazi no campo da comunicaço entre humanos e cães. "É fascinante esta faceta desconhecida da Alemanha Nazi, mas não há provas de que tenham obtido resultados conclusivos.

O fim está próximo (em Outubro)


O pregador apocalíptico Harold Camping disse que 21 de outubro é a data real da destruição de todo o mundo. Desacreditado pregador apocalíptico Harold Camping respondeu sobre a sua previsão errada de Arrebatamento e Fim do Mundo, nesta segunda-feira, dizendo que o julgamento veio espiritualmente em 21 de maio e que 21 de outubro é a data real da destruição de todo o mundo.

Gatas assanhadas


Um caso que está a chocar Portugal. Uma jovem de 14 anos da região de Lisboa foi barbaramente agredida por outras duas, perante a passividade de algumas testemunhas. Uma delas, um rapaz de 18 anos, filmou tudo e partilhou no Facebook. No vídeo vemos a jovem primeiramente a ser agredida por outra com murros, empurrões e puxões de cabelos (típico das brigas de "gatas"), e de seguida junta-se outra, que empurra a vítima para o chão e ambas começam a pontapea-la na cabeça. A PSP já mandou identificar as agressoras.

Dia de África


Hoje comemora-se o Dia de África, que comemora a unidade africana, e que marca também o aniversário (este ano o 48º) da fundação da Organização da Unidade Africana, em Adis Abeba, na Etiópia. Para comemorar vai aqui "unchinho" de música africana, Abdelli, um conhecido artista argelino radicado em França, com "Aderghal". E não se esqueçam: África é a nossa mãe.

terça-feira, 24 de maio de 2011

As patorras e as meias da Hang Ten


Com a chegada do verão, a nossa vista é sobressaltada com o pior cenário que se pode imaginar: as patorras dos cidadãos. Já não falo das mulheres, que um pezinho feminino é sempre algo bonito de se ver, mas falo dos homens, que aproveitam o tempo quente e húmido para exibir os pêlos dos dedos dos pés, as unhas pretas e encravadas e os cascos calejados. Um nojo. Já perdi a esperança com os filipinos, uma vez que os gajos andam de chinelos todo o ano, alheios ao facto de já não viverem mais no meio da selva. Pelo menos têm uma desculpa: são mesmo assim.

Já os outros são mais difíceis de perceber. Temos indivíduos simpáticos, jeitosos e bem empregados que mesmo assim não dispensam as sandálias, os chinelos ou as crocks ao fim-de-semana ou durante as folgas. Não é nada simpático andar na rua a exibir pés de chimpanzé, com pêlos grossos e pretos a sair dos dedos, e a traseira do pé branca dos calos. Nunca ouviram falar da profissão de calista? E do pedicure? Sabem andar ou quê? Ai, ai, ai. Mas o pior de tudo são mesmo as crocks. Oiçam lá ó pés-de-pântano, e que tal usar sapatos de homem? As crocks são para as mulheres (e até não lhes fica mal) e a para as crianças com mau gosto. Isto para não falar do cheiro depois de um dia inteiro com os pés a nadar numa chanata feita de plástico, e muitas vezes falsificada. Nem quero imaginar.

Já agora existe uma invenção nova de que talvez não tenham ouvido ainda falar: as meias. E por falar em meias, gostava aqui de manifestar o meu profundo desprezo pelas meias da marca "Hang Ten". Esta marca de que desconheço a origem - e nem quero saber - são a coisa mais rasca que existe em termos de calçado. Vêm em cores aberrantes, como branco (pé-de-gesso), vermelho vivo (pé-de-sangue), verde (pé-de-alface), castanho (pé-de-merda), rosa clarinho (pé-de-fada) ou azul-marinho (pé-de...sereia?). Todas com aquele símbolo horrível dos dois pézinhos bordada numa cor diferente. Que merda é aquela? É algum símbolo hippie? Terá sido desenhado pelo mesmo indivíduo que desenhou aquela série do "Amor é...", muito popular nos anos 80, onde se viam duas crianças nuas que eram casadas uma com a outra?

O pior é que encontro profissionais de sectores económicos, licenciados, advogados, chefias do sector público e outra gente supostamente decente a usar esta porcaria de meias. Este deve ser o mesmo tipo de descuro na aparência que referi ontem a propósito dos dentes. Um erro de casting. Um equívoco. As meias usam-se escuras, na pior das hipóteses, no limite dos limites, cinzentas escuras. Se é para chocar a vista e a sensibilidade, porque não usar as meias amarelas brilhantes do Michael Jackson? Já agora, se optarem por meias grená ou azuis escuras, evitem os padrões berrantes e os desenhinhos. Que homem usa meias com desenhos de ursinhos e bonecos de neve?

O que mais me custa ver são alguns tipos de turista que aparecem por aqui a pensar que estão no Laos ou no Cambodja. Vestidos de camisolas de alças a exibir as peles flácidas, de calções, a exibir as varizes, e de sandálias...com meias brancas! O horror, o pânico! Prendam já estes gajos por vagabundagem! Parecem saídos de algum sanatório. Meus amigos, as sandálias e os sapatinhos abertos são para os bebés. Existem sapatos para o inverno, e sapatos para o verão. Existem botas, sapatos de couro, de pele, os tais "sapatos de vela", mas tudo, tudo menos andarem aí a exibir as pezongas. Os meus olhos agradecem.

Incomoda os namorados?


No parque do Tap Seac, em Macau.

Um ligre, dois ligres, uma cadela


Duas crias raras, filhas de um leão e um tigre fêmea, estão a ser amamentados por uma cadela, depois da mãe os ter abandonado. Os dois "ligres" nasceram no início do mês no Zoo e reserva natural de Xixiakou, província de Shandong, na China. O tigre fêmea teve quatro crias, que alimentou durante quatro dias, mas depois abandonou-os sem razão aparente. Dois deles morreram de fome. Os tratadores do zoo encontraram uma cadela que tinha recentemente dado à luz para alimentar os bebés. As crias estranharam o leite canino no início, mas agora já estão habituados. Os "ligres" são bastante raros, e na maior parte dos casos nascem por acidente.

Abençoado 90 vezes


Daad Mohammed Al Balushi, dos Emirados, tem 90 filhos de 17 muheres e prepara-se para casar novamente dentro de duas semanas. Este árabe de 63 anos diz que "é possível chegar aos 100" - filhos, entenda-se. Duas das suas mulheres vão ser mães no próximo mês: "Em Junho, pela graça de Deus, serei pai de 92 filhos", disse Daad, que também já tem 50 netos. "Neste momento tenho três mulheres, e casarei com a quarta dentro de duas semanas", acrescentou Daad. A sortuda (!?) é a paquistanesa Rukshana Arif. O casamento será celebrado com um grande banquete, tudo pago pelo sheik Humaid, regente do emirado de Ajman, de onde é originárias este grande família.

Daad considera-se um "pai globalizado", e algumas das mães dos seus filhos são originárias de países tão díspares como Marrocos ou as Filipinas. "Infelizmente só é permitido ter quatro mulheres ao mesmo tempo. Eu tenho capacidade para umas vinte, pelo menos. Nunca casei com uma mulher divorciada nem viúva", disse Daad, assumindo-se como papa-virgens. Cada uma das mulheres vive com os seus filhos no maior dos luxos. Cada uma tem casa, carro e empregados. "Agora tenho 17 casas e 17 famílias", disse o super-pai, que tem 60 filhos e 30 filhas. A família reune-se todas as quintas-feiras na casa do chefe de família. Daad perdeu uma perna num acidente de viação em 1995, e espera ir no próximo mês a Jaipur, na India, para implantar uma perna artificial, "e procurar mais uma noiva, já agora", segundo o próprio. O seu pai, Mural Abdul Rahman, viveu 110 anos, teve quatro mulheres e 27 filhos.

E em casa, pode-se?


Nova Iorque levou mais longe a sua perseguição ao tabaco, proibindo que se fume em parques, praias e recintos desportivos. Já há quem apele à "desobediência civil".

The Hangover 2


Esta é para os adeptos dos chamados "stoner movies". Quem gostou de "The Hangover", de 2009, tem agora a sequela, "The Hangover 2". Para quem não se recorda, o primeiro filme era sobre um grupo de amigos que vai fazer uma despedida de solteiro a Las Vegas, tomam acidentalmente Rohypnol e não se lembram de nada no dia seguinte. Este segundo filme promete mais do mesmo, só que o cenário é a paradisíaca (?) Tailândia. A não perder.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Exame oral


Uma das coisas que prezo é uma boa higiene oral, e tento passar essa ideia aos meus filhos: dentes brancos e saudáveis são uma mais-valia, um património. Não tenho a sorte de ter dentes fortes, fumei durante vários anos, e pode-se dizer que terei gasto mais de uma centena de milhar de patacas em tratamentos dentários só na última década. Considero os resultados dos tratamentos satisfatórios, não os considero caros e não tenho medo do dentista.

Isto para falar daquele tipo de pessoas que muda de carro de dois em dois anos, muda de telemóvel de seis em seis meses, comprou uma casa caríssima, mas diz que não tem dinheiro para arranjar os dentes, ou “medo do dentista”. Uma simples limpeza aos dentes (que se deve fazer pelo menos uma vez por ano) custa umas míseras 300 patacas, mas há quem prefira gastar as quinhentas patacas dos vales de saúde em barbatanas de tubarão e porcarias que depois ainda deixam os dentes mais sujos.

Há pessoas que têm bocas dignas de constar no “Greatest Book of British Smiles” (o príncipe Carlos e o Shane McGowan encabeçam a lista), e cada vez que aparecem numa fotografia é de boca fechada, com um sorrisinho estúpido que parece que enfiaram um doce na boca e agora estão a esconder do pai. E ainda bem que o fazem, pois o sorriso de dentes policromáticos, com predominância do preto, castanho e verde, podia chocar a sensibilidade de alguns.

Quando riem colocam a mão à frente da boca, com medo que saía de lá uma locomotiva de dentes tortos e encavalitados, e quando falam de perto parece que alguém acabou de abrir a porta da retrete mais porca da Escócia (Epá isto hoje é só referências subtis a episódios dos Simpsons e ao “Trainspotting”, mas a mim ninguém me chama “génio”). Alguns fazem figuras ridículas a comer apenas de um lado da boca, ou no caso de ter dentes podres de ambos os lados, com os dentes da frente, igual aos coelhinhos.

Existem doenças orais várias, e nem todas se prendem com os dentes, e em algumas que não são tratadas a tempo podem mesmo desenvolver-se cancros. Temos portanto gente que faz rios de massa, yuppies desta terra, que até se vestem bem e usam cenas de marca, mas que não se importam de andar com os dentes podres, verdes, tortos ou cagados do tabaco. Isto são homens e mulheres jovens de que estou aqui a falar. Alguns conduzem BMWs. Como é que as gajas conseguem beijar um homem com a boca podre? E vice-versa?

A questão do “medo do dentista” é uma autêntica parvoíce. Só os cobardes têm medo do dentista, e alguns só os procuram quando sofrem de dores de dentes insuportáveis, e mesmo assim só depois de esgotarem todas as mezinhas conhecidas. Absolutamente nada dói no dentista hoje em dia. Só se fazem extracções em último recurso, e no fim ainda se apanha uma boa moca de novocaína, que deixa a boca adormecida. Os dentistas são pessoas normais, não são sádicos, e sinceramente parece-me a mim que os senhores viram muitos filmes de terror.

A medicina dentária evoluíu bastante nos últimos vinte anos, e não se toca num único nervo que seja sem que este esteja completamente dormente. Optando por um dentista competente de uma das inúmeras clínicas no território, são-lhe explicadas as suas opções e tem a garantia de que não vai ser nenhuma "tortura", ou sequer um enfado. Os consultórios são limpinhos, as enfermeiras são giras, é toda a gente super-simpática. Quanto ao preço, é aquele que se paga pelos anos de desleixo: quanto mais desleixado se for, mas se paga no fim, na conta do dentista.

Se o leitor se identifica com alguns dos figurões acima descritos, não fique ofendido, por favor. É que se calhar tinha mais a ganhar em ir ao dentista de vez em quando, e talvez menos vezes à sauna. Devem-se lavar os dentes sempre que possível até três vezes por dia, de preferência de manhã e ao deitar, uma vez que durante a noite a salivação é menor e as bactérias têm um banquete nos pedaços de comida deixados nos dentes. O fio dental não é nenhum luxo; é entre os dentes e as gengivas que se acumulam mais bactérias que causam doenças da boca. E não se esqueçam, os dentes são o espelho de quem realmente somos.

Tornado mata dezenas nos EUA

Os pakis de Sócrates


Depois da polémica gerada, o PS decidiu retirar os apoiantes paquistaneses que tinham vindo a acompanhar a comitiva.

A sua ausência não passou despercebida, tal como a presença também tinha sido muito notada. Os paquistaneses, que os socialistas dizem ser oriundos da secção do PS da Almirante Reis, em Lisboa, tinham vindo a acompanhar a caravana desde quinta-feira.

O grupo de imigrantes de etnia sik deu nas vistas, com os seus turbantes coloridos, sobretudo a partir do momento em que se percebeu que mal falavam português - e, não obstante, não regateavam entusiasmo na hora de aplaudir Sócrates ou acenar com bandeiras.

Em explicações a um jornal diário, os paquistaneses garantiram que estavam na caravana, à semelhança dos restantes voluntários que integram a comitiva, apenas a troco de autocarro e refeições. Mas o interesse que causaram à comunicação social não agradou à direção de campanha. Hoje, discretamente, desapareceram.

In Expresso

O ano do Dragão


Highlights - MyVideo
Terminou ontem uma época em cheio para o FC Porto, depois da conquista da Taça de Portugal, e logo em grande estilo, com uma vitória por 6-2 frente ao V. Guimarães no Jamor. Uma primeira parte de loucos produziu sete golos, com James Rodríguez a abrir as hostilidades logo aos 2 minutos. Quem pensava que depois disso o Porto ia ter uma tarde tranquila, enganou-se, pois à passagem do 20º minuto os vimarenenses empataram com um autogolo de Alvaro Pereira, na sequência de um canto. No contra-golpe os dragões marcaram por Varela, e logo no minuto seguinte novo canto, e novo golo do Guimarães, desta vez por Edgar. Foi preciso então esperar dez minutos para Rolando colocar de novo os dragões em vantagem, e pouco depois Hulk fazia o quarto de canto directo, com muitas culpas para o guardião Nilsson. Dois minutos depois os dragões beneficiaram de uma grande penalidade a castigar uma falta de Fernando sobre Faouzi, mas Beto defendeu o remate de Edgar. No minuto seguinte os dragões desferiram o golpe fatal, com James Rodriguez a apontar o seu segundo da tarde, mesmo em cima do intervalo. A segunda parte foi mais morna, com os adeptos vimarenenses a deixarem o Estádio do Jamor quando faltava ainda meia hora para o final, pouco crentes num milagre. Pelo meio ainda ficou o sexto golo, outra vez por James Rodriguez, que terá feito o jogo da sua vida. Não se viam oito golos numa final da Taça desde 1963/64, quando o Benfica bateu o Porto pelo mesmo resultado de ontem. Foi a 16ª vitória na Taça de Portugal para o FC Porto, a 12ª no consulado do presidente Jorge Nuno Pinto da Costa.

Foi um ano em cheio para o jovem treinador André Villas-Boas, que igualou o recorde do croata Tomislav Ivic que datava de 2008: quatro títulos numa só época. A vitória na Supertaça em Agosto tornou esta temporada ainda melhor que 2002/2003, quando José Mourinho conquistou o campeonato, a taça e a Taça UEFA, e há quem aposte que Villas-Boas possa imitar o "special one" conquistando a Liga dos Campeões para os Dragões na próxima época. Tornou-se o primeiro treinador a terminar o campeonato pelos dragões invicto, e bateu o recorde de pontos de vantagem sobre o segundo classificado. O presidente do Chelsea Roman Abramovich colocou o jovem treinador português no topo da lista de candidatos a substituír Carlo Ancelotti no comando técnico da equipa, mas caso os dragões consigam manter os seus principais jogadores, dificilmente Villas-Boas sairá da invicta. Teremos um Porto ainda mais forte na próxima temporada?

Arrancou o Brasileirão


Arrancou mais um Brasileirão, um dos campeonatos mais populares do mundo, com mais de cem milhões de seguidores. O campeão Flamengo começou com o pé direito, ao golear no Estádio Claúdio Moacir de Azevedo (Macaé, Rio de Janeiro) o Avaí por quatro bolas a zero, com um golo de Ronaldinho, de regresso ao futebol brasileiro depois de uma carreira de sucesso na Europa. Se o Fla começou bem, o mesmo não se pode dizer do Flu, ou Fluminense, que foi derrotado em casa frente ao S. Paulo por duas bolas a zero, com o luso-brasileiro Deco no onze titular. O Palmeiras de Scolari bateu o Botafogo nO Estádio Benedito Teixeira, enquanto o Vasco da Gama estreou-se com uma vitória por três bolas a uma em Fortaleza, no Ceará. Resultados completos da primeira jornada: Flamengo 4-0 Avaí, Ceará 1-3 Vasco da Gama, Atlético Mineiro 3-0 Atlético PR, Santos 1-1 Internacional, Palmeiras 1-0 Botafogo, Grêmio 1-2 Corinthians, Coritiba 0-1 Atlético GO, Figueirense 1-0 Cruzeiro, Fluminense 0-2 São Paulo, América Mineiro 2-1 Bahia.

Liverpool fora da UEFA, Birmingham despromovido


Terminou ontem o campeonato inglês, vulgo Premier League, depois de realizada a 38ª e última jornada. Com a questão do título já resolvida, restava resolver a questão da Europa e da Liga Europa. Assim o Tottenham bateu o Birmingham por duas bolas a uma, e ainda beneficiou da derrota do Liverpool no reduto do Aston Villa para garantir o 5º lugar, deixando os "reds" de fora das competições europeias pela primeira vez em 12 anos. No fundo da tabela o Birmingham City, recente vencedor da League Cup, foi despromovido devido à derrota no último minuto em White Hart Lane, e a eles juntou-se o Blackpool, que perdeu em Old Trafford frente ao campeão por 4-2.

domingo, 22 de maio de 2011

...e o mundo continua


O mundo não acabou ontem, como previu aquela seita cristã norte-americana, e ainda bem, digo eu. Não há nada mais certo do que a morte, é verdade, e o mundo acaba todos os dias para alguém, mas qualquer dia acaba mesmo de vez, isso posso garantir. Só que não foi ontem. Paciência, que assim reforça-se a ideia de que todas estas igrejas malucas são compostas de gente louca.

Quando era chavalo ouvia falar do fim do mundo muitas vezes, e como estávamos em meados dos anos 80, era sempre “no ano 2000”. O tal ano 2000, que não significa absolutamente nada, porque como se sabe ninguém começou a contar do ano 1 de absolutamente nada, e nem existem garantias que Jesus Cristo nasceu mesmo há exactamente 2011 anos, cinco meses e vinte e dois dias.

Estávamos nos tempos da Guerra Fria, e sendo que as duas potências beligerantes eram ambas armadas até aos dentes com ogivas nucleares, o fim do mundo podia ser mesmo quando um deles quisesse. A Guerra Fria acabou mas o perigo nuclear mantem-se, mas felizmente nos dias de hoje não passa pela cabeça de russos e americanos em mandar isto tudo pelos ares.

Uma das coisas que constatei nesse tempo foi que as pessoas que defendiam a inevitabilidade de um holocausto nuclear eminente eram pessoas com uma certa idade. Os mais novos estariam certamente na casa dos 40 anos, e lamentavam-se porque “os miúdos [nós] já não vão ver isto; é pena”. Uma geração pós-guerra que um dia achou que ia chegar a sua vez, como aconteceu com os seus pais e avós.

O tal pastor Harold Camping, que previu este fim do mundo, é ele próprio uma pessoa com uma certa idade (89 anos), e provavelmente está-se nas tintas para o prazo de validade do mundo. O pior que lhe pode acontecer é ser considerado “demente”, o que também não deve estar muito longe da verdade. Se calhar queria que o mundo acabasse com ele.

Uma colega minha, que foi mãe recentemente, leva estas coisas das previsões do fim do mundo bem a sério. É daquelas pessoas que cada vez que se dão dois terramotos e um tsunami seguidos, lê naquelas revistas cor-de-rosas parvas e outros media que credibilidade duvidosa que isto “são prenúncios do fim do mundo”. Digo-lhe sempre que tenha calma, pois na eventualidade do fim do mundo não ia ficar cá muita gente para se rir dela.

É interessante como desconhecemos a quantidade de catástrofes horríveis que terão acontecido nos últimos 500, 1000 ou mesmo 10 mil anos, quando não tinhamos acesso a esta verdadeira auto-estrada da informação que nos traz os terramotos, tsunamis ou furacões ao segundo. O que pensariam os primeiros hominídios de uma simples trovoada? Devia ser fim do mundo quase todos os dias.

Liga de Elite de Macau - 13ª jornada


Resultados:

Sexta-Feira:

Hong Ngai 1-3 FC Porto de Macau

Sábado:

Hoi Fan 1-6 Monte Carlo
Sub-23 da AFM 1-0 Lam Ieng

Domingo:

Pau Peng 1-2 Polícia
Windsor Arch Ka I 4-2 Lam Pak

Classificação:

1 Windsor Arch Ka I 13 12 0 1 67 15 +52 36
2 Monte Carlo 13 10 2 1 53 9 +44 32
3 Macao U23 13 9 3 1 29 10 +19 30
4 Porto 13 7 4 2 35 22 +13 25
5 Lam Pak 13 8 0 5 36 20 +16 24
6 Polícia 13 5 2 6 13 25 -12 17
7 Hong Ngai 13 3 1 9 28 44 -16 10
8 Lam Ieng 13 1 2 10 15 38 -23 5
9 Hoi Fan 13 1 2 10 18 55 -37 5
10 Pau Peng 13 0 2 11 15 71 -56 2

Vettel vence na Catalunha


O alemão Sebastian Vettel venceu o GP de Espanha, que se realizou no Circuito Montmeló, na Catalunha. O alemão voltou a dominar mais uma vez a corrida, e afigura-se cada vez mais como favorito a vencer este ano o mundial de pilotos. Os McLaren de Lewis Hamilton e Jenson Button terminaram nos restantes lugares do pódio, enquanto o outro Red Bull de Mark Webber foi quarto. Fernando Alonso, a correr em casa, não foi além do quinto lugar, enquanto Michael Schumacher em Mercedes foi sexto. Nico Rosberg, Nick Heidfeld, Sergio Perez e Kamui Kobayashi terminaram também nos pontos. O mundial de pilotos é liderado por Vettel com 118 pontos, seguido de Hamilton com 77, Webber com 67, Button com 61 e Alonso com 51. Nos construtores lidera a Red Bull com 184, McLaren 138, Ferrari 75 e Lotus-Renault com 46. A próxima prova do mundial de F1 reliza-se já no próximo Domingo, no Mónaco.

Tem saudades do escudo?


Há 100 anos era criado o escudo. A moeda manteve-se em circulação até 2002 e foi substituída pelo euro. Hoje, cada vez se vêem menos escudos mas ainda há lojas que os aceitam e depois os vão trocar por euros ao Banco de Portugal.

Schalke 04 vence Taça da Alemanha


O Schalke 04 conquistou ontem à noite a Taça da Alemanha ao bater na final o MSV Duisburg, da segunda divisão, por esclarecedores 5-0, no Olympiastadium de Berlim. A equipa de Raúl e companhia terminou a época em beleza depois de ter chegado às meias-finais da Liga dos Campeões, e terminado o campeonato num modesto 14º lugar. O internacional holandês Huntelaar, ex-Real Madrid e AC Milan, esteve em destaque ao apontar dois golos.

Lille campeão de França


szólj hozzá: PSG 2-2 Lille
O Lille sagrou-se ontem campeão de França pela quarta vez na sua história e primeira desde 1954. A equipa da Flandres francesa precisava apenas de um ponto, que conseguiu depois de empatar a dois golos no Parque dos Príncipes Paris SG. Os golos dos novos campeões franceses foram apontados pelo polaco Obraniak e pelo senegalês Moussa Sow, que também é o melhor marcador da Ligue 1.

C. Ronaldo confirma recorde, Depor despromovido


szólj hozzá: Rea 8-1 Alm
Se restavam algumas dúvidas de que Cristiano Ronaldo tinha batido o recorde de Hugo Sanchez e Zarra, essas dúvidas ficaram ontem completamente dissipadas. O CR7 apontou dois dos oito golos com que o Real cilindrou o lanterna-vermelha Almería na última jornada do campeonato espanhol. O internacional português atingiu a marca dos 40 golos, e é vencedor do troféu de Bota de Ouro, que também já tinha conquistado em 2008. Depois de Eusébio e Fernando Gomes, temos mais um bi-bota.


szólj hozzá: Dep 0-2 Val
Em relação à última jornada da Liga BBVA, destaque pela negativa para o Deportivo da Corunha, que depois de perde em casa 0-2 frente ao Valência foi despromovido à Liga Adelante. Isto sete anos depois dos galegos terem feito uma carreira impressionante na Liga dos Campeões, onde perderam apenas na meia-final com o Porto de Mourinho, e doze anos depois de terem conquistado o campeonato pela primeira vez.

sábado, 21 de maio de 2011

É triste ser-se crescido


Stanley Thornton Jr. tem 30 anos e passa metade da sua vida como bebé. Thornton vive com uma vizinha que faz de mãe dele, conta-lhe histórias antes de dormir, troca-lhe a fralda e dá-lhe papinha à boca. Thornton bebe líquidos de um biberon, e não passa sem a sua chupeta (sempre é melhor que fumar). Diz que não se trata de infantilismo e não é nada de sexual, e que simplesmente gosta de chegar a casa do trabalho e transformar-se num bebé. "Stanley o bebé adulto" foi dado a conhecer pelo programa "Taboo", da National Geographic, e tornou-se uma celebridade na internet.

O problema é que afinal "ser bebé" não é o passatempo de Thornton, que recebe dinheiro da segurança social por "incapacidade", bem como a sua ama. O sen. Tom Coburn aponta o dedo a Thornton, dizendo que "apesar de viver com um subsídio da segurança social por incapacidade, tem um website dedicado à sua causa e demonstra conhecimentos sobre marketing". Os argumentos de Coburn foram publicados no Washington Post numa carta ao director-geral do IRS, Patrick P. O'Caroll Jr. Thornton já respondeu, dizendo que se lhe tirarem o dinheiro que lhe paga a casa e os briquedos, "não terá nenhum problema em cometer suicídio". Radical para quem pensa que é um bebé de 30 anos. Talvez essa possibilidade do suicídio não seja assim tão despropositada, e sempre é uma forma de aliviar os contribuintes norte-americanos.

Sem Tempo


O cacique Tari Amondawa e a sua tribo.

Foi encontrada uma tribo brasileira sem conceito de Tempo biológico, segundo um estudo de uma universidade inglesa. Os Amondawa, da selva Amazónia, não têm palavras para "tempo", "semana", "mês" ou "ano" - e ninguém tem idade. O tempo dos Amondawa é dividido entre "dia e noite" e "época seca e húmida". O professor Chris Sinha, da Universidade de Portsmouth, que liderou a descoberta, diz que "o tempo não existe para os Amondawa da mesma forma que não existe para nós: eles vivem num mundo de eventos, sem que isso necessite da estampa do tempo cronológico". O Tempo é um conceito normalmente associado a todas as civilizações e culturas, mas aparentemente não para os Amondawa. A tribo foi contactada pelo mundo exterior em 1986, e adoptou alguns dos costumes ocidentais, como o vestuário. Aprenderam português e temem que a sua própria língua esteja a desaparecer.

Ants in the pants


Uma menina de 16 anos em Taiwan tinha uma colónia de formigas nas orelhas. A jovem de Taipé descobriu o horripilante facto quando foi ao médico por se queixar de comichão nos ouvidos. O Dr. Hung Yuan-Tsung, chefe do dept. de Otorrino do hospital central de Taipé encontrou vinte formigas a viver no ouvido direito da jovem, e mais algumas no ouvido esquerdo. Aparentemente a rapariga adora comer doces na cama e coçou os ouvidos, o que atraíu os insectos. A pequena diz que por vezes reparou em formigas a sairem-lhe dos ouvidos, mas nunca pensou que vivessem ali. Os ouvidos ficaram vermelhos e inchados, mas o tratamento atempado salvou-lhe de possível surdez.

A criatura em cima da árvore


Uma mulher foi encontrada a dormir no topo de uma árvore de seis metros em Lanzhou, província de Gansu, China. Os clientes de uma centro comercial ali próximo ouviam alguém ressonar, mas não sabiam de onde vinha o barulho. Até que um deles, qual Newton, foi atingido na cabeça por um sapato que caíu de uma árvore. Foi aí que descobriram uma mulher a dormir entre os ramos. Chamou-se a polícia, que apelou à melhor que descesse da "posição precária" em que se encontrava, mas a indigente recusou. Finalmente conseguiram convencê-la a descer, acenando-lhe com sanduíches e uma garrafa de água. O urso, perdão, a senhora ficou entregue aos cuidados da assistência social.

Vídeos da semana


Primeiro a grande asneira do realizador dinamarquês Lars von Trier, que acabou expulso do festival de cinema de Cannes depois de ter dito que "gostava de Hitler", e que Israel era "uma chatice" ("pain in the ass"). Lars Von Trier é um daqueles gajos que faz uns filmes bué esquisitos, mas estou certo que muitos intelectuais e afins conseguirão debitar rios de caganeira a explicar que aquilo é "arte". Aproveitando-se do seu estatuto junto da malta pseudo-chique, Lars Von Trier mete-se nos copos ou fuma umas ganzas, e depois aparece a pensar que toda a gente é estúpida e que não vai interpretar aquilo que ele diz tal como é: "Gosto de Hitler" - enfiem lá essa no vosso "Breaking the Waves", "Dancing in the Dark" e "Antichrist". No vídeo o realizador ainda se tenta justificar, afundando-se ainda mais, e no fim admitindo que é um nazi ("Ok, sou um nazi"). Kirsten Dunst ao lado de Von Trier enquadra-se perfeitamente no discurso, como grande exemplar da raça ariana. Um vídeo que as futuras gerações virão e depois perguntarão: "Quem é o Hitler?".


Depois este vídeo nacional, made in Portugal, e bem mais real. Durante um encontro com empresários organizado pelo DiáriO Económico, um dos tais empresários chamou mentiroso ao primeiro-ministro de uma forma muito subtil: «Fez um discurso muitíssimo bem conseguido, é profundo conhecedor dos problemas, mas eu tenho um problema essencial consigo, os seus actos não reflectem as suas palavras», afirmação que levou aplausos da plateia. Sócrates ficou visivelmente incomodado com a audácia do empresário, fez birra e disse que faz o melhor que pode e etcetera. Sócrates arrisca-se a entrar para a história como o PM mais divertido de sempre. Tragicamente divertido, quer dizer.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Qui Pandalhada, deveras


Subiu hoje ao palco do Centro Cultural "Qui Pandalhada", a 22ª peça dos "Doçi Papiaçam di Macau", integrada no Festival de Artes de Macau. A homenagem de Miguel Senna Fernandes à "pandamania" que assolou o território no último ano marca também a renovação no elenco dos "Doçi", que não contaram em palco com alguns dos principais actores dos últimos anos: Germano Guilherme, José Luís Achiam, Paula Carion e Luís Machado. Para os seus lugares entraram Nuno Senna Fernandes (irmão mais novo do encenador), Ana Cardoso, Vanessa Gonzalez e Sharoz Pernancar nos principais papéis, além de duas outras estreias, como MSF tão bem referiu no final.

O argumento é talvez o menos bem conseguido desta rapsódia que foi "Qui Pandalhada". Duarte (Nuno Senna Fernandes) é manager do armazém da "Pandalândia", um parque criado para acolher as duas novas atrações da RAEM: os pandas "Kou Kou" e "Heng Heng" (os pandas originais chamam-se "Hoi Hoi" e "Sam Sam"). Tudo muda de figura quando Celina (Ana Cardoso) ocupa o lugar de Duarte, que é despromovido à sua posição inicial. Mais tarde vem-se a descobrir que Celina devia supostamente prostituir-se com os jogadores VIP (humor negro?), e os funcionários da "Pandalândia" resolvem ir protestar com a sua chefe.

A gerente desta "Pandalândia" é Grizelda (Babe Taborda, muito mais feminina que o habitual), coadjuvada por Martinho (Sharoz Pernencar, que esteve simplesmente brilhante). Grizelda e Martinho têm um plano: contratar 3000 trabalhadores do continente para construir campos de bambú nos lotes 7 e 8 do COTAI (ohohoh), e para isso precisam da autorização do director das Obras Públicas, um tal Hung Ka Sun (Shuen Ka Hung, get it?), interpretado pelo sempre cómico Herman Comandante. Para tal contrataram uma dançarina exótica colombiana (Vanessa Gonzalez), que supostamente seduzirá o director, Grizelda e Martinho tiram uma foto e depois fazem chantagem com Hung Ka Sun. Assim mais coisa menos coisa.

O argumento é no fundo o menos importante, pois "Qui Pandalhada" tem momentos bastante engraçados de crítica social a acontecimentos recentes do território. Assim tivemos piadas com os cheques, com a casa dos pandas, com as manifestações e até do recente protesto "face down" contra a qualidade do serviço da CTM, uma nota introduzida à última hora no guião, com toda a certeza. O grupo de pessoas que foi comigo considera esta a peça mais engraçada dos últimos anos. Eu concordo que terá sido a mais engraçada desde "Côza Dotor", de 2007, mas é difícil confiar no "risómetro" dentro do grande auditório do CC: a esmagadora maioria do público é amiga, conhecida ou até familiar dos actores.

Das interpretações só tenho bem a dizer. Nuno Senna Fernandes esteve competente no papel principal, ao mesmo nível de José Luis Achiam, uma nota abaixo de Germano Guilherme e uma nota acima de Luís Machado (curiosamente este peça não teve nenhum actor português nos papéis principais). Sharoz Pernancar foi, como já disse, a surpresa mais agradável. É a primeira vez que o vejo representar, e parecia um peixe na água, e tem imenso jeito para a comédia. Não sei bem porquê, mas fez-me lembrar um Mr. Bean dos melhores episódios. José Carion Júnior, Alfredo Ritchie, Sónia Palmer e Rita Cabral pintaram a manta, Nair Cardoso esteve óptima, e Carlos Alberto Anok Cabralf foi outra boa surpresa. Vanessa Gonzalez fez o papel de femme fatale e esteve muitos pontos acima das suas antecessoras. Consegue ser bonita e sexy sem exagerar, e como dança a salsa, Deus meu. Um espectáculo dentro do espectáculo.

Os filmes foram mais uma vez de chorar a rir (a sério, com isto e com o ar condicionado, saí do CC com os olhos todos pegajosos). O primeiro é uma paródia do concurso "Quem Quer Ser Milionário", com Miguel Senna Fernandes e Luís Machado, o segundo é "Unchinho de Papiaçam", com Casimiro Pinto (Miro), e finalmente um "music video", com José Luís Achiam a interpretar uma nova versão de "Macau sã assi". Este último vídeo é não só hilariante mas muito bem conseguido, e rende homenagem a Macau antigo, de que todos temos imensas saudades. A peça foi mais curta este ano, e não incluíu os habituais vinte minutos de música ao vivo - uma decisão acertada, com respeito pelos músicos. Mesmo assim o espectáculo acabou perto das 11 horas. Gostei de "Qui Pandalhada", e renovo a confiança nos "Doçi Papiaçam" para nos divertirem e entreterem. Para o ano estou lá outra vez. Parabéns a todos!

PS: Não tivemos assim tantas piadas com "pandas" como seria de esperar, e a maioria já conheciamos. Mas só para recordar: sabem como se chama uma pessoa que trata dos panda? Um "pandalêro". E um remédio para a dor de cabeça dos pandas? PandaNol! Oh, oh, oh...