sábado, 30 de abril de 2011

Maio, maduro Maio

As cinzas do rei dos electrodomésticos


O rei dos electrodomésticos de Hong Kong, William Mong Man-wai, morreu de canco o ano passado. Os seus restos mortais foram cremados em Julho, mas até agora as suas cinzas permanecem na casa funerária devido a uma disputa familiar sobre onde devem ser depositadas. A viúva de Mong, Wong Pui-fan, diz que o marido queria ser enterrado no cemitério católico de St. Michael's, em Happy Valley, que era perto da sua residência. Mas Mong Tak-yeung - o seu filho mais velho com a sua ex-mulher Yang Huse Chi - diz que o magnata queria ser enterrado com os seus avós e irmãos no jazigo de famílio do cemitério católico de St. Raphael. O presidente do Shun Hing Group, o agente da Panasonic em Hong Kong, morreu aos 82 anos, deixando uma fortuna de 5 mil milhões de dólares de HK. Mong casou com Yang em 1958, mas o casal - que tem três filhos e três filhas - divorciou-se em 2002. Mong casou depois com a sua amante Wong, uma ex-empregada de mesa, quarenta anos mais nova que ele. Três meses depois da morte de Mong, Yang e os seus cinco filhos sobrevivos e a Timmerton - uma companhia ultramarina que detem 10% da Shun Hing - interpuseram uma acção judicial para ganhar controlo do seu património.

Depois do apagão, o nevão


Imagem recolhida no Estádio da Luz depois da tempestade de granizo ontem em Lisboa. Uma imagem curiosa.

A caminho de Dusseldorf: Sastre


A Eslovénia participou no Festival da Eurovisão 16 vezes desde 1993, e nunca conseguiu melhor que dois sétimos lugares, em 1995 e 2001. Uma das entradas mais memoráveis da RTV eslovena foi este "Samo ljubezen" ("É só amor"), do grupo Sestre. Os Sestre (que significa "irmãs"), compostos de Tomaž Mihelič, Damjan Levec e Srečko Blas na pele de Miss Marlena, Daphne e Emperatrizz, respectivamente, e que se apresentaram vestidos de hospedeiras de bordo. Uma ideia divertida, senão um pouco gay, que causou uma polémica do caraças na Eslovénia. Primeiro deu-se uma avaria no sistema de televoto, que prejudicou a favorita Karmen Stavec, e depois grupos de eslovenos mais conservadores sairam à rua a protestar que o país fosse representado na Eurovisão na Estónia por um grupo de maricas. A polémica chegou mesmo ao Parlamento Europeu, quando se chegou a questionar a entrada da Eslovénia na União Europeia (que aconteceu três anos depois), devido à atitude descriminatória do país com os homossexuais. A polémica interna não impressionou a Europa, e os ou as Sastre saíram de Tallin com um 13º lugar.

Volta à China


PEQUIM - Internet grátis:
Iniciou-se em fase de experiência o projecto de wi-fi gratuito no centro financeiro da capital chinesa, um projecto orçado em dez milhões de yuan. O acesso gratuito à net é oferecido 24 horas por dia numa área de 4 km2 à volta do business district pequinense.

CHONGQING - Dois coelhos...:
Um polícia à paisana deteve um carteirista profissional quando este estava a ser assaltado por outro carteirista menos experiente. Tudo aconteceu quando o carteirista novato tentava "pescar" carteiras dentro de um autocarro, e foi facilmente detectado pelo polícia em serviço dentro do transporte. Quando a autoridade identificou ambos os homens, a "vítima" tinha com ele uma série de cartões de identidade de outras pessoas, de que não conseguiu explicar a origem. Ambos os carteiristas foram detidos.

CHONGQING - Lolita Bar:
Quatro meninas com idade inferior a quinze anos foram resgatadas de um clube nocturno em Chongqing. As jovens eram obrigadas a usar roupa sexy e a servir bebidas alcoólicas aos clientes.

GUANGDONG - A vingança serve-se ácida:
Uma criança de dois anos, filha de um mestre de fong-soi, morreu no hospital em Shenzhen na quarta-feira depois de uma mulher lhe ter atirado ácido sulfúrico na cara. A mulher de 29 anos culpava o mestre pela sua má fortuna, e cometeu este acto barbárico por vingança.

HUBEI - Tio Patinhas foi ao banco:
Um empresário que recebeu um milhão de yuan em moedas não consegue encontrar um banco que aceite o depósito. O homem, vendedor de portas electrónicas, recebeu o pagamento de um cliente de Fujian, que literalmente mandou uma camião com um milhão de moedas. O empreresário dirigiu-se a cinco bancos em Wuhan, mas todos recusaram as moedas, alegando que "não tinham pessoal suficiente para contar". Finalmente um amigo seu, dono de um supermercado, destrocou-lhe as moedas.

JIANGSU - Olha que levas dois estalos:
Uma gerente de um banco em Taizhou pediu desculpa a um agente de trânsito (um daqueles orientadores que não tem autoridade) de 60 anos depois de o ter agredido enquanto fazia o seu trabalho. O agente mandou a mulher parar o carro e pediu-lhe para tomar outra direcção, de modo a evitar centenas de estudantes que saíam de uma escola ali próxima. A mulher recusou e deu duas bofetadas no agente, e viria a pedir desculpa depois da insistência de quadros superiores do banco onde trabalha.

JILIN - Foi só um bombom de licor, sr. guarda:
Os condutores em Jilin que acusem a presença de álcool no sangue devido à ingestão e comidas ou medicamentos que contenham licor podem fazer um teste de sangue no hospital. Desta forma os resultados são mais detalhados e podem precaver castigos severos.

ZHEJIANG - A solução dos pickles:
A Cooperativa de Agricultores Profissional de Shiqiatou comprou vegetais crus de aldeões locais por 60 cêntimos o quilo e transformou-os em pickles, que foram vendidos por 1,20 yuan (o dobro). O processo facilitou o escoamento do excedente de produção dos agricultores este ano.

This is photobomb


Esta é a imagem do ano. Não, do século, do milénio! Na altura em que o mundo assistia embevecido ao beijo real (que grande merda, isto deixa os meus carvões republicanos em brasa), a pequena Grace Van Cutsem, uma das damas de honor, tapava os ouvidos perante o ulular da multidão que aplaudia sei lá eu o quê, com um ar muito pouco divertido. Sendo que a pequena Van Cutsem tem três anos e é inglesa, é já uma pequena hooligan, e deve estar a pensar qualquer coisa como: "This is so fooking booring" ou "Awww..feck off!". E fiquem lá com esta no álbum da família real.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Um conto de fodas, perdão, de fadas


Hoje aconteceu algo que não acontece todos os dias: casou um herdeiro da coroa britânica. Isto dito há 400 ou 500 anos seria o prenúncio de uma guerra qualquer, mas em tempos de paz a única guerra é entre as revistas cor-de-rosa pela exclusividade das imagens que o mundo anda a salivar para ver. A última vez que o mundo parou para ver um casamento real britânico foi há trinta anos, quando Carlos e Diana - pais de William - deram o nó, um casamento que viria a acabar em tragédia, como se sabe.

Facto: o casamento real foi seguido por dois mil milhões de pessoas em todo o mundo, ou seja, quase um terço da população mundial. Aqui na região o casamento foi coberto em directo pelo canal TVB, de Hong Kong, que produziu uma edição especial de quase seis horas. Isto vale por dizer que quem chegou a casa pelas seis da tarde apanhou o melhor da cerimónia, que é a altura em que se casam e depois vão à vidinha deles de príncipe e de princesa.

William e Kate Middleton deram o nó, correu tudo bem, a Al-Qaeda teve mais que fazer hoje, e, pasme-se, não choveu em Londres! William é um rapaz filho dos príncipes de Gales, Carlos, filho primogénito da rainha Isabel II, e Diana Spencer, uma plebeia filha de um militar. Os pais de William divorciaram-se por alegada infedilidade de Diana, e depois disso a ex-princesa usou a sua influência em causas humanitárias, que lhe valeram o carinho dos britânicos (e não só), e causou a ira da rainha, que não a podia ver nem pintada.

Conhecida por dar um bom escândalo, normalmente envolvendo nudez e milionários playboys, Diana viria a encontrar a morte aos 36 anos num túnel em Paris, enquanto fugia da câmara dos fotógrafos juntamente com o seu amante Dodi Al-Fayed, um milionário playboy (aí está...) egípcio. O conto de fadas de Diana tornou-se num conto de fodas, estando a malograda princesa no lugar de receptor de toda uma sequência de infelizes equívocos que tanto caracterizam as monarquias em geral e a britânica em particular. Boa sorte para Kate Middleton, que ela bem precisa.

Vídeo da semana


É claro que tem que ser este, caralho!

A caminho de Dusseldorf: Dustin the Turkey


Um dos momentos mais...estranhos dos últimos anos dos festivais da Eurovisão foi a participação da Irlanda em 2008. Os irlandeses, recordistas de vitória em festivais (sete vitórias que merecem um post separado) levou este Dustin the Turkey, uma marioneta de um peru cantor que faz muito sucesso lá pela Irlanda (o que me leva a desconfiar que os irlandeses são mesmo bêbados, como se diz). A canção chama-se "Irlande douze pointe" e ficou-se pelas meias-finais, com apenas 22 pontos, o que foi a pior classificação de sempre da Irlanda em festivais. Fica o aviso para os Homens da Luta.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Grande noite europeia


Highlights - MyVideo
Grande noite europeia, com a primeira meia-final a envolver três equipas portuguesas a transformar-se praticamente na primeira final completamente portuguesa. Se do Benfica-Braga sairá o primeiro finalista, o FC Porto deu um passo de gigante para chegar a Dublin ao golear os espanhóis do Villarreal por cinco bolas a uma. Os dragões chegaram ao intervalo a perder, com um golo de Cani mesmo em cima dos 45, e ficava a festa suspensa. Só que o dragão sentiu-se ferido no orgulho e fez uma segunda parte de sonho, liderado por Falcão, que apontou quatro golos. O colombiano teve uma noite em cheio, tornando-se no melhor marcador de sempre do FC Porto numa prova europeia, tendo já apontado 15 golos em 11 jogos desta Liga Europa. A segunda-mão na próxima semana será uma mera formalidade, uma vez que o Villarreal - quarto classificado em Espanha - não tem argumentos contra o campeão português.


Highlights - MyVideo
Na Luz fez-se História, não tanto pelo desfecho do jogo mas pelo facto de jogarem duas equipas portuguesas: Benfica e Sp. Braga, curiosamente ambas repescadas da Champions League em Dezembro. Os bracarenses mostraram-se muito cautelosos, como tem sido o seu timbre (o Braga marcou apenas dois golos nos últimos quatro jogos da Liga Europa mas eliminou Liverpool e Dinamo Kiev), e a iniciativa do jogo pertenceu ao Benfica. Depois de uma primeira parte pobre, os primeiros quinze minutos da segunda parte foram frenéticos; Jardel inaugurou o marcador para o Benfica, Vandinho empatou a seguir para o Braga e aos 59 minutos Oscar Cardozo assinou o momento da noite, ao transformar um livre directo de forma fantástica e a colocar o Benfica em vantagem na eliminatória. Os encarnados jogam na próxima semana em Braga, onde perderam nas últimas duas vezes que jogaram. Vai ser um tira-teimas interessante entre Domingos Paciência e Jorge Jesus no próximo dia 5 no Estádio AXA.

Crer é poder


Uma notícia surpreendente na edição de hoje do Hoje Macau. A partir da última terça-feira os pais não podem entrar nas instalações da Escola Portuguesa de Macau (EPM). Aparentemente durante uma das reuniões de avaliação antes das férias da Páscoa um dos pais ter-se-á desentido com uma professora, e o caldo terá ficado entornado - pelo menos onde se lê que o encarregado de educação "travou-se de razões" com o docente, não terá sido apenas um mero reparo ou observação. Estou desconfiado que alguém terá mesmo chegado a levar um estalo.

Adiante. O artigo prossegue com declarações de alguns pais, que pouco ou nada sabem do assunto, e um deles afirma que somos uma pequena comunidade, e "Por isso é que os pais entravam na escola quando criam. Assim mesmo, quando criam. Cheguei por um nano-segundo a pensar que os pais só entravam na escola quando tinham muita fé (criam = 3ª pessoa pl. Pret. Imp. v. "crer") ou quando inventavam (criam = 3ª pessoa pl. Presente v. criar), se bem que neste último caso existe um erro de concordância.

Mas não, é mesmo um erro. A palavra que procuravam era "queriam", do verbo "querer". Interessante, pois pensava que os erros do português eram o meu departamento. Pouco importa que o erro não se repita na página electrónica, se isto acontecesse aqui no blogue tinha os cromos do costume a morder-me os calcanhares a toda a hora e a chamar o "criar" à discussão cada vez que não concordassem com as minhas sábias e doutas opiniões.

Continuo a adorar o Hoje Macau e a considerá-lo o melhor jornal em língua portuguesa do Oriente longínquo, respeito todos os seus jornalistas, e é-me completamente indiferente de quem é a culpa. É só para que se veja que ninguém é perfeito, e toda a gente se engana. Toda a gente não; só quem faz. Quem fica sentado a cagar sentenças e não "queria" nada, nunca se engana. Podem "querer", pá.

A caminho de Dusseldorf: Nina


Uma das canções mais animadas e refrescantes do ano é este "Čaroban" (lê-se "tcharoban"), da sérvia Nina. Uma canção muito jovem, muito moderna, mas estranhamente não muito bem cotada nas apostas, arriscando mesmo a ficar-se pela meia-final. Vamos esperar que Nina apareça na final do dia 14 com o seu "Čaroban". Existe uma versão em inglês, "Magical", que pode ver aqui.

Melão de Mourinho


Highlights - MyVideo
Mourinho ficou com um melão de todo o tamanho ontem em pleno Santiago Bernabéu, depois de ter perdido 0-2 com o Barcelona na primeira mão das meias-finais da Champions League. Um jogo muito pobre, muito abaixo das expectativas, que o Barça dominou de princípio ao fim (80/20 em posse de bola). O Real ia resistindo com uma defesa alta, mas a expulsão de Pepe a meia-hora do fim estragou os planos de Mourinho, e deitou tudo a perder. Mourinho atribui a derrota à decisão do árbitro, mas Pepe parece bem expulso; o jogador luso-brasileiro voltou a descontrolar-se e a prejudicar a sua equipa. Messi marcaria os dois golos dos catalães aos 76 e aos 87 minutos, sendo o último uma verdadeira obra de arte, a lembrar Maradona. Sem Pepe e sem Mourinho no banco, seria um cataclismo o Real vencer por três golos em Nou Camp e seguir para a final. O Barcelona pode começar a reservar as passagens para Londres.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

O diabo do "suagr"



Ontem passei pelo supermercado aqui perto de casa e comprei este auto-denominado "gelado" fabricado em Macau. No início pensei que fosse boa ideia provar o que se faz em Macau no que toca a gelados, e neste caso a "Ice-cream sandwich" (Coisa que adoro. Já provaram o Monaka da Apollo?) da Macao Dairy (?), com sede Av. Venceslau de Morais, S/N, Edif. Ind. Nam Iong, 2Nº fase (sic), Macau (Tel: (853) 28337336.

Em vias de pensar globalmente (em comer um gelado) e agir localmente (comprar um gelado de Macau), fui confrontado com três sabores: Honey Dew Melon (melão verde), Chocolare e Mints (sic) Chocolate. Como era a primeira vez, optei pelos clássicos, e levei os dois últimos. Desconfiei quando abri e deparei com o gelado, que apesar de apregoar ser de chocolate, tinha uma cor esverdeada.

No interior da caixa (que faz lembrar as velhas caixas de palitos) estão duas baunilhas (ou casquinhas) moribundas, entalando uma espécie de sabonete a que então decidiram chamar "gelado". Finalmente fui fazer a prova de sabor, como na Planta, e o resultado foi ainda pior do que eu esperava. As casquinhas sabem a mofo, e o tal "gelado" era completamente intragável. Pela primeira vez na minha vida cuspi comida fora - que considero uma coisa bastante feia e desagradável.

Primeiro pensei que o gelado tinha passado do prazo, mas a data de validade assegurava-me que aquele gelado viveria até 28 de Maio do próximo ano. Depois fui ver os ingredientes e percebi a origem do problema: Water, Suagr, Milk Solids, etc.. Foi por causa do raio do "suagr", que o meu médico já me tinha proibido. Cada vez que como qualquer coisa com "suagr" dá-me uma coisinha má.

Isto tudo para dizer o quê? Se virem este gelado à venda em qualquer lado, chamem a polícia, o Conselho de Consumidores, o CCAC, a ASAE, tudo o que conseguirem arranjar. E depois fujam. Fujam como o vento. É uma pena que este seja o gelado que se faz em Macau.

O homem das 18 posições


Um oficial chinês, de quem se diz ter tido relações sexuais com mais de 100 mulheres, foi condenado a prisão perpétua. Lu Zhengfan, director do Comité Municipal de Xuzhou, obrigava mulheres que o procuravam a pedir ajuda a ter relações sexuais com eles, e em muitos casos ainda lhes pedia dinheiro. As autoridades chinesas anunciaram que ainda estão outros oficiais associados a mais este escândalo. Lu convencia jovens mulheres que trabalhavam com ele a terem relações em troca de promoções e outros favorecimentos. Outras mulheres que o procuravam pela sua influência eram também obrigadas a "amochar" caso quisessem ter os seus problemas resolvidos. Lu nunca cumpria as promessas que fazia, e a maioria das mulheres nunca mais o procurava - por vergonha. Como um plano destes nunca podia dar certo, uma das suas "amantes" mais audazes denunciou-o, depois de não ter ficado satisfeita com a "troca". A mulher, na casa dos 30 anos, diz ainda ter entregue a Lu a quantia de 200 mil yuan - isto além de lhe ter dado a crica. Lu é conhecido por ser um tarado sexual, que diz fazer sexo em 18 posições diferentes.

A dingo took your baby


A polícia montada australiana encontrou e abateu dois dingos que terão atacado uma menina de três anos quando a sua família se preparava para embarcar num ferry para Fraser Islanda. Os dingos, uma espécie de cão da pradaria típico da Austrália (na imagem, assustador), bastante selvagens e agressivos, atacaram a menina na segunda-feira, e arrastaram-na pelas pernas quando esta se separou da família e foi brincar numas dunas. Várias pessoas testemunharam o ataque, e começaram a gritar para avisar os pais e espantar os cães. A família não foi identificada, nem se sabe a extensão dos ferimentos da criança, mas os dingos foram encontrados e mortos. Estes já não mordem mais ninguém.

ManU com um pé na final


Highlights - MyVideo
O Manchester United deu ontem um passo enorme para chegar à final da Liga dos Campeões de 25 de Maio em Wembley, ao bater o Schalke 04 em Gelsenkirchen por duas bolas a zero. Os ingleses dominaram completamente a equipa de Raúl e companhia, e o herói dos teutónicos acabou por ser o guardião Manuel Neuer, que salvou o Schalke de uma goleada histórica. Giggs e Rooney sentenciaram o jogo em dois minutos, aos 67 e 69, e levam uma vantagem importante para Old Trafford. O Schalke terá que repetir uma exibição ao nível da que conseguiu em Milão contra o Inter, o que se afigura muito difícil.

terça-feira, 26 de abril de 2011

26 de Abril


O documentário "As Armas e o Povo", do realizador brasileiro Glaúber Andrade da Rocha, foi feito em Portugal logo depois da revolução de 25 de Abril de 1974. Não vi o documentário completo, mas estes sete minutos são mais que suficientes para perceber que país deixou os 48 anos de ditadura: um país atrasado, embrutecido e analfabeto. E feio, muito feio.

Nestes poucos minutos de filme Glaúber Rocha captura um país cru e nu, com muitas feridas abertas e miséria crónica. Reparem nas famílias de ciganos e afins que dormiam todos na mesma cama, em barracas sem condições sanitárias. Reparem na senhora da cave daquele prédio com medo de falar, ainda cheia de incertezas. Reparem no nível de alfabetização dos camaradas na baixa de Lisboa.

Não sei se perante estas evidências lamentáveis ainda há quem critique a Revolução dos Cravos. Foi o princípio do fim daquele país sombrio, tenebroso, desgastado pela emigração dos seus filhos, da guerra, da prisão e tortura dos seus pensadores e amantes da liberdade. Um país que só consegue ser lembrado a preto e branco, triste e descolorido, muito diferente daquilo que é hoje, apesar de tudo.

Fico feliz por aquilo que Portugal conquistou nestes últimos 37 anos. Portugal é hoje uma democracia plena (a qualificação dos políticos é outra história, o 13º país mais pacífico do mundo (à frente do Canadá e da Austrália, muito à frente da Espanha), o oitavo mais globalizado e o 19º no índice de qualidade de vida (entre 111 países). Isto para não falar da (radical) diminuição da mortalidade infantil, do analfabetismo e do trabalho infantil. Mesmo como está hoje é sempre mil vezes preferível a este que vemos nestas imagens.

A caminho de Dusseldorf: XXL


A Macedónia é uma ex-república da Jugoslávia que partocipou dez vezes no Festival da Eurovisão desde 1998, e o melhor que conseguiu foi um 12º lugar em 2006. Uma das participações mais memoráveis deste simpático país que por razões políticas é apresentado no festival como "FYR Macadonia" foi a segunda. O ano era 2000, na Suécia, um dos melhores festivais de sempre, e a Macedónia surpreendeu com quatro amigas de um liceu de Skopje: Marija Nikolova, Ivona Džamtovska, Rosica Nikolovska e Verica Karanfilovska: as XXL. As Spice Girls estavam na moda, e as quatro amigas arriscaram a sorte com "100% te ljubam" ("Amo-te 100%", em macedónio), e conseguiram um 15º lugar com 29 pontos. Mereciam muito mais por este grande momento de humor tão sexy.

Foleiro, pá


José Lello atribui a uma anomalia técnica o facto de ter classificado de foleiro o comportamento do Presidente da República. O socialista utilizou a sua página na rede social Facebook para criticar, nestes termos, o facto de Cavaco Silva não ter convidado os deputados para a cerimónia do 25 de Abril.

Em declarações à Rádio Renascença, José Lello justificou-se dizendo que tudo não passou de uma anomalia técnica. “Estava a enviar mensagens a um colega meu de bancada e, naturalmente, a utilizar uma linguagem que entre amigos é corrente. Se estivesse a exprimir-me publicamente utilizaria o politiquês e diria que o Presidente da República não foi suficientemente abrangente e, portanto, aquilo que eu disse senti”, explicou.

In Record

Jóias da coroa


Depois dos copos, canecas, medalhas e sacos de enjôo, aí estão os preservativos do casamento real da próxima sexta-feira. É para quem quiser coisar a pensar na Kate Middleton - ou no Príncipe William, que há gente para tudo.

Beckham assassinado


Beckham, um elefante de um parque de eco-turismo no Vietname, foi morto à facada por um grupo de caçadores furtivos. O elefante foi encontrado no Domingo com feridas provocadas por catanas nas pernas a cinco quilómetros do seu parque em Dalat, no centro do país. Phan Thi Hoa, directora do parque, diz que as presas de Beckham estavam intactas, pois os caçadores não tiveram tempo de arrancá-las. Phan diz que o elefante de 38 anos, baptizado com o nome da estrela inglesa de futebol, atraía turistas ansiosos por darem uma voltinha no seu lombo e tirar fotografias. O Vietname tem apenas entre 70 e 100 elefantes adultos, muito por culpa dos caçadores de marfim.

Nua contra o nuclear


Uma cantora taiwanesa protestou ontem semi-nua em frente ao palácio presidencial em Taipé contra a energia nuclear. Mina Lee Mi apelou aos líderes do país para investiram mais na segurança pública e dizer não à energia nuclear. Usando apenas soutien e calcinhas, a licenciada em artes dramáticas (pois...) da Universidade Nacional de Taiwan passeou-se pelas ruas da capital nacionalista, e depois sentou-se em frente ao palácio. Acompanhada com membros da União de Protecção Ambiental de Taiwan, a jovem de 27 anos segurava um cartaz com um símbolo anti-nuclear. Lee já tinha aparecido há cinco anos completamente nua num vídeo com uma mensagem anti-nuclear.

Tchernobyl foi há 25 anos


Explosão em Tchernobyl aconteceu há 25 anos e provocou fugas de radioatividade equivalentes a 100-500 bombas atómicas como a que foi lançada sobre Hiroshima.

Molly & Bennie




Conheça a pequna Molly e o seu cão, Bennie. Nesta série de vídeos feitos pela mãe de Molly (suponho), vemos a pequena que terá mais ou menos um ano de idade a interagir com o seu animal de estimação, que parece passivo mesmo perante as investidas mais violentas da criança. Destaque para o último vídeo, onde vemos Bennie a abocanhar bolas de sabão enquanto Molly se ri histericamente.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Coisa dos portugueses


Quando se deu o 25 de Abril de 1974 eu era mesmo muito pequenino. Não me lembro de nada, mas as minhas primeiras recordações datam-se ao Verão quente de 1975, quando eu já estava no infantário. Contudo posso-me considerar dentro da geração que nasceu logo antes ou logo após o 25 de Abril. É um dia especial que me traz boas recordações, principalmente de comícios, comezainas e bailaricos. O 25/4 era sempre um pretexto para apanhar uma bebedeira ou comer uns coiratos, e até dar um pulinho ao rio para nadar, se fizesse bom tempo.

Tenho recordações muito vivas das músicas de intervenção daqueles tempos, pois os meus pais compravam os discos - para desagrado dos meus avós, que achavam tudo aquilo muito sinistro. Tive lá em casa "early influences" como Fausto, José Mário Branco, Adriano Correia de Oliveira, José Barata Moura e claro, Zeca Afonso, que nem era um dos favoritos. Aprendi a usar o gira-discos aos 4 anos com o "Avante, Camarada", e devo ter ouvido esse disco umas mil vezes. Penso que toda esta lavagem cerebral comuna tornou-me num gajo refilão.

Aqui em Macau a Páscoa tardia baralhou o 25 de Abril. O Domingo de Páscoa foi ontem, hoje foi feriado em Hong Kong e em Macau trabalhou-se em toda a parte menos nos bancos, na Escola Portuguesa e no Consulado Geral de Portugal. Isto a juntar às férias da Páscoa, que levaram muitos dos nossos compatriotas a paragens mais solarengas, se bem que aqui também não se esteve mal.

Os meus colegas chineses ficaram um pouco baralhado com os feriados e não-feriados, e perguntaram-me o significado deste dia. Estes colegas de que falo são chineses de Macau, todos de nacionalidade portuguesa e nascidos depois do 25 de Abril. Não é por culpa deles que não saibam que dia é hoje em Portugal; levaram uma boa lavagem cerebral para entender que isto é uma coisa "dos portugueses". Por "portugueses" estão-se a excluír a eles próprios, naturalmente, apesar do passaporte dizer o contrário. Para os chineses o que conta é o sangue, e disto já estamos todos carecas de saber.

É impossível tentar explicar-lhes a importância que o 25 de Abril teve para o futuro de Macau. O território esteve em risco de ser instantaneamente "descolonizado", como se fez em África, e entregue à China de Mao em plena Revolução Cultural. É claro que os interesses instalados neste entreposto mexeram-se de modo a evitar uma tragédia, e hoje Macau é o que é (recomendo estes artigos do blogue Macau Antigo). É inútil explicar isto à nova geração de chineses de Macau porque isto "não interessa", e a história de Macau é "irrelevante". (Ainda estou para descobrir o que realmente lhes interessa).

Resta-me pedir desculpa por esta pequena divagação abrilesca, e desejar a todos os leitores em Portugal um bom feriado, e que comemorem o 25 de Abril nem que seja a falar mal...do 25 de Abril. Quem sabe se no futuro este dia deixa de ser feriado, por algum tipo de revisionismo histórico, mas meus amigos, isso seria dar a vitória à tal da "reacção".

PS: Hoje na imprensa de Macau gostava de destacar o dossiê do JTM, com testemunhos de personalidades do território, e a excelente entrevista de três páginas a José Mário Branco, no Ponto Final. O Hoje Macau teve folga.

A caminho de Dusseldorf: 25 de Abril


A Revolução dos Cravos deu-se em Abril de 1974, depois do Festival da Canção que celebrizou Paulo de Carvalho e o seu "E Depois do Adeus", e os novos ventos da liberdade só tiveram o seu efeito no festival do ano seguinte, em 1975. E que efeitos devastadores, com os habituais nacional-cançoonetistas a darem lugar a gajos de barba e cabelo comprido vestidos de vagabundos. Afinal o festival também era do povo. O vencedor foi este "Madrugada", de Duarte Mendes, uma canção simpática e bastante moderada comparada com as restantes. Duarte Mendes, um oficial do exército que participava pelo quarto ano consecutivo, foi a Estocolmo e trouxe um 16º lugar entre 19 concorrentes, com 16 pontos. Não foi bom nem foi péssimo, foi dentro das medidas.


Em 2º lugar neste festival "revolucionário" ficou este "Na Boca do Lobo", de Carlos Cavalheiro. Uma letra com um elevado teor político, uma música parva, que só não foi à Suécia por dois pontos. Livrámo-nos de uma vergonha mil vezes maior que quaisquer Homens da Luta.


Paulo de Carvalho, o herói do ano anterior, levou duas canções, "Com uma arma, como uma flor" e "Memória", que se classificaram respectivamente em terceiro e quarto lugar. Em quinto ficou José Mário Branco, o cantor de intervenção português mais "badass" de todos os tempos, com "Alerta". JMB é conhecido por canções com forte inspiração nos baladeiros franceses com um toque de propagandismo soviete, acompanhadas com letras dignas da Revolução Cultural chinesa. "Alerta" é uma canção, para a época actual, verdadeiramente assustadora. Tenebrosa. Não recomendo a menores de 18 anos ou pessoas impressionáveis.


O Alentejo veio representado com Paco Bandeira e o seu muito "to the point" "Batalha Povo", que obteve o 6º lugar. É uma pena não ter encontrado esta canção. Em sétimo e oitavo ficou...Jorge Palma. O jovem cantor, então com apenas 25 anos, acompanhou-se de Fernando Girão em "Pecado Capital", que foi a primeira canção da noite. "Viagem" é um tema da autoria de Jorge Palma, muito procurado pelos palmaníacos. Um lindo tema, como seria de esperar de Palma, mas nada a ver com o Festival da Canção. Os últimos dois lugares do concurso foram ocupados por Vítor Leitão com "Canção Acesa" e Fernando Gaspar & Pedro Jordão com "Leilão da lata". Um ano para recordar na história dos festivais, onde qualquer canção que não tivesse a ver com a liberdade, o povo ou o 25 de Abril era simplesmente...proibida!

FMI


Como hoje é 25 de Abril e o FMI está no nosso país, nada como recordar este velho tema de José Mário Branco, "FMI", mais actual que nunca. Para quem tem 25 minutos para gastar.

Portugal vence em Montreux, Macau passa dos 100 (golos sofridos)


A selecção de hóquei em patins de Macau ficou em 8º lugar (último) do torneio das Nações que se realizou por estes dias em Montreux, na Suíça. Depois de uma primeira fase desastrosa, com muitos golos sofridos, o cinco da RAEM melhorou um pouco na poule dos últimos, muito devido à qualidade dos adversários. Primeiro foi a selecção da casa, o Montreux HC, a golear Macau por 11-0, e no jogo do apuramento do último classificado, a equipa de Alberto Lisboa fez o melhor resultado, perdendo por 2-12. Hélder Ricardo marcou seis dos oito golos da equipa, que sofreu 102 golos no total - uma média de 20,4 golos por jogo.


A grande vencedora deste torneio, pelo segundo ano consecutivo, foi a selecção portuguesa, que derrotou a eterna rival Espanha por duas bolas a uma. Valter Neves e Ricardo Oliveira marcaram os golos da final, enquanto Eloi Mitjans marcou para os espanhóis. A Argentina classificou-se em terceiro lugar ao bater Angola por 5-4 (após prolongamento, 3-3 no tempo regulamentar), a França foi quinta e o Montreux HC classificou-se em sexto lugar. O melhor marcador da prova foi o angolano João Vieira, com 18 golos.

domingo, 24 de abril de 2011

Apalpadelas no parque


Empregadas domésticas estrangeiras encontraram uma forma de ganhar algum dinheiro extra num parque em Hong Kong. As empregadas, que folgam dos seus emprehos ao fim-de-semana, juntam-se no parque em Ma On Shan em busca de clientes. Por apenas dez dólares de Hong Kong, os clientes do sexo masculino podem tocar-lhes onde quiserem. Depois de semanas de observação, os repórteres do Sing Tao Daily detectaram um grupo de sete ou oito empregadas que se juntam na zona para fumadores do parque. No Domingo passado um homem na casa dos 60 anos foi visto a tagalerar com algumas delas. Primeiro contavam piadas enquanto o homem mantinha a mão no ombro de uma delas. Depois tornou-se mais arisco, deu-lhe uma massagem, abraçou-a e depois enconstou o quadril às sua nádegas. Não satisfeito com a sessãi de apalpanço, levou outra da smulheres e começou a tocar-lhe os seios. No fim deu algumas notas de dez às moças e foi embora. As autoridades dizem não ter recebido ainda qualquer queixa, mas vão começar a patrulhar o parque.

A caminho de Dusseldorf: Al Bano & Romina Power


A Itália trouxe sempre canções interessantes ao Festival, tendo conseguido vencer em 1964 e 1990. Uma das participações mais memoráveis foi esta, em 1985, com Al Bano & Romina Power e o tema "Magic oh Magic". Albano Carrisi, cantor, actor e produtor vinícola (?) e a sua mulher, a norte-americana Romina Power (filha do actor Tyrone Power) foram uma dupla de grande sucesso nos anos 70 e 80, tendo gravado 17 discos de originais. Além de 1985, Al Bano & Romina Power participaram também em 1976 com "We'll Live it all Again", tendo em ambas as ocasiões alcançado o 7º lugar.

48


Em vésperas de mais um 25 de Abril foi estreado o documentário "48", de Susana de Sousa Dias, que fala das vítimas de tortura da PIDE. "48" é não só o número de vítimas entrevistadas, mas também os anos que a ditadura durou em Portugal. Testemunhos na primeira pessoa de muita gente corada, com um ar muito campónio, mulheres de bigode. Um verdadeiro documento histórico de uma realidade que não é assim tão distante.

Chuva de golos em Valência


O Real Madrid voltou a ser feliz no Mescalla de Valência três dias depois de lá ter ganho a primeira taça do Rei em 18 anos. Mourinho apresentou uma equipa alternativa a pensar no jogo da próxima terça-feira contra o Barcelona, para a meia-final da Champions. Ficaram de fora Cristiano Ronaldo, Mesut Ozil, Sergio Ramos, Xabi Alonso ou Adebayor, mas brilharam outras estrelas como Higuaín, Benzema, Diarra, Káká ou Granero. O Valência mostrou-se muito tenrinho para um Real muito moralizado, e os merengues chegaram ao intervalo a vencer por 4-0. Na segunda parte Higuaín apontou o quinto (e terceiro da sua conta pessoal) e a partir daí o Real tirou o pé do acelarador, e pemitiu uma reacção dos ché. Mesmo assim o resultado de 6-3 favorável aos madrilenos espelha bem a diferença de plantéis e de alternativas de qualidade entre as duas equipas.


szólj hozzá: Barcelona 2-0 Osasuna
No Nou Camp foi um Barcelona ferido no orgulho que se apresentou contra o Osasuna. Para precaver surpresas desagradáveis, Guardiola fez alinhar a primeira equipa, com Villa e Messi (a dois minutos do fim) a marcar os golos que mantêm o Real Madrid a oito pontos do primeiro lugar. O Osasuna, que foi até recentemente orientado pelo nosso conhecido Jose Antonio Camacho, luta pela permanência na Liga.

Benfica ganha Taça da Liga


B2-1PF - Highlights

Simão | Myspace Video

O Benfica venceu ontem a IV edição da Taça da Liga, também conhecida por Carlsberg Cup, ao bater ontem o P. Ferreira por 2-1 em Coimbra. O Benfica entrou forte e colocou-se em vantagem logo aos 16 minutos com um golo de Franco Jara, a corresponder a um excelente cruzamento de Fábio Coentrão. Os encarnados chegavam ao intervalo com uma vantagem de dois golos graças a um golo de Javi Garcia, que aproveitou a confusão na área dos pacenses após um livre de Carlos Martins. Na segunda parte tudo mudou de figura; logo aos cinco minutos Luisão faz um autogolo (hilariante, diga-se de passagem), a equipa intranquiliza-se e passa a jogar mal. Os adeptos benfiquistas, ainda com a eliminação da taça de Portugal bem viva na memória, começavam a assobiar, e dirigiam apupos ao avançado Oscar Cardozo, que teve um dia não. O Benfica conquista pela terceira vez a Taça da Liga em quatro edições.

Separados à nascença?


sábado, 23 de abril de 2011

O Rei vai nu


O pretendente ao trono português, Duarte Pio, não foi convidado para o casamento entre o príncipe William e Kate Middleton e diz que não enviará um presente ao casal. (Com vídeo)

I Could Have Married Kate


O casamento real é já na próxima semana, e o Reino Unido aguarda ansiosamente pela união do Príncipe William com Kate Middleton. Enquanto isso o grupo vocal Barbershopera lançou uma paródia do evento, com "I Could Have Married Kate", que tem tanto de engraçado como em qualidade musical. Vale a pena ver.

Proibido namorar


"Manifestações públicas de afecto por parte dos alunos não são permitidas na Universidade. Serão descontados créditos dos que foram filmados. Aqueles que tirarem fotos de comportamentos inapropriados, serão recompensados". Era isto que se lia num quadro na Universidade Normal de Nanjing, o que causou a preocupação dos estudantes. Alguns consideram que a atitude da escola ao pedir "fotos de comportamentos inapropriados" é uma invasão da sua privacidade.

Um estudante apontou que isto pode levar a que alguns sigam os seus colegas para tentar apanhá-los em falta, criando um elevado clima de suspeição. Outro diz que não se importa com as fotografias, desde que sejam entregues às autoridades da escola e não sejam colocadas na internet.

Outros ainda queixam-se desta nova política da universidade: "Já não somos estudantes de liceu. É absurdo que não possamos demonstrar o nosso afecto em público", disse um dos alunos mais indignados. "Sou um adulto. Os meus pais sabem que tenho namorada, e não tenho nada a esconder. Se quiserem tirar fotografias, que tirem", conluíu outro, mais resignado.

Um elemento da direcção da escola veio dizer que a universidade não aprova que os estudantes andem secretamente a fotografar os outros. O responsável sublinha que a ideia de que os estudantes apresentem fotografias como prova foi da comissão de estudantes. A direcção já retirou a nota do quadro da escola e do seu website.

Volta à China


PEQUIM - O Governo fechou 410 websites envolvidos em violações de direito de autor, durante os três primeiros meses do ano. Foram detidos 355 suspeitos relacionados com as investigações dos 496 casos. Calcula-se que o valor total da infração dos direitos de autor seja de mais de 700 milhões de yuan.

CHONGQING - Mais de 74 mil pessoas vão realizar amanhã um exame altamente competitivo para preencher 4300 empregos na administração pública. Uma posição no distrito de Jiulongpo é a mais atraente, sendo concorrida por 545 candidatos.

GUANGDONG - A polícia de Shenzhen prendou cinco pessoas suspeitas do rapto de três crianças no distrito de Boan entre 27 de Março e 4 de Abril. No último rapto, um homem de 28 anos de Sichuan levou um menino de um ano de idade que estava a brincar num parque no sub-distrito de Guanlan. Foi detido por dois residentes quando tentava fugir com o rapaz e entregue àas autoridades. Noutro caso dois suspeitos usaram um chupa-chupa para atraír um menino de três anos. A polícia encontrou o rapaz em Foshan e prendeu os dois suspeitos em Bijie, Guizhou. Uma terceira criança, uma menina de sete anos, foi resgatada em 27 de Março quando um homem a tentava levar de sua casa no sub-distrito de Baoan Songgang.

GUIZHOU - Alguns residentes de Guiyang compraram maças comuns a 10 yuan cada a uma mulher que dizia que tinha que vender as maças por aquele preço para concorrer a uma posição no departamento de marketing de uma fábrica da Samsung. A Samsung local diz que de facto recrutou algum pessoal no mês passado, mas não incumbiu a nenhum dos candidatos semelhante tarefa.

HENAN - Uma mulher de 45 anos foi condenada a cinco anos de prisão por ter tentado vender as suas próprias filhas recém-nascidas. A mulher quis vender as crianças em troca de dinheiro para jogar em Ximin, no ano passado.

HUBEI - Uma menina de dois anos morreu na quinta-deira depois de ter sofrido queimaduras em 75% do corpo. A menina caíu dentro de um caldeirão com água a ferver.

Macau leva 30, Portugal vence Espanha



Terminou a fase de grupos da 64ª edição da Taça das Nações de hóquei em patins que se realiza em Montreux, na Suíça. Macau está integrado no Grupo B, e ontem confirmou o último lugar desse grupo ao perder por 30 (trinta)-3 com Angola. O onze da RAEM tinha a tarefa dificultada pelo facto dos angolanos precisarem de marcar mais de 20 golos para chegar às meias-finais, e ainda deu alguma luta na primeira parte, chegando ao intervalo a perder por "apenas" 3-13. Na segunda parte foi tudo diferente, com os angolanos a marcar e Macau a ver jogar. João Vieira esteve em grande do lado dos angolanos, marcando 11 golos e liderando já destacado a lista dos melhores marcadores do torneio. Pela RAEM marcaram Hélder Ricardo, Nuno Antunes e Ricardo Atraca. O esforço angolano foi recompensado, uma vez que a França perdeu com a Argentina (2-4) e a equipa africana passou na diferença de golos marcados e sofridos.




Entretanto no Grupo A, Portugal venceu a Espanha por 3-1, naquele que era o jogo mais aguardado desta fase. A selecção das quinas marcou por Vítor Hugo, Ricardo Barreiros e Ricardo Oliveira, venceu o grupo e vai encontrar nas meias-finais hoje a selecção de Angola. Amanhã realiza-se a grande final, onde a selecção portuguesa (caso vença Angola, como seria lógico) encontrará o vencedor do jogo entre a Espanha e a Argentina. Macau inicia hoje o torneio de apuramento do 5º classificado contra a selecção da casa, o Montreux HC que bateu ontem a Alemanha por 4-3 e garantiu o terceiro lugar do grupo.

Turkish Delight


Sila Sahin está a correr a imprensa internacional, a modelo turca, capa da "Playboy" alemã, desafiou a cultura muçulmana ao posar nua para a revista. Nunca uma muçulmana o tinha feito.

Num mundo onde não usar véu é visto como uma afronta e pode significar um castigo para as mulheres, ao posar nua Sila Sahin foi mais longe. A família não gostou e já cortou relações com a modelo, que tem sido alvo de duras críticas da comunidade muçulmana em geral.

Na Alemanha, Sila Sahin já era conhecida antes desta capa, depois de ter participado numa telenovela, mas ninguém estava a espera que a modelo fosse tão longe, tendo em conta as suas origens.

Ao mesmo tempo, a notícia da sua ousadia lançou o debate sobre a repressão que as mulheres muçulmanas sofrem. “Para mim estas fotografias são um acto de libertação à repressão cultural que senti durante a minha infância”, diz a jovem de 25 anos na "Playboy", explicando, ao longo das 12 páginas, que se cansou de tentar a agradar a toda a gente.

“Com isto eu quero mostrar às jovens mulheres turcas que não há problema elas viverem como querem e da maneira que são, que não é indecente mostrar pele, e que devem sempre seguir os seus objectivos em vez de darem ouvidos aos outros.”

Na revista a modelo ocupa 12 páginas, onde surge em posições sensuais e sempre nua ou seminua, talvez por isso se sinta como “o Che Guevara”.

“Agora só espero que um dia os meus pais voltem a falar comigo”, conclui Sila Sahin, para quem posar para a revista não foi uma extravagância mas uma luta por todas as mulheres que sofrem com as regras da religião muçulmana.

In Publico

A caminho de Dusseldorf: Nicole


Apesar da beleza e musicalidade da língua alemã, apenas por duas vezes uma canção nessa língua venceu o festival - tantas quantas a língua sérvia, portanto. A primeira vez foi apenas em 1982 com "Ein bißchen Frieden", de Nicole Seibert, então com apenas 17 anos. Foi a vitória mais folgada de sempre num festival, com a canção vencedora a obter 1,61 vezes mais pontos que o segundo classificado, marca apenas batida em 2009 pela Noruega. "Ein bißchen Frieden" significa "Um pouco de paz", e se calhar foi disso que os alemães precisaram para vencer esta guerra.

Adeus e kanimambo


Faleceu ontem aos 82 anos o cantor e apresentador de televisão português João Maria Tudela, que se celebrizou com o tema "Kanimambo".

João Maria Tudela nasceu em Moçambique em 1929 na antiga capital Lourenço Marques, actual Maputo, começando a actuar como solista no Liceu Salazar. Sem saber música tocava vários instrumentos como piano, guitarra, viola e harmónica.

Os seus estudos continuaram em Coimbra antes de voltar a Moçambique, onde trabalhou como comercial em empresas.

Mas continuaria a cantar, sobretudo fado de Coimbra, começando também a ter sucesso na música africana.

Em 1959 surge o primeiro e maior êxito da sua carreira, Kanimambo, que levou Tudela a Portugal, Estados Unidos e América do Sul.

João Maria Tudela afirma-se depois no meio artístico português e soma vários prémios na televisão.

Em 1968, depois de ter cantado "Ao Vento e às Andorinhas" no Festival nacional da Canção, Tudela interpretou um poema de Ary dos Santos e Nuno Nazareth Fernandes intitulado "Cama 4, Sala 5" que foi censurado e o cantor foi proibido de voltar a trabalhar na RTP, decidindo terminar a sua carreira.

Depois do 25 de Abril de 1974, Tudela voltou a participar em programas da RTP e em peças de teatro e noutros espetáculos.

Entre os seus principais êxitos estão: Kanimambo, Hambanine, O Meu Chapéu, Diz que Gostas de Mim, Menina das Tranças, No País do Sol, Soldado Português, Moçambique, Liberdade, Fuzilaram um Homem num País Distante.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

European Food alright!


Fui esta tarde ao New Yaohan fazer umas comprinhas e deparei com um "European Food Festival". Uau, alright, camone. Acontece que a tal "european food" é 99% constituída de produtos portugueses: leite Mimosa, sumos Compal, Sumol, azeite, bolachas, enchidos, sopas Knorr, etc. As únicas excepções eram uns raviolis e uns sugos italianos de tomate que tinham um ar muito americanizado para o meu gosto.

Os produtos tinham uma nota explicativa completamente em chinês, mas como fui sozinho fiquei para saber o que pensam os chineses do Sumol e do Compal. Curiosamente não vi lá amêndoas ou ovos da Páscoa de Portugal, e esse departamento era dominado pelas marcas estrangeiras. (E mesmo as amêndoas que existem são da Ferbar ou da Rio Sul, blergh).

É interessante ainda que agora os nossos amigos ou mun ian considerem isto produtos "europeus", e não simplesmente "portugueses". Será vergonha? Se calhar é a única forma que têm de impingir a mercadoria à maralha que vai chegando de Hong Kong e na China este fim-de-semana.

PS: Despachem-se que o "Festival" é só até segunda-feira. Podem passar por lá durante este fim-de-semana. É só uma ideia.

Estrela de futebol da RAEHK suicida-se


O jogador de futebol Cheung Sai Ho (蔣世豪, na imagem de colete branco), de 35 anos, suicidou-se esta tarde saltando da janela da sua casa em Tin Heng Estate, em Hong Kong. Cheung era um internacional honconguense que se iniciou no South China e celebrizou-se no Happy Valley, onde jogou doze temporadas e ganhou três campeonatos e três taças de Hong Kong. Começou a dar nas vistas em 1993, aos 18 anos, quando marcou um golo aos 3 segundos de jogo num torneio de futebol jovem da então colónia vizinha. Vestiu a camisola da selecção 56 vezes, tendo apontado oito golos. As autoridades suspeitam que Cheung estava a ter problemas financeiros e amorosos.

Macau esmagado em Montreux



A selecção de hóquei em patins de Macau participa pela segunda vez no Torneio das Nações, que se realiza na cidade suíça de Montreux, um "santuário" da modalidade.

A selecção de Alberto Lisboa estreou-se na quarta-feira no grupo B contra a França, e foi esmagada por 21-1, e já ontem contra a Argentina foi ainda pior: 28-2. Hélder Ricardo tem sido o marcador de serviço da equipa da RAEM, tendo apontado os três golos.

Macau conclui hoje a fase de grupos contra a selecção de Angola, que precisa de marcar muitos golos e esperar que a Argentina vença a França para se qualificar. Macau irá encontrar a Alemanha ou o HC Montreux no Sábado, no apuramento do quinto classificado.

No outro grupo Portugal venceu a Alemanha por 10-1 e o Montreux HC por 6-1, e decide hoje contra a Espanha o primeiro lugar do grupo, bastando para a equipa de Rui Neto um empate para evitar a Argentina nas meias-finais.

Vítor Hugo é o melhor marcador da equipa lusa com seis golos, enquanto o argentino Garcia Solar lidera a lista dos melhores marcadores com oito golos, cinco deles obtidos contra Macau.

Raúl Meireles jogador do ano em Inglaterra


O treinador do Liverpool, o escocês Kenny Dalglish, elogiou esta quinta-feira as capacidades do médio internacional português Raul Meireles, eleito pelos adeptos o melhor jogador do ano em Inglaterra.

Nina Hagen > Lady Gaga



Fui aqui vilmente acusado por uma corja de gente mal intencionada e mesquinha (eh, eh, eh) de ter a Lady Gaga como "ódio de estimação". Essa carta do ódio de estimação é normalmente jogada quando faltam argumentos, mas eu até compreendo que ainda exista gente que acha que se alguém é rico ou famoso, só pode ser genial. Por acaso não tenho nada contra a Lady Gaga e reconheço-lhe algum valor musical (vejam aqui uma versão hilariante de "Poker Face" feita pelo South Park), só que em termos de extravagância fica milhas atrás de, por exemplo, Nina Hagen. Muitos anos antes de Lady Gaga nascer, já esta alemã fazia (e melhor) o que hoje vende milhões de discos. Justiça seja feita a Nina Hagen, que apesar de ter sido controversa no seu tempo (veja aqui um vídeo num programa alemão em que Nina Hagen exemplifica a masturbação feminina) não recorria a expedientes duvidosos como vestir-se com carne crua ou roupas manchadas de sangue. Atentem ao vídeo que deixo em baixo, uma versão de "Personal Jesus" dos Depeche Mode. Nestas imagens Nina Hagen tem 55 anos. Como será a Lady Gaga daqui a trinta anos? Já ninguém se lembrará dela, provavelmente.

Morreu Zé Leonel


Os Xutos & Pontapés em 1979. Da esquerda para a direita: Tim, Zé Pedro, Zé Leonel e Kalú.

O punk português está de luto, morreu Zé Leonel, co-fundador dos Xutos & Pontapés e Ex-Votos e padrinho de Heróis do Mar e Peste & Sida. Zé Leonel foi talvez o primeiro punk português a sério, no sentido de que achava que podia "abanar o sistema" através da música, como fizeram os Sex Pistols ou os Clash. Durante o seu tempo nos Xutos, Zé Leonel escreveu "Sémen" (a sério, há uma música com este nome) e "Papá deixa lá", os dois primeiros singles da banda. Saíu em 1981 devido a problemas com drogas, e o baixista Tim substituí-o na voz para a gravação do primeiro álbum no ano seguinte.



Depois de anos de interregno, Zé Leonel regressou com os Ex-Votos, um grupo de que se guardam dois temas interessantes: "Subtilezas porno-populares", o maior êxito da banda, e "Canto aos Peixes", que é uma canção genial em qualquer parte do mundo. Zé Leonel gravou quatro discos com os Ex-Votos até 2001 e depois foi tirar um curso de Linguística da Faculdade de Letras de Lisboa. Esteve ligado ao teatro e ao cinema, e o ano passado lançou a biografia "Estórias (Daquelas que eu Vi)". Há cinco meses foi-lhe diagnosticado do fígado, e viria a falecer na madrugada de quinta-feira, aos 50 anos. O funeral realiza-se hoje.

PS: Ainda na semana passada o Zé Leonel deu um concerto na Malaposta, já bastante debilitado fisicamente. Podem ver aqui um vídeo desse concerto.

Vídeo de Páscoa


Um grande momento de Jorge Palma com João Pedro Pais, quando ambos interpretam "Canção de Lisboa" no concerto do último.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Bairro da Páscoa


Se manhã acordar com cara de sexta-feira santa, isso é normal: é mesmo sexta-feira santa. Enquanto muitos vão de férias o Bairro do Oriente vai ficar aqui junto dos seus leitores - talvez com um pouco menos de frequência no fim-de-semana. Queria desejar a todos uma Páscoa Feliz, comam muitas amêndoas e pelo menos na época da morte e ressurreição de Cristo, não sejam tão badalhocos/as. Até amanhã!

O que chega de Pampanga


Estamos na Páscoa, portanto, Páscoa feliz para todos. Posto isto, gostava de falar naquelas recriações da paixão de Cristo em San Fernando, Pampanga, nas Filipinas. Todos os anos coloco aqui algumas imagens, mas finalmente gostava de dizer o que penso. As auto-flagelações e crucificações naquela província das Filipinas atraem montes de turistas, são bons para o negócio, e pelo meio uns selvagens, coitados, fazem uma figura de, bem, selvagens.

Este acontecimento é notícia em todo o mundo, e lembro-me quando eu era puto de achar piada à notícia, e considerar aquilo uma realidade distante. Agora não é assim tão distante, afinal muitos de nós já foi às Filipinas, e tem filipinos todos dias em casa, a trabalhar e não sei quê (o meu baeta é filipino).

Os filipinos metropolitanos não ligam ao que se passa em Pampanga, e acham que aquilo é lá uma coisa deles. Para nós, cristãos, ateus ou agnósticos, é algo de escandaloso. O Vaticano demarca-se da vergonha, e condena a forma tão realista como os pampanguenses recriam o calvário do Salvador. Curioso que condenem, pois foram eles que os ensinaram que viver submisso a Deus implica sofrer como o Seu filho sofreu.

Como não sou católico nunca fiz jejuns, romarias, procissões, baptizados, comunhões e toda aquela gama de electrodomésticos da alma que a IC nos oferece. (Aliás, uma vez fui a um casamento que demorou até tarde e já me estava a querer ir embora com a larica). Não considero que alguém precise de sofrer por causa de uma história que é contada de tantas maneiras diferentes e que serve tantos propósitos malévolos.

O que se passa nas Filipinas dá que pensar. Nesta zona do globo de forte influêcia islâmica aliada a tradições tribais persistentes, são comuns castigos como apedrejamentos, cabeças cortadas, lanças espetadas, etc, etc. Ainda existem, em pleno século XXI, ilhas de canibais na Indonésia. Face a tudo isto, esta expressão de amor a Cristo é o que seria de esperar dos indígenas austronésios.

Macau é talvez, depois das Filipinas, outro centro do catolicismo na Ásia, e aqui os cristãos festejam com mais moderação, com missas e afins. Três dias de feriado, "correm-se" as igrejas, nada de crucificações ou auto-flagelos. E ainda bem, que já chega o que vem todos os anos de Pampanga.

Vídeo da semana


Então estes gajos demoram 18 anos a ganhar esta taça, e depois deixam-na cair no chão e deixá-la feita em merda? Tinha que ser um parvalhão de um espanhol, o Sergio Ramos, a deixar cair a Taça do Rei de cima do autocarro onde os jogadores do Real Madrid festejavam a conquista. Repare-se na passividade de jogadores e adeptos, e até do condutor do autocarro, que passa por cima da taça. Vergonhoso para o clube merengue.

O Real foi Rei


szólj hozzá: Barcelona 0-1 Real Madrid
O Real Madrid conquistou há minutos a Taça do Rei de Espanha ao bater o Barcelona por uma bola a zero, com este golo de Cristiano Ronaldo no prolongamento. Um jogo mais uma vez muito abaixo das expectativas em termos de emoção, com uma primeira parte bastante pobre, em que os madrilenos tiveram três oportunidades de golo, com destaque para um cabeceamento ao poste de Pepe aos 44 minutos. Na segunda parte tudo mudou, o Barcelona dominou e viu mesmo um golo anulado por fora-de-jogo a Pedro Rodríguez. Mesmo assim os catalães estavam muito longe de praticar o seu futebol atacante demolidor, e o jogo terminaria em branco e ia para mais 30 minutos extra. Aos 12 Di María tira um grande cruzamento que encontrou a cabeça de CR7, que deixou o defesa catalão Adriano "nas covas". O Real controlou bem a vantagem até ao fim não permitindo grandes veleidades a Messi e companhia. Di María acabaria por ser expulso por acumulação de amarelos no último minuto, o Barça beneficiou de um livre inconsequente e a partida acaba. O Real Madrid vence a Taça do Rei pela primeira vez este século (a última foi há 18 anos), e o contigente português ganha o seu primeiro troféu pelos merengues. Parabéns a José Mourinho por mais um sucesso.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Apagão na Luz, part deux


B0-1P

Simão | Myspace Video

Noite fantástica de futebol no Estádio da Luz, como jogo das meias-finais entre o Benfica e o FC Porto. O Benfica trazia uma vantagem de dois golos do Dragão, e estava com um pé na final do Jamor com o V. Guimarães. Os encarnados controlaram a partida durante a primeira parte, com o FC Porto a apresentar poucas soluções para obter os golos que necessitava para discutir a eliminatória. Tudo mudou aos 63 minutos, quando João Moutinho - o homem do jogo - marcou com este belo remate da entrada da área encarnada. Pouco depois deu-se o momento de maior polémica do encontro, com o Hulk a receber a bola de Alvaro Pereira em posição de fora-de-jogo (no limite, e apenas perceptível com recurso a imagens televisivas), e a empatar a eliminatória para o FC Porto. O Benfica estava completamente desorientado, e dois minutos depois Falcão fazia o terceiro, aproveitando a passividade da defensiva benfiquista e beneficiando no remate de um desvio de Jardel, que traíu Júlio César (como Brutus, aliás). O Benfica corria agora atrás do prejuízo, e conseguia empatar a dez minutos de fim de penalty a castigar falta de Sapunaru sobre Aimar. Cardozo não esteve nervoso e bateu Beto pela primeira vez. O jogo subiu de intensidade, mas o Porto conseguiu conter o ímpeto dos encarnados, à custa de muita contenção, posse de bola e teatralidade. Os dragões estão no Jamor, já ganharam o campeonato e têm na próxima quinta-feira a meia-final da Liga Europa contra o Villarreal. Será bastante difícil parar a equipa de André Villas-Boas.





O resultado terá certamente um impacto estrondoso na Luz. Os adeptos encornados, perdão, encarnados, esperavam festejar a passagem ao Jamor, e têm no Sábado em Coimbra a final da Taça da Liga contra o P. Ferreira, e logo a seguir a meia-final da Liga Europa contra o Braga. Resta saber como vai sair Jorge Jesus deste segundo apagão na Luz. Veja o que se dizia no twitter do jornal Record poucos instantes depois do jogo:

Apagão na Luz v2.0. Jesus a pensar na Quaresma continua o jejum.

Novo apagão na Luz?

Depois de Estádio da Luz passou a Estádio das Trevas. Parece-me mais um Estádio dos Sonhos.

André Villas-Boas é claramente ateu, Jesus já foi enjeitado por ele de três trofeus #lol

"Estádio da Luz é o salão de festas oficial do Porto!” | salão de festas á meia #luz e tudo :)

Em Dublin, se lá chegar, a única coisa que Jesus vai ganhar é uma Guiness

4+3=7, as contas da realpolitik em Macau


O Chefe do Executivo foi hoje à Assembleia Legislativa anunciar mais um cheque para a população, desta vez de três mil patacas. Três mil rufas completamente de graça para cada um que tenha residência permanente em Macau, o que significa que para um agregado familiar de cinco pessoas, são quinze mil patacas que entram na conta bancária vindos do nada.

Chui Sai On acalmou as hostes em vésperas de mais 1 de Maio, que este ano se adivinha problemático. O CE regressou à AL três semanas depois de ter anunciado um pacote de medidas que são nitidamente insuficientes para fazer face directamente ao problema da inflação. Nem toda a gente gasta mais porque tem mais para gastar, mas também porque as coisas estão realmente mais caras. Uma nota de quinhentos paus mal serve para encher dois sacos de compras de coisas banais como comida, leite, fruta, queijo, pão, bebidas não-álcoolicas (como foi muito bem referido pelo próprio CE). Isto porque estamos dependentes das importações da China, o yuan está alto, as coisas ficam mais caras.

Quanto a isto, meus amigos, não há medidas a médio ou longo prazo que nos valham. Está bem que o Governo continue a subsidiar os idosos, os estudantes, os desempregados, os cuidados de saúde (cujos problemas passam por outros que não apenas o acesso gratuito), tudo isso. Só que nem todos são estudantes, idosos ou estão doentes, e isto são problemas distantes para muitos. Custa muito mais quando chega à hora de encher a barriga e ficar a fazer contas. Por falar em contas, já ouvi as habituais críticas à medida do CE, e a dar sugestões do que devia ser feito com mais estes mil e tal milhões que vão ser distribuídos, todos génios de pacotilha. Alguns deles mal sabem gerir dez mil patacas, quanto mais mil milhões.

Mas contas bem feitas, com os quatro mil do início do ano e mais estes três mil acabamos com um total de sete mil patacas da tal comparticipação pecuniária, a maior desde que a iniciativa foi inaugurada por Edmund Ho em 2008. Acabamos por receber mais mil patacas (mais câmbio menos câmbio) que a malta de Hong Kong, cujo Executivo já deve ter levado as mãos à cabeça com mais esta medida da malta da RAEM.

Se existiu chantagem por parte das associações de operários e quejandos, sinceramente não sei, mas uma destas associações entrengou ontem no Palácio do Governo uma petição em que pedia “medidas urgentes” contra a inflação, senão... Este "senão", aliado à proximidade do Dia do Trabalhador, pode ser entendido como uma forma de pressão sobre o Executivo, que quer evitar estabilidade, e manter a tal de "harmonia". Os manifestantes profissionais estarão lá, certamente, mas este cheque é um autêntico dedo enfiado no dique da contestação. Vamos ver quantas mãos terá o Executivo para tantos dedos que serão ainda precisos no futuro.

Aprender a amar


Os estudantes chineses mais desajeitados no capítulo do amor vão poder agora frequentar um curso sobre a "arte do amor" na Universidade de Pequim. O bureau de educação da capital chinesa, que teve esta interessante ideia, expressou a preocupação com a "saúde mental" dos estudantes universitários, e espera agora que eles aprendam melhor a "amarem-se a si mesmo e aos outros, expressar amor, recusar amor e manter o amor". A homossexualidade, um tema tabu na China, poderá também ser incluida nesta futuro curso. A ideia gerou interesse do público em geral, mas poucos confiam na sua eficácia. "O amor não pode ser ensinado. Requer experiência pessoal", disse uma estudante da Universidade Normal de Pequim, que diz esperar pouco do curso.

Ama-me ou bato-te


Um estudante do sexto ano em Taiwan deu cinco tabefes numa rapariga de quem gostava, mas que rejeitou o seu amor. O rapaz, de apelido Lin foi transferido para a escola elementar de Taichung o ano passado, e logo "apaixonou-se" por uma menina da outra turma do mesmo ano. Começou a escrever cartas de amor à rapariga em Dezembro, mas ela ignorou-o. No último dia 7 ligou para a sua casa, mas a jovem não gostou e pediu-lhe que não voltasse a ligar. Furioso, o jovem emboscou a menina a caminho de casa no dia seguinte e deu-lhe cinco bofetadas. A pequena contou aos pais, que se queixaram ao director da escola. De acordo com as autoridades escolares, o rapaz é oriundo de uma família problemática e tem problemas disciplinares. Segundo um professor, Lin "agride os colegas e bate-lhes com réguas e brinquedos". Lin foi suspenso uma semana e voltou às aulas na última segunda-feira.

A caminho de Dusseldorf: Jostein Hasselgård


A Noruega já venceu o Festival da Eurovisão três vezes, apesar de ser conhecido nos anos 70 como o país com mais últimos lugares com 0 pontos. Em 2003 em Riga os noruegueses levaram "I'm Not Afraid to Move On", uma balada em inglês de Jostein Hasselgård, que acabou em quarto lugar. Um dos momentos mais bem conseguidos de sempre da história dos festivais.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Hot dogs


Achei esta notícia publicada hoje no JTM e no Hoje Macau e noticiada no Telejornal da TDM absolutamente chocante. Um camião que transportava 430 cães destinados ao consumo humano na província de Jilin, perto de Pequim, foi detido por um grupo de activistas, que compraram a mercadoria por 11 mil e quinhentos yuan (perto de 1200 euros).

Os cães, muitos deles roubados dos seus donos (como indicavam as coleiras), viajavam da província de Henan, no centro da China, há dois dias, sem água nem comida. Dez estavam mortos, vários com doenças infeciosas e todos eles em estado de choque, segundo a veterinária da clínica onde foram recebidos.

Os activistas – alguns deles estrangeiros – são pelos direitos animais na China, um local onde essa causa parece estar desesperadamente perdida. A carne de cão é muito apreciada lá na província de Jilin, onde a esta hora devem estar a pensar na quantidade de cães doentes que meteram ao bucho. Têm sorte em estar vivos, enfim.

Não tenho nada contra a cultura das pessoas, mesmo que isso implique comer cão, mas não posso concordar mesmo nada com esta forma de acomodamento e abate da espécie. Não devemos ter a soberba de lhes tentar abrir a cabeça e meter-lhes lá dentro o conceito que o cão é um animal doméstico de companhia, porque para eles não é, e pronto. Mas temos o dever de pelo menos apontar que esta conduta é não só digna de um filme de terror, humilhante para os animais e perigosa para a saúde pública.

É inacreditável que na China, que cresce 9% todos os anos, ainda não tenha leis para prevenir este tipo de porcarias. O mais surrealista desta história é o facto dos activistas terem precisado de comprar os cães do camionista, que provavelmente se estava a borrifar para a sua responsabilidade (o que é isso?) de levar a mercadoria ao comprador original. E coitadinhos dos pequenos jilinenses, que assim já não levam uma sandezinha de Fido para o lanchinho na escola para a semana.

Directamente do Circo do Senado


Este é o novo expediente do nosso amigo que protesta regularmente no Largo do Senado, fingir-se de morto como os cãezinhos. Depois de envergar aquelas vestes ridículas e ter-se cortado para escrever nos cartazes com o seu próprio sangue (sim, isto aconteceu, e contudo permanece ali todos os dias na maior), ei-lo agora ali jazendo inerte na principal praça de Macau, acorrentado, fechado com cadeados, um verdadeiro Houdini de taberna chinesa. Até suspeitei por uns segundos que se calhar estava a dormir a sesta, pois fazia calor e até convidava a uma sorna. Só que a estridente música de funeral que saía do seu equipamento sonoro (um caso sério de poluição sonora) confirmava o óbito. Mas só por hoje. Amanhã veremos o que mais este artista de rua vai inventar.

Sem cheiro a cravos


A Páscoa é no próximo Domingo, dia 24 de Abril, o que significa que este ano o Dia da Liberdade será comemorado na ressaca das férias. Não sei se foi convidada alguma personalidade ou organizada alguma palestra, mas desconfio que este ano o 25 de Abril foi conf(o)undido com a Páscoa. Seja como for, pelo menos não vão haver as habituais cantorias de 25/4 na Escola Portuguesa de Macau, que sempre era uma boa oportunidade para os pais mais babosos fazerem (mais um) vídeo dos seus filhos. Mesmo que não haja nada, queria destacar o excelente artigo de João Guedes na edição de hoje do JTM sobre os efeitos do 25/4 em Macau. Terá continuação na próxima semana?

Hotel Prisão


Um adolescente de Chongqing prefere ficar na prisão do que junto da sua família. Wang Ping (na imagem), de 18 anos, confessou uma série de crimes para prolongar a sua pena inicial. Wang foi condenado no mês passado a dois anos de prisão pelo roubo de aves no valor de 3000 yuan em 20 aldeias, entre 2008 e 2009. Já na prisão, confessou outros três crimes, e viu a pena ser-lhe ampliada para quatro anos e meio. Quando o juíz lhe perguntou porque decidiu confessar os crimes, o jovem respondeu que não era amado pela família, chegando mesmo a afirmar que "estar na prisão é melhor que estar em casa". De acordo com os vizinhos, os pais de Wang divorciaram-se quando ele tinha quatro meses de idade e foi criado por uma avó. Devido à falta de atenção da família, desistiu da escola depois de um ano na escola primária - e aparentemente tornou-se ladrão de galinhas.

Super-Violador recorre


Um agricultor de Pequim recorreu da pena de morte a que foi condenado pela violação de 116 (cento e dezasseis) mulheres. Dai Qingcheng, de 46 anos, foi condenado à morte em Dezembro pela violação das mulheres entre 1993 e 2009 na província de Anhui. As vítimas de Dai eram mulheres de trabalhadores migrantes que tinham saído para trabalhar nas grandes cidades. A idade das mulheres variava desde "muito jovens" e "na casa dos 50 anos", e a lista inclui uma grávida de seis meses. Segundo as autoridades, Dai demorou tantos anos a ser capturado porque as vítimas tinham vergonha de ir à polícia. O advogado de Dai, Ming Tian, disse que não espera que o recurso tenha sucesso, pois não existem novas provas. O advogado não disse em que bases se sustenta o recurso.

Não sejam tão gays


Dalam Botol, o primeiro filme gay feito na Malásia causou indignação neste país muçulmano.

As autoridades da Malásia mandaram 66 jovens muçulmanos identificados pelos professores como "efeminados" para um campo de reeducação, onde vão aprender a não ser tão panascas. Activistas dos direitos dos rabos defendem que esta medida é um sintoma da homofobia generalizada no país de maioria muçulmana, onde a paneleirice é ilegal. Os rapazes com idades compreendidas entre os 13 e os 17 apresentaram-se ontem naquilo que é oficialmente designado por "curso de auto-desenvolvimento". Estes jovens foram indicados por professores que detectaram neles tiques de mariconço, isto segundo Razali Daud, director da educação do estado de Terengganu. Os jovens serão submetidos a aulas de religião, motivação e orientação física (?!). Segundo o senhor Razali, este curso serve para que os jovens "encontrem o caminho do bem", acrescentando que "comportamentos efeminados não são naturais, e vai afectar os seus estudos e as suas vidas no futuro". É o primeiro programa deste tipo em Terengganu, que é tido como o estado mais conservador da Malásia.

Di Stéfano e Cruijff arrasam José Mourinho


Alfredo Di Stéfano, um dos melhores jogadores de sempre do Real Madrid, insurgiu-se na crónica semanal no jornal "Marca" contra a estratégia de contra-ataque do conjunto comandado pelo português. Já Johan Cruijff, no artigo habitual no jornal "El Periodico", interroga-se pelos sete jogadores de cariz defensivo utilizados pelo Real Madrid numa partida jogada em casa.

A caminho de Dusseldorf: Lordi


Antes de 2006 o melhor resultado que a Finlândia tinha conseguido no Festival da Eurovisão foi um sexto lugar em 1973, com "Tom Tom Tom", de Marion Ring. A complicada língua finlandesa seria uma das razões pelas quais o país nórdico não conseguia pontos, mas tudo mudou desde o fim da regra da língua. Cantando em inglês, os Lordi, um grupo de "heavy-metal", arrasaram o festival de há cinco anos em Atenas com este "Hard Rock Hallelujah", deixando o segundo classificado (a Rússia) a mais de 40 pontos. O detalhe mais interessante prendeu-se com a indumentária do grupo: os Lordi apresentaram-se vestidos de monstros, uma extravagância que terá contribuído para a vitória. Vamos recordar.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

O rapaz da meia-cabeça


Hou Guozhu, um pequeno de 11 anos da China mais conhecido por "rapaz da meia-cabeça" está a recuperar de uma cirurgia cosmética. Hou, de Houjiang, província de Shandong, nasceu um bebé saudável juntamente com o seu irmão gémeo. Quando tinha dois anos, caíu da cama depois de ter sido deixado sozinho pela sua mãe, que é médica e precisou de atender a uma chamada de emergência de uma mulher grávida. Desde aí começou a sofrer de epilepsia, e mais tarde confirmou-se que sofria de síndrome de Rasmussen. Hou foi submetido a quatro cirurgias ao cérebro em Pequim, durante a última das quais foi-lhe retirado metade do crâneo, devido a infecção.


Os seus pais gastaram todas as suas economias e venderam tudo o que tinham, incluíndo a sua casa para os tratamentos do filho, e ainda lhes faltaram 100 mil yuan. O ano passado os pais, Hou Xiaofeng e Sun Quanxia apelaram à ajuda do público. O dinheiro chegou de todas as partes da China, e com a ajuda da I Do Foundation, Hou Guozhu foi submetido a outra cirurgia para reconstituir o crâneo. Agora saudável e feliz, Hou prepara-se para ter alta hospitalar e juntar-se à sua família.