quarta-feira, 30 de junho de 2010

Diário de uma ressaca futebolística


Estou a ficar muito velho para noitadas futebolísticas. A sério. Já não tenho o mesmo fôlego que tinha em 94 ou 98, quando os jogos eram a altas horas da madrugada, e mesmo em 2006 ainda me aguentava mais ou menos bem. Hoje foi dia de "ressaca" (não que tivesse bebido muito), que se pagou com muito sacrifício. Se pelo menos Portugal tivesse ganho, ficava "feliz". Assim, foi muito mais difícil aguentar.

4:40 - Acaba o jogo. Portugal está fora do mundial. Tenho menos de três horas para dormir.

7:38 - Toca o despertador. Parecia que tinha adormecido apenas há cinco minutos. A mulher dá-me um toque e não me deixa esperar pelo snooze.

7:50 - Depois de um duche rápido, não sinto qualquer apetite, mas estou a morrer de sede. Bebo dois iogurtes líquidos e um café. Depois logo se vê.

8:15 - Saio de casa e levo comigo um "apple crumble" que comprei na Torre de Macau no dia anterior. Como ainda não estou bem acordado e não ameaça chover, prefiro apanhar um táxi.

8:33 - Compro um leite com chocolate no K perto do escritório. Tento evitar contacto visual com os colegas. Não estou mesmo com disposição nenhuma para falar do jogo de há poucas horas atrás.

8:40 - Como o "apple crumble" e bebo o leite enquanto passo uma vista de olhos pelos jornais. Nada de especial. Volto a ler mais tarde.

9:05 - Aguento com elegância os primeiros comentários dos colegas chineses. Respondo com um sorriso às provocações, ou murmuro um simples "paciência".

9:45 - Há imenso trabalho a fazer e ainda sinto a cabeça a andar à roda. Procuro não me sentar numa posição muito confortável, senão adormeço.

10:30 - O apetite ainda não chegou, mas a sede ainda é imensa. Faço um chá Lipton com uns limões que estão no frigorífico.

12:00 - Tento evitar trabalho que puxe muito pelos neurónios, ainda atordoados. Se fosse empilhador, este não era o dia para operar maquinaria pesada.

13:05 - Finalmente a hora de almoço. A fome ainda é pouca. Vou ao indiano no NAPE e como uma sopa de peixe.

13:45 - Volto para o escritório e bebo um café, e passo uma vista mais demorada pelos jornais. Gostei da reportagem do Ponto Final sobre os jogadores norte-coreanos, e detive-me a ler o caso do irmão de Ao Man Long. O esforço para ler, raciocinar e ter uma opinião sobre o assunto é épico.

14:45 - Mãos à obra, toca a trabalhar. A boa disposição volta a regressar lentamente, resultado da quantidade de líquidos ingeridos. As pestanas é que pesam cada vez mais.

16:00 - Falo pela primeira vez do jogo com um colega. Pelo menos foi uma conversa decente, baseada nas características técnicas do encontro. Foi bom.

16:30 - Falta pouco para sair, e quanto mais penso na caminha lá em casa, mais sono tenho. O tempo parece começar a passar mais devagar. As dores de cabeça são cada vez mais intensas. Tomo um Panadol. Que saudades da aspirina da Bayer.

17:50 - Saída! Glória! Apanho outro táxi para casa.

18:10 - Está na hora do choquinho. O jantar logo se vê.

20:30 - Toca o despertador, e por apenas um nano-segundo penso que é manhã. Depois passa-me. O raio do apetite é que nunca mais volta. Jogos do mundial às 2:30 da manhã? Isto requer mesmo muita ponderação no futuro...

Nota: Este foi o 1000º post de 2010, e o mês de Julho foi o segundo melhor de sempre, ultrapassando novamente a barreira das 12 mil visitas. Mais uma vez, obrigado a todos!

Pedófilo de 90 anos detido na Tailândia


Um australiano de 90 anos de idade foi detido na Tailândia sob a acusação de violação de quatro irmãs, que atraíu com a promessa de chocolates importados e lições de inglês. Uma das meninas tinha apenas cinco anos quando começaram os abusos, e as irmãs têm hoje entre 7 e 15 anos. Karl Joseph Kraus foi detido ontem na sua casa em Chiang Mai, onde a polícia confiscou 100 fotografias de crianças nuas. O idoso posava com as crianças em algumas das fotografias, e as autoridades estão agora a investigar se Kraus faz parte de alguma rede internacional de pedofilia, uma vez que algumas das fotos foram enviadas por e-mail para outros países. Kraus, que vive na Tailândia há mais de 10 anos, conheceu as irmãs em 2008, e ofereceu-se para lhes ensinar inglês. Oferecia-lhes chocolates e doces importados, e pedia-lhes para terem relações com ele. Uma das vezes ofereceu à mais velha 4000 baht (960 patacas). Os pais das raparigas notaram que as filhas se comportavam de forma estranha, fizeram-lhes contar o que se passava, e levaram-nas à polícia, que imediatamente emitiu um mandato de detenção de Kraus. O passaporte australiano de Kraus diz que ele naseu em Berlim, e o idoso tem-se recusado a cooperar com as autoridades. Quando a polícia o deteve, Kraus aparentava estar bastante frágil, andava com uma bengala e queixava-se de hipertensão e diabetes. A polícia levou-o a um hospital de Chiang Mai onde se mantem sob vigilância médica.

Vende-se mãe solitária


Um inglês colocou a sua própria mãe à venda na internet pela melhor oferta, com o preço de licitação a começar em uma libra (13 patacas). James Doyan, de 38 anos, diz que "está farto" das tentativas frustradas da mãe, Sandi Firth, em encontrar um companheiro. A semana passada colocou o anúncio no eBay, anunciando vender a mãe, de 63 anos: "bonita e boa cozinheira". A oferta subiu até às 20 patacas (!) até à última sexta-feira, quando o "produto" foi retirado do website por violar as regras do eBay, que proibem a venda de "orgãos humanos e restos mortais". Mesmo assim a proposta chamou a atenção de muitos "admiradores", e Sandi pode encontrar agora um parceiro.


Um dos candidatos é Cosmo Landesman, de 55 anos, que diz ter namorado "mulheres monstruosas" no passado. "Na verdade, ela é linda, sexy, tem um bonito cabelo e olhos, e um grande coração", disse Landesman, aqui na imagem num "rendez-vous" romântico com Sandi, num restaurante francês. Landesman diz ter convidado Sandi a sair, primeiro por "curiosidade", mas acabou por gostar da sua companhia. Mais tarde escreveu num artigo do Daily Mail Online que "não existiu atração entre ambos, mas um forte sentimento de amizade".

Cenas de "lucha" na comitiva mexicana


Também não acabou nada bem a participação do México no mundial. Depois da derrota contra a Argentina no Domingo à noite, Miguel Gómez Mont, director do Fundo Nacional de Fomento ao Turismo do México, envolveu-se em cenas de pancadaria com familiares dos jogadores Guillermo Franco e Cuhatemoc Blanco, e chegou mesmo a agredir a mulher de Franco. Mont foi já demitido do cargo.

O balanço de um naufrágio


Começo a pensar que nos tornamos cada vez mais exigentes quanto à selecção portuguesa de futebol. E ainda bem, que sempre é qualquer coisa que nos dá alegrias, se nos alienarmos de todo o resto que nos preocupa. A selecção costumava sempre ser o nosso triste fado, falhando qualificações umas atrás das outras. Tivemos no passado jogadores do calibre de Toni, Nené, Oliveira, Octávio Machado, Humberto Coelho, Jordão, Futre, Rui Águas, e muitos outros que nunca tiveram a oportunidade de pisar um palco de um campeonato do mundo. Tudo mudou em 2000, quando o tal Humberto Coelho nos levou às meias-finais de um europeu, sentimos o amargo sabor da desilusão em 2002, e mais uma vez fizemos uma campanha gloriosa em 2004, quando chegámos à final de um Europeu. Portugal tornou-se um nome respeitado a nível mundial, e não há adversário que não tema a selecção das quinas.

Foi com todo esse respeito que chegámos ao primeiro mundial africano, depois de uma qualificação difícil, obtida num grupo com Suécia e Dinamarca, duas equipas clientes habituais de fases finais. Confesso que a selecção de Queirós nunca me inspirou confiança: craques envelhecidos, lesionados, fora de forma, suplentes nos seus clubes, nada que inspirasse o mesmo optimismo de 2006, e até 2002. Queirós talvez tenha feito as suas omeletas com os ovos que tinha. Quem sabe se com Bosingwa, Varela, Rúben Micael e Nani, outro "caso", as coisas tivessem sido diferentes. Posto isto, considero que os oitavos-de-final foram um resultado positivo, que no fim fica a saber a pouco. Os quartos-de-final seriam um bom resultado, as meias-finais um resultado brilhante. Nunca me passou pela cabeça uma final, e muito menos uma vitória.

Mais uma vez a participação de Portugal ficou marcada por verdadeiras pimbalhadas. Primeiro o nome da equipa, "navegadores". Não sei se a epopeia dos descobrimentos serve para nos definir sempre e tudo e a toda a hora, mas já tinham sido os "infantes" em 86, os "magriços" em 66, e creio que não ficou por aí. Mesmo assim "navegadores" sempre é preferível a "tugas", valha-nos isso. Depois a "theme song", escolhida a dedo por Queirós. Não há um artista português que faça uma canção para os nossos rapazes? É preciso ir buscar o "I Got a Feeling" dos Black Eyed Peas? E finalmente as declarações de alguns jogadores. Aquela do "ketchup" tornou-se mais uma frase feita daquelas repetidas até à exaustão por mecânicos, peixeiras e ardinas, e que da segunda ou terceira vez que se ouvia já não tinha piada nenhuma.

Quanto ao mundial propriamente dito, saímos com uma vitória, dois empates e uma derrota. O terceiro melhor mundial de sempre, e também o terceiro pior. Só conseguimos marcar à Coreia do Norte, e só a Espanha nos conseguiu marcar. O guarda-redes Eduardo e o ala Fábio Coentrão foram os únicos jogadores em destaque pela positiva, e Cristiano Ronaldo não conseguiu corresponder às expectativas. Não sei o que quer C. Ronaldo para o seu futuro, mas esse passa inevitavelmente pela selecção nacional. Não tem qualquer outra forma de disputar mundiais ou europeus, competições importantes para qualquer jogador. Era bom que colocasse a cabecinha de cima em primeiro lugar, e já agora em cima dos ombros. Quanto a Carlos Queirós, já o disse antes e volto a repetir: não é treinador para a selecção. Como não há maneira de "arrastar" José Mourinho para o cargo, deviamos optar por um treinador estrangeiro. E era bom que fosse já, e a bem.

Ketchup


Deve ser este o tal "ketchup" que ele nos prometeu.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Acabou, amigos


Portugal acabou de perder com a Espanha por uma bola a zero, e deixa o mundial de África de cabeça baixa. O jogo com os espanhóis não correu assim tão mal, e Portugal deu boa luta na primeira parte. O golo de David Villa na segunda parte fez toda a diferença, quando o avançado do Valência respondeu bem a uma defesa de Eduardo - o herói português no mundial - marcando o único golo da partida. Carlos Queirós optou por Ricardo Costa no lado direito da defesa, e o jogador do Lille foi sempre "papado" por David Villa. Quando devia ter optado em substituir Simão, o elemento menos produtivo de Portugal, Queirós tirou Hugo Almeida, o único avançado, e colocou Danny. Só depois de estar a perder o treinador-adjunto do Manchester United apercebeu-se da asneira, e colocou Liedson no lugar de Simão, e ainda - completamente incompreensível - Pedro Mendes no lugar de Pepe. O árbitro argentino Hector Baldassi foi, em linguagem técnica, um enormíssimo filho da puta. Expulsou Ricardo Costa sem razão nenhuma, e pecou por uma dualidade de critérios gritante. Fazia ali falta um João Pinto para lhe espetar um murro bem assente. A Espanha joga agora contra o Paraguai e certamente passará às meias-finais, mas nada mais do que isso.

Falhas


"Falhas, todos temos", já dizia a canção dos Xutos. É mesmo assim, toda a gente se engana, principalmente quem escreve ou dá notícias, ou emite opiniões, enfim, acontece aos melhores. Que o diga mui nobre articulista do JTM, que ainda no dia 21 escrevia neste artigo sobre "Macau no Dia de Portugal", e depois mencionava um poema de Adé dos Santos Ferreira, o poeta do patuá, "escrito em Julho de 2004". Tudo bem, não tivesse Adé morrido em...1993. Ainda há pouco no jogo Paraguai-Japão um comentador dizia que "era o primeiro jogo do mundial a ir a prolongamento". Certo, o primeiro depois do Estados Unidos-Gana, no último Sábado.

Ainda hoje no Hoje Macau deparei com esta pérola: "FC Porco entra na corrida por James". FC o quê? Não sei se se trata de uma "inside joke" da malta do HM, assumidamente benfiquista, mas será que vale a pena insultar os leitores adeptos do FC Porto por causa da eventual contratação de um adolescente colombiano que ninguém conhece? Isto tudo para dizer que sim, também eu me engano. Engano-me muitas vezes, assim como os jornais, e nem sequer sou pago para não me enganar, ou enganar-me o menor número de vezes possível. Nem sempre é fácil actualizar o blogue todos os dias, e por vezes custa-me arranjar meia horinha para poder dizer com orgulho que o Bairro do Oriente sai todos os dias. Sim, se isto fosse um jornal, podia-se dizer que era "o único diário em língua portuguesa do território". Se eu me enganar não preciso de escrever no dia seguinte "O Bairro do Oriente errou", como faz a malta da imprensa. Basta apagar, editar, acrescentar. E conto com a preciosa ajuda dos meus queridos (e atentos) leitores. Agora quando o tal anónimo das 10:58 do outro post diz que "asneira grossa só no Bairro do Oriente...", precisa de abrir mais o olhinho, e de preferência o de cima. É preciso não cair em tentações melancólicas.

Tenho dito.

Paraguai nos quartos


O Paraguai seguiu para os quartos-de-final do mundial depois de ter vencido o Japão nos pontapés da marca de grande penalidade. Os japoneses mostraram ser um osso duro de roer para os favoritos paraguaios, e aguentaram 120 minutos sem sofrer qualquer golo. O Paraguai não mostrou um futebol convincente, ao nível do que apresentou por exemplo contra Itália e Eslováquia, e voltou a ficar em branco, como já tinha acontecido com a Nova Zelândia. Os japoneses dividiram mesmo as melhores oportunidades de golo com os sul-americanos, e saem sem honra deste mundial, onde chegaram a surpreender num grupo onde eram apontados como últimos, mas passaram à frente de Dinamarca e Camarões. Nas grandes penalidades, apenas o lateral Yuichi Komano falhou, enquanto os paraguaios marcaram todos. Como curiosidade refira-se que o penalty decisivo foi apontado por Oscar Cardozo, que nos habituou a desperdiçar grandes penalidades em Portugal. Uma imagem rara, portanto. O Paraguai joga nos quartos-de-final com o vencedor do jogo Portugal-Espanha, de mais logo. Pela primeira vez em fases finais dos mundiais, há quatro equipas sul-americanas nos quartos-de-final: Uruguai, Argentina, Brasil e Paraguai, e não vai haver qualquer jogo entre elas. Será este o mundial dos latino-americanos?

Gillian Chung censurada na China


Lembram-se de Gillian Chung? Gillian era aquela menina que aparecia em fotografias com o cantor/actor Edison Chen a morder o lençol enquanto Chen lhe escriturava uma minuta nas suas páginas de baixo. Gillian veio a público dizer que era "ingénua" e que "não sabia o que fazia", a choramingar, com uma carinha de hipócrita que não convenceu ninguém. Depois de uma temporada no "congelador", Gillian voltou com uma imagem bem mais agressiva que aquela que tinha nos Twins, onde se vestia de borboleta e cantava canções sobre namorados de mão dada. Recentemente teve sucesso com o single "Everyone Bounces Up", e participou em vários filmes, e os fãs parecem ter esquecido o incidente. Quem não esqueceu foi a televisão continental chinesa. Gillian estava em Hunan com Alex Fong, Stephen Fung e Jeffrey Lau a promover o seu novo filme, "The Fantastic Water Babes", quando foram convidados para a aparecer no popular programa "Happy Camp", da Hunan TV. O programa teve três horas, mas nem sombra de Gillian. Os 23 minutos em que a cantora apareceu foram simplesmente apagados, e o seu nome não apareceu nos créditos, e pior que isso, as referências dos outros convidados ao seu nome foram também censuradas. A TV de Hunan nega qualquer interferência da censura, mas parece óbvio que foi isso mesmo que aconteceu. Na TV da China, puta não entra.

Fanático mata enteada


Um homem do Texas matou a enteada, de apenas dois anos de idade, porque esta "não parava de chorar" durante o jogo entre os Estados Unidos e o Gana no último Sábado, que os norte-americanos perderam por duas bolas a uma, após prolongamento. Hector Castro, de 27 anos, é agora acusado de crime capital. A criança foi brutalmente espancada e partiu várias costelas. Segundo a polícia, Castro enfiou um parafuso pela goela abaixo da criança, para parecer que a causa da morte foi acidental. Castro está agora detido sob uma fiança de um milhão de dólares, e pode ser condenado à morte.

Como derrotar a Espanha


É assim, e "mánada". É verdade que já não temos o Nuno Gomes, mas contra a Coreia do Norte também não tinhamos o Eusébio, e mesmo assim...

Brasil em grande forma segue em frente


Brazil 3-0 Chile (Highlights)

Ricardo | MySpace Video

O Brasil derrotou com alguma facilidade o Chile, por três bolas a zero, e seguiu para os quartos-de-final do mundial. Os brasileiros reeditaram o confronto dos oitavos-de-final de 1998, que também terminou com uma vitória volumosa para o escrete: 4-1. O defesa Jean marcou aos 35 minutos, e três minutos depois Luis Fabiano fez o segundo. Na segunda parte Robinho acabou com quaisquer dúvidas, ao apontar o terceiro, acabando com a resistência chilena. O Brasil encontra agora a Holanda no jogo de sexta-feira à noite, um grande jogo em perspectiva.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Caras furadas


Gostava hoje de falar de tatuagens e piercings. “Body Art”, como dizem. Existem por aí uns locais que se designam pelo modernérrimo “tattoo parlour", e mesmo “salões de beleza” que andam a enriquecer mutilando a população, principalmente a mais jovem. Pessoas que ganham o pão a picar, a desenhar, a espetar metal através da derme dos outros, que em vez de fazer queixa na polícia por ofensas corporais, apresentam-se voluntariamente nestes antros, e gostam! Gostam sobretudo do resultado, que os faz entrar numa “moda”, ditada não se sabe muito bem por quem, que diz que é “engraçado” andar por aí pintado, espetado e vulnerável à hepatite B.

Comecemos pelos piercings. Meus amigos, não há nada de artístico ou “cool” em andar a esburacar as partes tenrinhas do corpo. No meu tempo (cough, cough) a malta usava brincos no lado esquerdo, porque no lado direito significava não sei o quê, mas hoje o uso em ambos os lados é generalizado. Pior do que isso, começaram a aparecer os “piercings”, que literalmente pode ser traduzido por “furo”. E é isso que a malta quer: andar por aí mais furada que um passador. São furos na língua, furos nas sobrancelhas, furos na língua (como será que comem?), debaixo da língua (!), no nariz (como os bois), no umbigo, nos mamilos! E eu que sempre pensei que furar os mamilos seria alguma forma mais cruel de tortura. Existem ainda piercings em partes que apenas consegui ver através da internet. Quero acreditar que se tratam de foto-montagens. Sim, só pode ser isso.

Se usar um brinco é sinal de rebeldia, usar um piercing é sinal de parvoíce. Que piada pode ter andar com metal atravessado na pele? São os meninos e as meninas alguma árvore de Natal? E no acto físico do amor? Aquilo não atrapalha? Não pica? Não será a mesma coisa que fazer amor com uma ventoinha? E mesmo os brincos, meus senhores, têm um período de validade. Homens que usam brincos depois dos 30 anos são uma de duas coisas: estrelas de rock, ou piratas. Como não vejo por aí muitas estrelas de rock, quero acreditar que os que vejo estão envolvidos numa forma de pirataria qualquer. Arrrr...!

Quanto às tatuagens, não tenho nada contra, para ser franco. Só que existe uma diferença entre uma ou duas tatuagens discretas, e o Raúl Meireles, que parece que está a usar uma camisola interior. Sinceramente, tatuagens nas mãos? No pescoço? Pelos braços e pelas pernas fora? E que mensagem estão a passar as pessoas que tatuam dragões na perna? Que pertencem à yakuza? Há tatuagens tão pirosas e tão mal feitas que parece que foram feitas na prisão. E se calhar foram mesmo.

Não sei quando foi que a dor lancinante que implica uma tatuagem passou a ser um desígnio em nome da moda. Qual moda? Está provado que as pessoas que fazem tatuagens definitivas se arrependem delas a um certo ponto. E quando forem velhos, com a pele enrugada, e as tatuagens tiverem passado de moda? Ficam a parecer peças de um museu. Quando vos forem fazer a autópsia, os médicos vão rir. Pensem bem antes de fazer uma tatuagem, e façam-na num local do corpo que não seja visível a qualquer trolha que passa na rua. As tatuagens são para ser vistas pela pessoa amada que tanto batalhou para nos conquistar. Não é “giro” nem “radical” andar por aí todo pintado como um maluquinho.

Holanda imparável


A Holanda soma e segue no campeonato do mundo, e está com inteira justiça nos quartos-de-final. Os holandeses venceram os quatro jogos, marcaram sete golos, e sofreram apenas dois, ambos de grande penalidade. Contra a Eslováquia a "laranja" dominou em largos períodos do encontro, criou as melhores oportunidades, e marcou logo aos 18 minutos pelo regressado Arjen Robben, também conhecido por "calcanhares de cristal", devido à sua propensão para lesões no tendão de Aquiles. Os eslovacos jogaram sempre à defensiva, dando a entender que perder por um golo contra a Holanda era "um bom resultado". Só a meio da segunda parte os comandados de Vladimir Weiss se aperceberam que a derrota significava o regresso a casa, e primeiro Jendrisek, e depois Vittek, obrigavam o guardião Stekelenburg a aplicar-se com boas defesas. No período em que os eslovacos procuravam a igualdade, a Holanda matou o jogo, com Sneijder a corresponder da melhor forma a um passe de Dirk Kuijt, que primeiro destroçou a defesa adversária com a sua velocidade. O jogo estava ganho, mas não terminaria sem o golo da Eslováquia, uma grande penalidade apontada por Robert Vittek a castigar uma falta de Stekelenburg sobre Martin Jakubko. A Eslováquia regressa a casa com a consolação de ter afastado a poderosa Itália na fase de grupos. Estreia positiva para a formação do leste europeu. A Holanda encontra agora o vencedor do encontro Brasil-Chile, que poderá ser finalmente um teste à capacidade da laranja mecânica.

Corações solitários


Os soldados chineses estão proibidos de usar blogues, entrar em chatrooms, procurar empregos online, e até fazer amigos virtuais. A circular que regula o comportamento dos soldados saíu a 15 de Junho, e visa proteger os militares de pessoas menos bem intencionadas que os poderiam usar para obter informações secretas. Alguns dos soldados poderiam deixar escapar facilmente informação sobre os seus dados pessoais, localização, ou actividades militares. O China Daily revelou que uma simples pesquisa online permite aceder a páginas pessoais que contém dados pessoais sobre os militares. Os comandantes do Exército de Libertação Popular, que conta com uma força de 2,3 milhões de homens, está agora a estudar uma forma de "acasalar" os militares solitários, que procuravam uma amiguinha na internet. Na província de Hainan, um polícia para-militar organizou uma festa onde elementos mais velhos do exército tiveram a oportunidade de conhecer trabalhadoreas da fábrica da China Mobile. Os sacrifícios que se fazem no maior exército do mundo.

Sinfonia de vuvuzela


As vuvuzelas até podem ser agradáveis, se forem bem tocadas. É o que nos mostra o Mr. Guitar Man, um dos vloggers mais populares do YouTube.

O príncipe teso


O Princípe de Gales, William, foi apanhado num situação embaraçosa quando ficou sem dinheiro para pagar as compras. O príncipe, segundo na linha de sucessão ao trono do Reino Unido, não tinha £12.60 (150 patacas) para pagar as compras que fez ontem à noite num mini-mercado em Blaenau Ffestiniog, no País de Gales. William e a namorada, Kate Middleton, compraram duas mini-pizzas, um pacote de batatas fritas, uma alface, folhas de salada, um sumo de laranja e duas garrafas de água, e acabaram por pagar com o cartão de crédito (platinum, claro) de Middleton. Uma das empregadas da loja reconheceu o herdeiro da coroa britânica, e terá dito: "Você é o príncipe William, não é?". William olhou para baixo e murmurou um inseguro "não...não sou". Consciente da timidez do príncipe, o empregado deixou-o em paz, mas mais tarde o cartão de crédito da namorada confirmou a identidade do príncipe. A empregada diz que o príncipe chegou à loja conduzindo um Audi, e que está "desapontada" que William não tenha confirmado a sua identidade. Se o tivesse feito, talvez tivesse desconto...

Líder sapatona


A primeira-ministra islandesa Johanna Sigurdardottir tornou-se a primeira chefe de estado em todo o mundo casada com uma pessoa do mesmo sexo. Sigurdardottir, de 68 anos (esta na imagem, acreditem), casou com a sua namorada Jonina Leosdottir, de 50 e tal anos, com quem vivia já há vários anos. A primeira-ministra fufa era um dos muitos casais gays que deram o nó ontem, primeiro dia em que a nova legislação que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo entrou em vigor. A nova lei foi aprovada no parlamento em Reiquejavique no último dia 12 de Junho. Os casais gay islandeses podem assim casar, gozando dos mesmo benefícios e obrigações que todos os casais, incluíndo a adopção. Sigurdardottir tornou-se no ano passado primeira-ministra da Islândia, um país com pouco mais de 300 mil habitantes.

Guardião do Flamengo suspeito de homicídio


A polícia brasileira vai interrogar o guardião e capitão do Flamengo, Bruno Ferndes de Souza, pelo desaparecimento e possível morte de uma mulher de 25 anos, que dizia ser mãe de seu filho. A chefe da polícia da cidade de Contagem, RJ, disse à Globo que Bruno é suspeito de ter espancado até à morte Eliza Samudio, com a ajuda de dois cúmplices. Eliza está desaparecida há três semanas, e as investigações policiais concluiram que o futebolista poderá ter escondido o seu corpo. A polícia suspeita que Eliza teria tido um filho com o jogador, fruto de um relacionamento casual. Michel Assef Filho, advogado de Bruno, insiste que o jogador é inocente.

Red Bull gives you wings


Aconteceu ontem durante o GP da Europa, no circuito urbano de Valência. À 11ª volta, o Red Bull de Mark Webber envolve-se num acidente espectacular com o Lotus de Heikko Kovalainen, e o asutraliano saíu a "voar", e a embater contra as proteções do circuito. Como a F1 já não é o que era, Webber saíu ileso...

Na ressaca do Alemanha-Inglaterra...




A imprensa britânica não se cala com o golo que ficou por marcar à Inglaterra na goleada sofrida perante a Alemanha. O Daily Star traz o título mais directo: "Fomos roubados!", salientando que "A Inglaterra foi eliminada depois de ter sido roubada por um fiscal-de-linha". O Daily Star adianta que o árbitro Jorge Larrionda terá visto o lance ao intervalo e exclamado: "Meu Deus!". Até o primeiro-ministro David Cameron se juntou à festa, citado pelo diário dizendo: "E se o golo tivesse sido validado? A história do jogo poderia ser outra...". O Daily Star recorda a final do mundial de 66, quando Geoff Hurst marcou um golo semelhante também contra os alemães, mas esse validado. Curiosamente o resultado foi também de 4-1, mas favorável aos ingleses. No dia anterior, o Daily Star fez capa com o avançado Wayne Rooney, que prometia "We'll stuff the germans", que é como quem diz, "Vamos liquidar os alemães". Oh, a ironia...

Show argentino e enguiço mexicano


Highlights Argentina 3-1 Mexico

Perry | MySpace Video


A Argentina soma e segue no mundial da África do Sul: 4 jogos, 4 vitórias. Ontem a vítima foi o México, que caíu perante a equipa de Maradona por três bolas a uma. Mais uma vez a arbitragem esteve no centro de uma polémica, com o árbitro Roberto Rossetti a validar o primeiro golo argentino aos 26 minutos, por aparente situação irregular de Tevez. Contudo esta imagem mostra que havia um jogador mexicano a colocar o avançado argentino em jogo. A Argentina galvanizou-se com o golo, e chegou ao segundo sete minutos depois por Gonzalo Higuaín, que marcou o quarto golo no torneio. Tevez voltava a repetir a dose no início da segunda parte, e o jogo ficava resolvido. O melhor que os mexicanos conseguiram foi reduzir por intermédio de Javi Hernandez. A Argentina encontra agora a Alemanha nos quartos-de-final no próximo Sábado, na Cidade do Cabo. O México fica pelos oitavos-de-final pela quinta vez consecutiva; os mexicanos perderam com a Bulgária em 94, com a Alemanha em 98, Estados Unidos em 2002, Argentina em 2006 e 2010. É obra, este enguiço mexicano.

domingo, 27 de junho de 2010

Droga de vida


1) Uma história triste, daquelas que provavelmente aconteceram muitas vezes em várias partes do mundo. A Rádio Macau noticiou na segunda, o Ponto Final fez manchete na terça, e na sexta-feira ficámos a saber mais pelo Telejornal. Uma residente de Macau de nacionalidade portuguesa está detida no Nepal por tráfico de droga. A jovem em questão sofre de atraso mental, e acredita-se que terá sido manipulada por essas pessoas sem o mínimo de escrúpulos: os traficantes de droga. Estes usam e abusam dos mais vulneráveis, dos mais fracos, dos desesperados, como se fossem um mero instrumento para seu uso pessoal. A jovem terá saído de Macau no dia 12 de Maio, e terá sido detida no dia 16 quando deixava o aeroporto de Kathmandu com 317 gramas de heroína. Está desde então detida numa prisão do Nepal, sem condições sanitárias, e sem acesso aos cuidados especiais de que necessita. Um bebé grande detido num pesadelo que só agora está a começar. É mais triste quando acontece com alguém que conhecemos, e penso que a comunidade portuguesa conhece bem a família da jovem em questão. Um grande abraço de solidariedade para eles.

2) Como acontece sempre no Dia Mundial do Combate à Droga, são apresentados números sobre o consumo de estupefacientes. Em Macau o consumo continua a subir, e a ketamina continua a ser a droga de eleição entre os mais jovens. E certamente que em Macau se pode encontrar um pouco de tudo, desde as ervas aos chocolates, dos comprimidos aos pózinhos, os injectáveis e tudo mais. Para realmente “combater” o problema não basta meter na prisão quem vende. É preciso educar quem compra. Não chegam só campanhas que dizem que isto é “mau”, é preciso explicar porquê. Algumas destas campanhas chegam a roçar a palhaçada e a falta de respeito pela inteligência do receptor. Não são só os jovens problemáticos ou de famílias disfuncionais quem se mete na droga. E nem todos os jovens que consomem drogas acabam caídos no chão com a língua de fora. Não chega ameaçar com penas de 8 ou 10 anos, é preciso perceber que o fruto proibido é o mais apetecido. Dizer aos jovens “ai de ti se tocas nisto” sem os fazer perceber que isto faz mal, vai aguçar-lhes a curiosidade. Do outro lado deste combate mais proibitivo que explicativo temos os maus amigos que lhes dizem que é bom, que devem experimentar, e que têm a solução para todos os problemas. Não quero com isto criticar que trabalha e se esforça no sentido de combater o flagelo da droga, mas os resultados falam por si: o consumo continua a aumentar. Tivemos um exemplo muito ilustrativo no passado. Certa entidade disse uma vez a certos personagens bíblicos que não podiam tocar em certo fruto de certa árvore, sem lhes dizer porquê. As consequências foram as que se vêem.

Alemanha humilha Inglaterra


Um grande jogo de futebol, aquele que presenciámos hoje no Free State Stadium, em Mangaung/Bloemfontein, entre a Alemanha e a Inglaterra. Os velhos rivais voltaram a encontrar-se, e no fim os alemães destruíram os ingleses: 4-1, com 2-1 ao intervalo. Os alemães entraram melhor, e logo aos 20 minutos, Klose recebe um passe longo do guardião Manuel Neuer, liberta-se de Upson e remata para a baliza de James. Estava feito o primeiro golo, e Klose igualava a marca de 12 golos em mundiais obtida pelo mítico Pelé. Os alemães continuaram a carregar, e o segundo golo chegava aos 32 por intermédio de Podolski, um grande remate cruzado, do lado esquerdo, a passe de Mesut Özil, o homem do jogo. Quando se pensava que a Inglaterra estava acabada, Mathew Upson reduzia para 1-2 cinco minutos depois, a corresponder de cabeça (com a cara?) a um cruzamento de Steven Gerrard. No minuto seguinte, o momento mais polémico do encontro. Lampard remata à entrada da área, a bola bate na trave e meio metro além da linha de golo, e depois é segurada por Neuer. O árbitro uruguaio Jorge Larrionda manda jogar, e os ingleses protestam. Foi golo, de certeza, e Larrionda deverá também ir para casa depois deste jogo. Para bem dele, é bom que não vá no mesmo avião dos ingleses. Na segunda parte a Inglaterra continuava a atacar, mas aí o meio-campo alemão ligou o turbo, liderado por Özil, verdadeiramente espectacular, e resolvia o jogo com dois golos de Thomas Müller em 4 minutos. Quatro minutos fatídicos, de que os ingleses nunca mais recuperaram. O melhor que conseguiram foi tentar reduzir, mas Neuer estava intransponível entre os postes. A Alemanha segue em frente, e encontra nos quartos-de-final o vencedor do jogo Argentina-México. A Inglaterra vai para casa com apenas uma vitória (frente à Eslovénia), três golos marcados e cinco sofridos. Muito pouco, que deve significar a saída sem glória do treinador italiano Fabio Capello.

Vettel voa em Valência


O alemão Sebastian Vettel dominou o fim-de-semana em Valência, ao largar da pole-position, e a vencer o GP da Europa, à frente dos dois McLaren de Lewis Hamilton e Jenson Button. O companheiro de equipa de Vettel, o australiano Mark Webber, abandonou à oitava volta devido a acidente. A surpresa do dia foi o brasileiro Rubens Barrichello, em Williams, que terminou em quarto lugar e conseguiu mais pontos para a escuderia britânica dos que haviam sido conseguidos em todas as outras provas deste ano juntas. Kubica foi quinto, e Sutil levou o seu Force-India ao sexto lugar. Kobayash, Buemi, Alonso e dela Rosa terminaram também nos pontos. Além do nono lugar de Alonso, Filipe Massa não foi além do 14º lugar, o que deixa os Ferrari fora da discussão dos títulos de condutores e construtores. Também pouco felizes estiveram os Mercedes, com Rosberg a terminar em 12º, e o hepta-campeão mundial Michael Schumacher em 16º. O alemão continua irreconhecível. O mundial de condutores é liderado por Hamilton com 127 pontos, seguido de Button com 121, Vettel com 115, Webber com 103, Alonso com 96 e Kubica com 83. Nos construtores a McLaren lidera com 248 pontos, seguida da Red Bull com 218, Ferrari com 163 e Mercedes com 108. A próxima prova do mundial de F1 realiza-se a 11 de Julho em Silverstone, na Inglaterra.

FC Porto de Macau empata


Notícias de uma tarde chuvosa na Taipa. O FC Porto de Macau empatou a zero frente ao Kuan Tai, um dos últimos classificados, mas manteve o segundo lugar, devido ao empate a uma bola na passada sexta-feira entre os seus perseguidores mais directos, Lam Pak e Monte Carlo. Os dragões precisam apenas de bater o Hoi Fan no jogo da última jornada, na próxima semana, para garantir o segundo lugar. O título, esse, já está entregue. O Windsor Arch Ka I, treinado pelo português Rui Cardoso, bateu os sub-23 da AFM por cinco bolas a três, com o avançado Chan Kin Seng em destaque, ao apontar mais dois golos. O primeiro golo deste encontro foi apontado pelos sub-23, pelo jovem David Cardoso, filho do treinador do Ka I (o futebol de Macau é uma grande família). Destaque ainda para o jogo Hoi Fan-Pau Peng, que terminou ao intervalo com o resultado em 6-4 para o Hoi Fan. O Pau Peng apresentou-se em campo com apenas 7 jogadores (!). No outro encontro da 8ª e penúltima jornada, a Polícia goleou o já despromovido Va Luen por quatro bolas a zero.

Os blogues dos outros


Um miúdo de 5 anos, filho de um português e de uma francesa, foi impedido de entrar no jardim-escola que frequenta, em França, por vestir uma camisola da selecção nacional, que custara 5 euros e na qual estava inscrito o nome ‘Portugal’.
A directora da escola terá dito que a sua absurda decisão visava "evitar conflitos entre alunos e entre pais de alunos que não teriam meios para comprar camisolas idênticas aos filhos". O argumento é tão pífio e cínico que dispensa qualquer comentário. E assim vamos, nesta Europa onde algumas cúpulas sonham com o federalismo, ao ponto de há pouco admitirem uma Constituição comum, mas onde uma criança não pode sequer ir para a escola ostentando na camisola o nome de um dos países europeus…


Rui Crull Tabosa, Corta-Fitas

"Não se vai celebrar qualquer matrimónio no recinto, mas haverá um concurso chamado Noivas do Arraial. Quem fizer o pedido de casamento mais original recebe duas viagens de oito dias em lua-de-mel à Grécia (Mikonos para eles, Lesbos para elas), copo-de-água para vinte pessoas e despesas com a conservatória." Estas são declarações de Paulo Côrte Real, presidente da ILGA (Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero), que organizou ontem mais um Arraial Pride em parceria com a Câmara de Lisboa, desta vez no Terreiro do Paço. Este ano com uma especial comemoração: a legalização do casamento homossexual. No evento não faltou sequer um "arraialito" - um espaço dedicado às crianças - numa clara alusão ao direito à adopção para os novos casais. "O arraialito existe porque queremos celebrar as famílias que já somos, as crianças que já existem em que só uma figura parental é reconhecida pelo Estado". Fico sempre arrepiada com estas manifestações espalhafatosas, sobretudo porque dizem ter a intenção de dignificar a causa dos homossexuais. Continuo a não entender, sequer, a razão de ser de um sentimento de "orgulho gay" (da mesma forma que não veria qualquer razão para a defesa de um "orgulho straight", para usar uma expressão equivalente). A afirmação de pertença orgulhosa a um determinado grupo identificado pela sua orientação sexual tem exactamente o efeito contrário ao que se pretende: acentua a clivagem e define barricadas, em vez de fazer com que as diferenças se diluam. E fazê-lo com recurso a um folclore de gosto mais do que duvidoso só piora as coisas. Acho particularmente criminoso meter crianças ao barulho, obrigando-as a uma exposição mediática brutal que não pediram, não lhes dá segurança nem lhes faz qualquer bem. Tenho a certeza de que a maioria dos homossexuais não aprova este circo exibicionista, como se torna evidente pelo reduzido número de participantes nestes eventos. Como querem ser respeitados e levados a sério, com atitudes deste calibre?

Ana Vidal, Delito de Opinião

Depois de ter surpreendido Portugal e o mundo com a sua capacidade de adivinhação Cavaco Silva, o pré-candidato que ainda não sabe se vai ser ou ter saúde para ser candidato a Presidente da República, está a preparar-se para mais um golpe de magia. Desta vez não vai prever nenhuma crise financeira, que o país irá chegar a uma situação insustentável ou mesmo a taxa de juro do BCE, está a preparar um golpe de magia em grande. Mas Cavaco sabe que nestas coisas da magia é ainda um amador, é isso que explica que tenha perdido dinheiro nas suas aplicações financeiras, ou que tenha metido as poupanças, dele e da filha, nas mãos de Oliveira e Costa ou ainda que tenha descconfiado de escutas e acabado por comprar um anti-vírus para o seu Magalhães. Dizem os seus assessores eleitorais que Cavaco se prepara para parar o país no momento da apresentação da sua candidatura a mais um mandato de uma presidência monótona, incompetentes e conspirativa, nesse dia ele vai adivinhar os números dos Euromilhões que serão sorteados na sexta-feira seguinte. É por isso que a apresentação da candidatura será agendada para uma sexta-feira dia 13.

Jumento, O Jumento

Já é tempo de acabar com a hipocrisia política institucional. José Sócrates desanca fortemente em Cavaco Silva. Um primeiro-ministro que arrasa um Presidente da República é, no mínimo, surrealista. Cavaco afirma que a situação é insustentável e que os seus princípios são a honestidade e o cumprimento das promessas, num claro arrufo a José Sócrates e dando a entender que o primeiro-ministro não é honesto e que não cumpre as promessas. Já é tempo de abrir o jogo e dizer que o confronto é inevitável e que há que contar espingardas. A situação entre os dois é que é insustentável e, no entanto, Cavaco ainda fala em "cooperação estratégica". Não faço ideia o que ganha o país com estes dois farsantes a degladiarem-se e a provocar uma celeuma constante que em nada contribui para o bem do povo que dirigem, salvo seja. Sabem que mais? Desconfio que o país está a precisar de um novo presidente e de um novo primeiro-ministro.

João Severino, Pau Para Toda a Obra

Não há coisa mais insuportável que aquelas pessoas que querem fazer de conta que são cultas. Sendo que por cultura entendem falar dos livros e autores que acham que devia ter lido. A grande maioria é estrondosamente inculta nas áreas das ciências e das matemáticas mas depois morre-se de vergonha por se confessar que não se leu o último romance do Lobo Antunes. Esta patetice é levada ao extremo na classe política. É um verdadeiro horror!!! E o horror atinge o insuportável naqueles momentos como a morte de Saramago ou quando lhes dá entrarem em campeonatos sobre os muitos livros que leram. É óbvio que a grande maioria não leu ou leu apenas o indispensával para fazer conversa social. Aliás se tivessem lido mesmo tudo aquilo que dizem que leram saberiam que boa parte não vale grande coisa, que outra parte são obras razoáveis mas que como tantas outras dentro de alguns anos não interessarão ninguém. Muito poucos escapam à lei da morte. E não são os jornalistas nem os políticos que determinam quem vai ser um clássico. Felizmente! Não acho que se os políticos lessem boa literatura tomassem decisões mais acertadas. Provavelmente seriam menos ridículos e soariam menos a falso. Mas só isso. Logo não me choca que um presidente ou um primeiro-ministro não tenham lido de Vergílio Ferreira ou Agustina mais do que aquilo que era obrigatório quando passaram pelo liceu. O que me choca é que não leiam tudo aquilo que devem ler da documentação referente aos cargos que ocupam e que não se empenhem para que nas escolas esses autores sejam estudados. Já agora que andam para aí todos a falar do Camões como se fossem antigos metodólogos do liceu Pedro Nunes sabem que Camões se dá na escola? E padre António Vieira?

Helena F. Matos, Blasfémias

Só vamos descobrir o que é esta Selecção no próximo jogo. Até lá, vou ficar à espera que me respondam: existe alguma forma de convencer os jogadores de que não vale a pena questionar as decisões do árbitro, antes se arriscam a prejudicar toda a equipa se o fizerem? É um dos maiores enigmas do futebol esta insistência numa atitude que só em jogos da Distrital, com vândalos de calhaus na mão junto ao pelado, resulta.

Val, Aspirina B

Era tão pedófilo que deitava fora o frango e comia os miúdos.

João Moreira de Sá, Arcebispo de Cantuária

Oficiais e gatos pretos


Os oficiais na China estão cada vez mais supersticiosos, e isso começa a afectar o seu trabalho. Alguns aceitam subornos ou desviam fundos depois de geomantes e adivinhos lhes garantirem que "não seriam apanhados". A opinião pública começa a ter consciência do problema. Como exemplo recente, oficiais supersticiosos de Jiangsu mudaram o nome do lago Luoma, porque em chinês este nome soa a "recusar".

O professor Li Xiangping, director do centro de religião e sociedade da Universidade Oriental Normal da China, diz que a superstição entre os agentes da autoridade não deve ser vista apenas como um fenómeno religioso, pois reflecte uma falta de normas, e deve ser encarado com um assunto sério. O prof. Li começou a estudar o fenómeno depois de ter assistido a um grupo de polícias a realizar uma cerimónia religiosa depois de um acidente, na província de Hunan.

Li descobriu que a superstição entre as autoridades tornou-se evidente nos anos 80, na altura do início do desenvolvimento económico do país, e tornou-se mais evidente nas últimas décadas. Os últimos anos do século passado revelaram muitos agentes supersticiosos, muitos deles corruptos. Hu Jianxe, antigo chefe do Partido Comunista de Tai'an, em Shandong, entretanto condenado à pena capital, mandou uma vez construír uma ponte porque um adivinho lhe garantiu que dessa forma poderia candidatar-se a vice-primeiro-ministro.

Em 1999, Jia Yongxiang, um oficial corrupto de um tribunal em Liaoning, contratou os serviços de um "mestre" para determinar a data exacta em que se devia mudar para o seu novo escritório. Além destes, existem outros casos de desvios de fundos públicos para satisfazer crenças supersticiosas, normalmente obras em edifícios públicos, recomendadas por mestres de feng-shui.

Os agentes e oficiais não são especialmente religiosos, mas visitam templos com um único propósito - pedir aos deuses da fortuna e do poder. Durante a monarquia na China, quando os imperadores diziam receber a sua autoridade directamente dos céus, "pedir" aos deuses tornava-se uma espécie de escape para os oficiais que procuravam posições superiores. É possível que isto ainda venha a acontecer hoje na estrutura do PC chinês.

Poderá sugerir um certo vazio. A superstição, diz o prof. Li, é essencialmente uma expressão cega da perseguição pelo poder e pela fortuna. "Só aqueles que não conseguem encontrar a resposta em valores morais, como a honra por exemplo, recorre à superstição", diz Li. Uma mentalidade destas é preocupante, uma vez que a população confia nos seus agentes para resolver os problemas.

Depois de anos a estudar casos de oficiais que foram longe demais, o prof. Li estabelece uma ligação entre a superstição e o poder, e apresenta uma solução: É necessário construir uma crença social. Só as normas socialmente aprovadas podem transmitir ao indivíduo a sensação de satisfação. Isto aplica-se não só aos oficiais, mas a qualquer indivíduo.

Com as calças na mão


Um piloto da United Airlines esteve detido no Rio de Janeiro na sexta-feira depois de ter baixado as calças durante a passagem pela detector de metais. As autoridades brasileiras pediram a Michael D. Slynn, de 49 anos, para retirar o cinto e os sapatos, ao que o piloto norte-americano respondeu baixando as calçasaté aos pés, rindo-se na cara dos seguranças. Slynn foi libertado e regressou a Washington, depois de ter assinado um documento onde se compromete a apresentar-se a um juíz da próxima vez que visitar o Brasil. O jornal O Globo apenas noticiou que o piloto foi detido "por não respeitar as regras de segurança e ter insultado os oficiais". A United Airlines excusou-se a fazer quaisquer comentários, dizendo apenas que está a investigar o caso. Já em 2004 outro piloto da UA, Dale Robin Hersh, foi multado em 13 mil dólares por ter feito um gesto obsceno durante uma fotografia obrigatória, que as autoridades brasileiras requereram a todos os visitantes americanos, como retaliação à mesma medida ter sido aplicada a visitantes brasileiros nos Estados Unidos.

Cão mais feio de 2010


Aí está o vencedor da edição de 2010 do "Cão mais feio", um concurso que se realiza anualmente na Califórnia, e vai já na 22ª edição. O grande vencedor foi esta cadela, Princess Abby, uma chihuahua de 4 anos de idade, que teve azar com a natureza, mas que garantiu à sua dona um simpático cheque de mil dólares. A cadela está à esquerda na imagem, não façam confusão...

Vídeo da semana


Só podia ser mesmo este. O avançado nigeriano Yakubu falhou mesmo em frente da baliza, frente à Coreia do Sul, e ainda deve estar a pensar como falhou. O que dá para perceber bem do vídeo é a razão porque a Nigéria foi para casa mais cedo.

Uruguai ou Gana: uma grande surpresa


Uruguay 2-1 South Korea (Highlights)

Ricardo | MySpace Video


Highlights USA 1-2 GHANA

Perry | MySpace Video

Uruguai e Gana vão encontrar-se nos quartos-de-final do mundial de futebol, e um destes chegará à meias-final de 7 de Julho, na Cidade do Cabo. O Uruguai, vencedor em 1930 e 1950, não chega a esta fase desde 1970, enquanto o Gana poderá tornar-se a primeira equipa africana a chegar a esta fase da prova. Ontem os uruguaios derrotaram a Coreia do Sul por duas bolas a uma. Parecia fácil, quando Luis Suarez inaugurou o marcador logo aos 8 minutos, mas os coreanos reagiram muito bem, e empatariam por Lee Young-Pyo, aos 68. O Uruguai conseguiu evitar o prolongamento com mais um golo de Suarez, um jovem que se farta de marcar no campeonato holandês e tem agora na África do Sul a oportunidade de partir para mais altos vôos. No outro jogo, houve mesmo prolongamento. O Gana marcou logo aos 5 minutos por Kevin-Prince Boateng, e os americanos chegavam à igualdade por intermédio de Landon Donovan, de grande penalidade. No tempo extra Asamoah Gyan, um dos melhores marcadores do torneio, dava a vitória aos africanos, que igualam assim o feito de Camarões em 1990, e Senegal em 2002. Hoje relizam-se os jogos Alemanha-Inglaterra, e Argentina-México. Será que as surpresas vão ficar por aqui?

sábado, 26 de junho de 2010

S. João molhado (e uma crítica musical)


Parece que S. Pedro não simpatiza muito com S. João. O arraial realizado na Calçada de S. Lázaro este fim-de-semana ficou estragado pela chuva, os alhos porros foram substituidos pelos guarda-chuvas, e sinceramente não tem graça nenhuma comer febras e sardinhas com os pés todos molhados. A água cai dentro da sangria, as varetas dos guarda-chuvas pingam em cima dos pastéis de nata, enfim, uma merda. Há que fazer uma vénia à organização, que apesar das condições lastimáveis levou a festa para frente, e hoje pelas 9 horas estariam na Calçada de S. Lázaro (mesmo assim) mais de uma centena de pessoas. Do pouco que deu para ver dos espectáculos, gostava de destacar uma jovem macaense, de seu nome Josefina (quê?), que interpretou algumas canções de Celine Dion e Mariza. Aparentemente a maioria do público consistia de pais de alunos da EPM que aguardavam a exibição dos seus filhos, a qualidade do som era bastante medíocre (um jovem à minha frente estava a tapar os ouvidos), e a escolha das canções não foi a melhor. Vá lá, francamente, Celine Dion? A menina canta bastante bem, mas precisa de mudar o visual, que é muito juvenil, muito Onda Choc. Pareceu-me que as pessoas estavam maçadas com a chuva e à espera de pegar nos miúdos e ir para casa. É interessante que se lançem novos artistas macaenses neste tipo de eventos, e às vezes até dá resultado - Germano Guilherme, ou "Bibi", é um exemplo de sucesso. Mas não creio que este fosse o momento. Vamos esperar que S. Pedro feche amanhã a torneira, e salve assim este S. João macaense.

Balanço da primeira fase


Desastres europeus e africanos, sucesso americano, surpresa asiática, é assim que se pode resumir a primeira fase de um campeonato do mundo que, não sendo tão surpreendente quanto isso, baralhou algumas previsões. Praticamente todas as equipas do continente americano se qualificaram, com excepção das Honduras, à partida uma das formações menos cotadas do mundial. Apenas seis equipas europeias conseguiram a qualificação, das 13 iniciais. Itália, França, Sérvia, Dinamarca e Suíça foram surpresas pela negativa. No primeiro mundial realizado em África, apenas uma equipa do continente africano passou aos oitavos, e curiosamente a mesma de 2006: o Gana. Nigéria, Camarões e Costa do Marfim (ainda bem...) desiludiram, e a África do Sul entra para a história como o primeiro país organizador a ficar pela primeira fase. Da Argélia não se esperava grande coisa. Foram marcados 101 golos, com seis partidas a terminarem como iniciaram: empatadas a zero. Portugal e Argentina marcaram sete golos cada, e os portugueses regisataram a maior goleada do mundial: 7-0 à Coreia do Norte. Argélia e Honduras não marcaram qualquer golo, e a Nova Zelândia - uma agradável surpresa - saíu do torneio sem ter perdido qualquer jogo. Portugal e Uruguai são as únicas equipas que ainda não consentiram qualquer golo. O argentino Gonzalo Higuaím protagonizou até agora o único "hat-trick" do mundial, e lidera a lista de melhores marcadores a par do eslovaco Robert Vittek e do espanhol David Villa. Os jogos dos oitavos permitiram um acasalamento curioso: todas as equipas europeias se encontram, o que significa que pelo menos três países do velho continente estarão nos quartos-de-final - ou apenas três, dependendo do ponto de vista. A selecção portuguesa tem agora pela frente a Espanha, e caso vença encontra o vencedor do encontro entre o Paraguai e o Japão, e nas meias-finais Alemanha/Inglaterra/Argentina/México. Contas que se farão mais tarde. A partir de agora os erros pagar-se-ão caro.

Fúria quanto baste


A Espanha conquistou o primeiro lugar do Grupo H, ao bater o Chile por duas bolas a uma. A "roja" entrou com a sua habitual fúria, à procura de resolver o jogo o mais rapidamente possível, mas consentiu uma reacção dos chilenos, que começou a ameaçar as redes de Iker Casillas. Os sul-americanos tentavam travar as iniciativas espanholas a todo o custo, e viram três cartões amarelos no espaço de cinco minutos, entre o minuto 15 e o minuto 20. O golo de David Villa aos 25 minutos chegou mesmo na altura certa; um bonito golo, com o avançado agora contratado pelo Barcelona ao Valência ao aproveitar uma saída do guardião chileno Claudio Bravo para lhe fazer um chapéu à medida. A Espanha ganhava alento, e o segundo golo aparecia aos 37 minutos, por Iniesta. Na jogada do golo, uma simulação de Torres, que se atirou para o chão sem que ninguém lhe tivesse tocado, valia o segundo amarelo a Estrada, e o Chile ficava a jogar com 10. Quando parecia que a Espanha poderia até ampliar o resultado, o Chile reagiu bem, com Rodrigo Millar (lê-se "milhar", e não "miller", à atenção dos comentadores) a reduzir logo no início da segunda parte. A Espanha aguentou até ao fim, venceu o jogo e o grupo, e aggora encontra Portugal na terça-feira na Cidade do Cabo. O Chile também segue em frente, devido ao empate sem golos no encontro entre a Suíça e as Honduras, que deixa ambos fora do mundial. Classificação final:

ESPANHA-6 (4-2)
Chile-6 (3-2)

Suíça-4 (1-1)
Honduras-1 (0-3)

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Grupo G passado


Highlights Portugal vs Brazil

Perry | MySpace Video

Portugal empatou a zero com o Brasil em Durban, no último jogo do Grupo G. Um resultado que sabe pouco, uma vez que Portugal esteve mais perto da vitória, criando as melhores oportunidades e dominando praticamente toda a segunda parte. Até porque no Mbombela Stadium, em Nelspruit, não acontecia nada de mais no Costa do do Marfim-Coreia do Norte, que os africanos venceram por 3-0, ficando muito longe da impressionante marca de Portugal. A primeira parte do Portugal-Brasil foi muita ríspida, com várias entradas duras e sete cartões amarelos - 4 para Portugal e 3 para o Brasil. Nenhum dos jogadores portugueses em risco de ficar de fora para os oitavos-de-final viu cartões, e dos que partiam para o jogo "amarelados", apenas Cristiano Ronaldo jogou. A segunda parte foi bastante mais calma, com Portugal a dominar e o Brasil satisfeito com o empate. De emocionante apenas aconteceu um cruzamento apertado de Cristiano Ronaldo a que Raúl Meireles não correspondeu da melhor forma, e um remate de cabeça de Lúcio que Eduardo parou com uma espectacular defesa. Deste jogo podem-se tirar várias conclusões, entre as quais 1) Portugal está bem servido de guarda-redes, 2) A defesa parece bastante sólida, e vai ser bastante difícil marcar golos a Portugal ou 3) Quando o ataque resulta (ou quando sai o ketchup), podem aparecer muitos golos. A única diferença é que desta vez tinhamos do outro lado o Brasil. Nada a apontar à táctica de Queirós, que apostou em Cristiano Ronaldo como homem mais adiantado, deixando de fora Hugo Almeida e Liedson. Portugal vai defrontar nos oitavos-de-final o vencedor do indefinido Grupo H, na madrugada de 29 para 30 de Junho, às 2:30 (hora de Macau), na Cidade do Cabo. Classificação final:

BRASIL-7 (5-2)
Portugal-5 (7-0)

Costa do Marfim-4 (4-3)
Coreia do Norte-0 (1-12)


Nota 1: A TDM transmitiu em ambos os canais o jogo Portugal-Brasil, quando devia ter transmitido pelo menos num deles o jogo Costa do Marfim-Coreia do Norte. Pode ser uma atitude muito patriótica e quiçá comercial, mas é mau serviço público.

Nota 2: Parece que têm razão os que dizem que os brasileiros não são os mesmos em toda a parte, e que em Macau temos sorte. No Parque das Nações em Lisboa, um grupo de arruaceiros de favela obrigou à intervenção das autoridades, que bloquearam o recinto com um cordão se segurança, pesadamente armados. Ficou estragada a festa.

Holanda e Japão em frente no Grupo A


Denmark 1-3 Japan (Highlights)

Ricardo | MySpace Video

O Japão surpreendeu a Dinamarca, ao vencer por três bolas a uma, em jogo da última jornada do Grupo E Os japoneses "mataram" os nórdicos, que apenas precisavam de um empate para seguir em frente, através de livres directos: primeiro por Honda aos 17 minutos, e depois por Eno, aos 30. Os dinamarqueses ainda reduziram por intermédio de Tomasson, numa recarga a uma grande penalidade, mas os japoneses voltariam a marcar a três minutos do fim por Okazaki. No outro jogo a Holanda bateu os Camarões por duas bolas a uma. Os holandeses terminaram o grupo só com vitórias, e viram regressar Arje Robben, um reforço de peso para a segunda fase. Os camaroneses voltam para casa sem honra nem glória, com três derrotas em outros tantos jogos. Classificação final:

HOLANDA-9 (5-1)
Japão-6 (4-2)

Dinamarca-3 (3-6)
Camarões-0 (2-5)

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Harmonia?


Aviso: este texto contém 27 vezes a palavra "harmonia" e seus derivados.

Começo a sentir um friozinho na barriga quando oiço falar de “harmonia”. Em Macau tudo é harmonia. O equivalente chinês, yong-wo (融和), tem um significado especial, de “combinar”, de “resultar”, de dar certo e de fazer sentido, o "ying" e o "yang". Atendendo à história da China dos últimos cem ou duzentos anos, dá para entender o valor que dão à tal da harmonia.

Só que quando tudo é “harmonia”, quer dizer que qualquer coisa vai mal. Costumo dizer que quem está de consciência tranquila não precisa de o reafirmar a toda a hora. Quem fala a toda a hora de “harmonia”, é porque se calhar anda com vontade de partir a loiça toda. A harmonia aqui é a ténue linha cinzenta que nos separa do caos, da anarquia, do horror.

E quando se ouve falar mais de harmonia? Normalmente em alturas de exaltação de cariz patriótico ou de outro qualquer. Sobre o tal pavilhão de Macau na Expo 2010 temos aquele bife a anunciar “come experience the harmony of Macau”. Aos funcionários públicos é-lhes dito que “trabalhem com harmonia”, e nas alturas de prestar contas aos mandarins, é realçado o facto do território “viver em harmonia”. Se qualquer coisa não dá certo, é porque não existiu harmonia.

Em todos os seminários e reuniões onde vou e preciso de tradução, oiço umas trezentas vezes a tal “harmonia” e seus derivados: “harmonizado”, “harmonizar”, e ainda no outro dia ouvi uma palavra nova: “harmónio”, que deve ser o elemento químico da harmonia. No fundo “harmonia” significa “portem-se bem, tenham juizinho, e deixem-nos tomar conta da loja”.

Sem harmonia vai andar tudo à chapada, deixa de haver massa, os casinos ficam às moscas, os portugueses e os outros estrangeiros são todos corridos ao soco, enfim, o fim do mundo. É preciso regar bem a harmonia, promover a harmonia, estrumar a harmonia, para que possa crescer...em harmonia.

Têm uma ideia diferente do resto da carneirada? Não estão a respeitar a harmonia. Estão a questionar uma decisão? Cuidado com a harmonia. Acham mal? Olhem lá a harmonia. Estou-me a passar com tanta harmonia. Tanta harmonia já chateia. Será que podia haver um pouco menos de harmonia, “fáxavôr”?

Itália sem glória


Italy eliminated

Ricardo | MySpace Video

A Itália perdeu hoje com a Eslováquia num jogo electrizante, com incerteza no resultado até ao último minuto. Os italianos, que defendiam na África do Sul o título mundial conquistado há quatro anos na Alemanha, estiveram bastante mal, e terminaram o Grupo F sem qualquer vitória e apenas dois pontos resultantes de dois empates, incluíndo um com a mui modesta Nova Zelândia. Na partida de hoje a Eslováquia chegou a estar a vencer por 2-0, graças a dois golos de Robert Vittek, que igualou o argentino Higuaín no topo da lista de melhores marcadores, com 3 golos. Os últimos dez minutos foram impróprios para cardíacos: Di Natale reduziu aos 81, Kopunek fazia o terceiro da Eslováquia aos 89, e Quagliarella reduzia no minuto seguinte, num chapéu a Jan Mucha, um dos melhores golos do torneio. Durante o período de descontos, o árbitro inglês Howard Webb teve sérios problemas em controlar os acontecimentos. Os italianos tentavam colocar a bola em jogo o mais rapidamente possível, e os eslovacos queimavam tempo. No último lance do encontro, já seis minutos depois dos noventa, Simone Pepe desperdiçou uma grande oportunidade de empatar o encontro e manter os "tiffosi" em prova. No outro jogo Paraguai e Nova Zelândia empatavam a zero. Os sul-americanos venciam o grupo, e os neo-zelandeses, a quem bastava vencer para ficar em primeiro, voltam para casa sem qualquer derrota - três jogos e três empates. Classificação final:

PARAGUAI-5 (3-1)
Eslováquia-4 (4-5)

Nova Zelândia-3 (2-2)
Itália-2 (4-5)

Menina de nove anos dá à luz na Malásia - alegadamente e algures


As autoridades malaias estão a investigar uma notícia que dá conta de uma menina de nove anos que deu à luz uma criança, fruto de uma relação com o seu vizinho de 14 anos de idade. O presidente do Comité para a Saúde e Segurança Social, Phee Boon Poh, disse que ficou "chocado" depois de ter lido a notícia ontem num jornal chinês: "Entrei em contacto com todos os departamentos responsáveis no sentido de identificar o caso. Sexo com uma menor é considerado violação". Poh acrescentou que "quem ocultar informações sobre o caso, está a cometer crime; apelo a quem souber da identidade da jovem que alerte as autoridades". De acordo com o jornal, a jovem em questão é filha de pais divorciados, e era considerada "crescida" para a idade. De acordo com a notícia, o rapaz teria começado o relacionamento quando a menina tinha oito anos. O bebé estará a cargo da bisavó, que terá contactado uma ONG, que alertou o jornal para o facto.

Luk Krok


A polícia tailandesa prendeu uma ex-enfermeira que alegadamente vendia fetos, que depois eram transformados em Luk Krok - crianças fantasma. O esquema foi descoberto depois de um caçador ter encontrado 14 garrafas com fetos abandonadas uma casa em Ubon Ratchathani, no nordeste do país. A ex-enfermeira, Ura Sutthiwong, diz ter obtido os fetos através de abortos ilegais. Sutthiwong mantinha um feto em cada garrafa na casa abandonada, enquanto procurava potenciais compradores. Os tailandeses acreditam que a alma do Luk Krok pode ser evocada depois de uma pequena cerimónia. Segundo a superstição, os fetos podem trazer sorte ao seu dono, especialmente no jogo da lotaria. Algumas pessoas mais "civilizadas" compram um Luk Krok de plástico, uma versão da portuguesa "figa", que pode ser simplesmente usado num fio ao pescoço, ou num porta-chaves.

Alemanha e Gana em frente no Grupo D


A Alemanha derrotou ontem o Gana por uma bola a zero, graças a um "míssil" de Mesut Özil, aos 60 minutos. Os alemães jogavam o tudo ou nada, e um empate podia afastá-los dos oitavos-de-final. O Gana conseguiu também a qualificação, graças a uma "mãozinha" da Austrália, que venceu a Sérvia por duas bolas a uma. Os ganeses foram a primeira - e muito provavelmente a única - equipa africana a conseguir o apuramento para os oitavos. Os australianos deram boa conta de si, e foram eliminados apenas devido à goleada consentida frente à Alemanha na primeira jornada. A Sérvia foi uma desilusão enorme, e acaba no último lugar do grupo. Deste primeira presença como país independente, levam apenas a vitória frente à Alemanha na 2ª jornada do grupo. A Alemanha encontra a Inglaterra nos oitavos, e os ganeses jogam com os Estados Unidos. Ambos os jogos no Domingo. Classificação final:

ALEMANHA-6 (5-1)
Gana-4 (2-2)

Austrália-4 (3-6)
Sérvia-3 (2-3)

quarta-feira, 23 de junho de 2010

God Bless America!


Os Estados Unidos iam matando os seus adeptos do coração. Foi apenas no último minutos que os norte-americanos venceram a Argélia, com um golo de Landon Donovan, um verdadeiro herói americano. Melhor do que isso, os norte-americanos qualificam-se no primeiro lugar, o que significa que os cabrões dos ingleses muito provavelmente apanham a Alemanha nos oitavos e levam na pá. Agora sem falar do coração, os ingleses fizeram provavelmente a melhor exibição da prova até agora, encostaram a Eslovénia às cordas, e marcaram cedo, por Defoe. Rooney desperdiçou uma grande oportunidade na segunda parte, ao atirar uma bola ao poste da baliza de Hadanovic, que fez uma excelente exibição, e acabou num sufoco, quando os eslovenos ainda tentavam empatar nos minutos finais. A Eslovénia merece ser eliminada do mundial, pois conseguiu um feito quase impossível: perder com a Inglaterra. Entretanto no Loftus Versfeld Stadium, em Pretoria, os americanos estavam eliminados na altura do apito final em Port Elizabeth, mas o "milagre" de Donovan nos descontos mandava a Eslovénia para casa, e deixava os americanos no topo do Grupo C. A Argélia não deixa saudades, pois praticou quase sempre anti-jogo, um futebol defensivo e muito pouco atractivo, provavelmente à espera que os adversários cometessem erros que os permitissem ir lá acima uma vez e marcar. Não aconteceu. Os americanos voltam a ter razões de queixa da arbitragem, pois viram novamente um golo ser mal anulado na primeira parte. É preciso mandar para casa os árbitros que erram assim, e a grande velocidade. Classificação final:

ESTADOS UNIDOS-5 (4-3)
Inglaterra-5 (2-1)

Eslovénia-4 (3-3)
Argélia-1 (0-2)

Abutres


José Saramago morreu há poucos dias, e na Livraria Portuguesa de Macau os seus livros já estão esgotados. Terá sido assim um pouco por toda a parte em Portugal, também, com a bibliografia do escritor a vender melhor que cerveja geladinha no pique do Verão. Foi preciso o homem ter morrido para que crescesse a curiosidade sobre a sua obra. Não sei se isto tem alguma explicação que remeta para o foro da psicologia, ou se é apenas pimba, ou se se trata de algum caso de solidariedade bacoca, do tipo "comprar os livros para ajudar a família". Coitadinha.

Saramago morreu, portanto é "hot shit", e convém forrar os armários de casa com livros que caso contrário nunca comprariam. Não é preciso ser bruxo para adivinhar que a maioria destes livros nunca serão lidos, ou sequer desfolhados. Servem para "impressionar" as visitas que vão lá a casa. Já estou a imaginar o diálogo: -"Epá, tens o Saramago? Ele morreu, sabias?" - "Ya, ela era o maior" - "Podes crer. O maior, ouviste? E era português!". Creio mesmo que muitos dos compradores dos livros de Saramago diziam cobras e lagartos dele ainda há menos de uma semana.

Talvez este Verão vejamos nas praias um pouco por esse Portugal fora livros de Saramago abertos sobre as toalhas. Os mais recentes como "Ensaio sobre a Cegueira", "Todos os nomes" ou "A viagem do elefante" para a malta nova e actualizada, "Memorial do convento", "Levantado do Chão" ou a "Jangada de Pedra" para os mais maduros e eruditos, e "O Evangelho" ou "Caim" para os mais radicais, mais rebeldes. Ya, meu. "As intermitência da morte" parece-me a leitura ideal para um fim-de-semana no parque de campismo do INATEL da Costa da Caparica.

Já o ano passado quando morreu Michael Jackson foi uma correria às lojas para comprar os discos do cantor. Subitamente regressámos aos anos oitenta, com os "Beat It" e os "Billy Jean" a passarem em tudo o que era rádio e lojas de discos. Essas lojas fazem um negócio do caraças à custa da morte dos artistas, aproveitando-se da ingenuidade das pessoas. Aconteceu com s Nirvana de Kurt Cobain, aconteceu recentemente com o Beto, aconteceu muitas vezes no passado. Será que se Jim Morrison, Jimmy Hendrix e Janis Joplin fossem velhinhos vendiam tanto como se tivessem morrido aos 27? Abutres, são o que são...

O canibal de Rouen


Um condenado francês refressou a tribunal por ter morto e comido parte do seu companheiro de cela, em 2007. Nicolas Cocaign (na imagem), de 39 anos, terá discutido com Thierry Baudry, de 37 anos, na cela da sua prisão em Rouen, por causa da forma como o segundo "entupia a sanita com papel higiénico". Os dois brigaram, e depois de Cocaign ter disferido 12 socos na cara e no estômago de Baudry, esfaqueou-o com um par de tesouras e sufucou-o com um saco de plástico. De seguida abriu o seu peito com uma lâmina de barbear, com o intuito de comer o seu coração. Não sendo dotado de conhecimentos de anatomia, comeu um pulmão por engano: parte dele cru, e outra parte frito com azeite, cebolas e azeitonas, utilizando para tal um pequeno fogão a gás butano. A única testemunha de tudo isto foi um terceiro prisioneiro que partilhava a cela, David Lagrue, de 36 anos, que ficou to traumatizado que cometeu suicídio noutra prisão o ano passado. Ao tribunal Cocaign disse que queria comer o coração de Baudry porque "queria comer a sua alma". A sentença vai ser lida amanhã.

Com o filho na pele


Uma mulher do País de Gales tatuou-se com as cinzas do próprio filho. Kim Mordue, de 50 anos, escolheu esta forma de recordar para sempre o seu filho Lloyd, falecido o ano passado aos 20 anos com uma overdose da droga GHB, ou Ácido gama-hidroxibutírico
. As tatuagens foram feitas pelo marido de Kim, David, que é proprietário de uma salão de tatuagens e piercings em Llaneli. As cinzas foram misturadas com tinta, e depois cuidadosamente desenhadas nas costas da sra. Mordue. A senhora afirmou que "queria ter Lloyd de onde ele saíu" - do seu corpo. "Logo que soube que era possível fazer isto, aceitei imediatamente. O meu filho vai ficar comigo para sempre", afirmou a sra. Mordue. As tatuagens são uma árvore cabalística, um anjo a largar uma borboleta, e um poema dedicado ao filho.

Hamburguers de leão


Um restaurante do Arizona decidiu introduzir uma novidade aos seus clientes durante o mundial da África do Sul: hamburguers feitos com carne de leão. A ideia teve uma forte adesão, mas tem gerado protestos de grupos ambientalistas e de direitos dos animais. Desde que começou a servir hamburguers de leão, o restaurante Il Vinaio, em Mesa, recebeu 150 e-mails de protesto e até uma ameaça de bomba. O restaurante encomendou cinco quilos de carne de leão de uma quinta no Ilinois, e antes da encomenda certificou-se que os bichinhos foram mortos "humanamente". A carne é depois misturada com carne de vaca normal, e têm sido servidos entre 15 e 20 hamburguers por dia. O leão é uma espécie protegida nos Estados Unidos, mas como não está na lista de espécies em via de extinção, não existe nenhuma lei contra o consumo da sua carne.

Mon Dieu!


O treinador francês Raymond Domenech, igual a si mesmo, recusou-se a cumprimentar o seu colega brasileiro da África do Sul, Carlos Alberto Parreira, no final de jogo de ontem em que ambas as equipas sairam eliminadas do mundial. O treinador que todos amam odiar começou a fazer gestos que fazem lembrar o seu compatriota, o mimo Marceau, quando Parreira se dirigiu a ele com a mão estendida. O brasileiro ainda ficou para ali a ouvir uma série de palavreado numa língua ininteligível, ao que de seguida o sapo francês foi embora com cara de poucos amigos. Em causa estarão afirmações de Parreira, que terá dito que a França não merecia qualificar-se para o mundial. E alguém pode censurá-lo por dizer a verdade? A Domenech espera uma "calorosa" recepção em Paris.

Argentina e Coreia do Sul em frente no Grupo B


Nigeria 2-2 South Korea (Highlights)

Ricardo | MySpace Video

A Argentina e a Coreia do Sul seguiram em frente no Grupo B do mundial da África do Sul. Os argentinos bateram a Grécia por duas bolas a zero, com os golos a chegarem na parte final do encontro, apontados por Demichelis e Martin Palermo. Quanto aos coreanos, empataram a duas bolas com a Nigéria, numa partida arbitrada pelo português Olegário Benquerença. Kalu Uche adiantou os africanos no marcador aos 16 minutos, mas Jung-Soo Lee e Chu-Young Park protagonizavam a reviravolta no marcador. Os nigerianos empatariam por Yakubu, na marcação de uma grande penalidade, e faziam um honroso ponto. Nos oitavos-de-final a Argentina joga com o México, uma reedição dos oitavos de há quatro anos, na Alemanha, enquanto a Coreia do Sul defronta o Uruguai, vencedor do Grupo A. Classificação final:

ARGENTINA-9 (7-1)
Coreia do Sul-4 (5-6)

Grécia-3 (2-5)
Nigéria-1 (3-5)

terça-feira, 22 de junho de 2010

Uruguai e México em frente no Grupo A


O Uruguai e o México qualificaram-se para os oitavos-de-final do mundial da África do Sul, deixando de fora a equipa da casa, e os destroçados franceses, que não venceram um único jogo e marcaram apenas um golos. Uruguaios e mexicanos jogavam entre si, e um empate qualificava ambos, com os "celestes" em primeiro lugar. Mas a equipa de Oscar Tabarez fez ainda melhor, e venceu com um golo solitário de Luis Suarez, aos 43 minutos. Ao mesmo tempo jogava-se o África do Sul-França em Free State Stadium, Mangaung/Bloemfontein, com uma das equipas a precisar de golear e esperar que Uruguai ou México perdessem. E o jogo realmente chegou a indicar goleada, e para os "bafana-bafana". Khumalo adiantava os sul-africanos no marcador aos 20 minutos, Gourcuff recebia ordem de expulsão seis minutos mais tarde, e Mphela fazia o 2-0 ainda antes do intervalo. A França caía como um castelo de cartas. Na segunda parte os "bleus" levantaram a cabeça, e ainda conseguiram reduzir por intermédio de Florent Malouda. A África do Sul tornou-se o primeiro país organizador a não conseguir qualificar-se para a 2ª fase, e a França, finalista há 4 anos na Alemanha, volta para casa humilhada. Classificação final:

URUGUAI-7 (4-0)
México-4 (3-2)
África do Sul-4 (3-5)
França-1 (1-4)